27/10/2021 às 15h22min - Atualizada em 27/10/2021 às 18h40min

O olho do dono não engorda apenas o gado, mas é decisivo no sucesso das empresas de tecnologia

O segredo "dos antigos" que turbina as startups

SALA DA NOTÍCIA AIs Comunicação e Estratégia Ltda
https://www.aiscomunicacao.com.br
Celero Consultoria Ltda
As startups ressignificam o mercado ao oferecer soluções inovadoras baseadas em tecnologia, ao ponto que investem alto em pesquisa e desenvolvimento. Embora iniciem timidamente, estas empresas têm em suas mãos o potencial de transformar as rotinas de trabalho e o modo de vida da sociedade.

Os novos negócios criam valor sobre o mercado e fomentam a inovação, sendo capazes de gerar ainda mais receita com o mesmo número de entradas de capital do que as empresas mais antigas. Apenas neste ano, startups brasileiras movimentaram a economia do país, ao levantarem um montante de US $5,6 bilhões em investimentos, e, um total de 412 aportes, valor que ultrapassa a média de 2020. 

Isentas de uma burocracia corporativa de vários níveis, e, com comunicações mais rápidas para a tomada de decisão, as startups são mais ágeis e capazes de transformar uma simples ideia em um produto robusto, abrindo as portas de novos mercados. Além disso, essas empresas são conhecidas também por modificar um produto maduro, tornando-o ainda melhor para ir de encontro à expectativa do mercado, sempre testando até obter a melhor forma ou prática. 

Mas qual o verdadeiro segredo por trás dos empreendimentos que fazem sucesso? Sem dúvida, essa receita inclui, a perseverança dos fundadores que são as figuras que fazem o negócio acontecer, ao doarem não somente a ideia inicial do projeto, mas seu tempo, acompanhando de perto a rotina da empresa e fazendo o negócio prosperar. É como os “antigos” ensinam: o olho do dono é que engorda o gado, uma analogia, sobre a importância do envolvimento direto do empreendedor para o acompanhamento da equipe e crescimento do negócio.

Esse é o caso da Celero, fintech que tem contribuído para remodelar negócios e dar agilidade à gestão financeira de pequenas e médias empresas. A Celero surgiu da união de conhecimentos e estratégias dos seus três fundadores: João Augusto Betenheuzer, CFO, Pedro Chaves, COO e João Tosin, CEO e todos Co-founders da startup.

De acordo com Tosin, a liderança da empresa é a alma do negócio, afinal o CEO é o responsável por definir estratégias de negócio, estipular metas, monitorar o progresso, entre outras funções. "É necessário estar sempre centrado na startup, unindo esforços que muitas vezes refletem em arregaçar as mangas e dar assistência e suporte para a equipe, e sempre buscando auxiliar  na superação dos desafios que se apresentam no caminho e, claro, fazendo os ajustes necessários para que o negócio não saia dos trilhos", declara o CEO.

Além disso, os co-founders da empresa possuem um conjunto de habilidades empreendedoras e sabem reconhecer as oportunidades de negócio, usando da criatividade para a resolução dos problemas. Não é à toa que foram capazes de criar um departamento financeiro online, do zero.

Chaves destaca que é necessário ter um alto poder de confiança, inteligência emocional e uma série de habilidades para fazer um bom gerenciamento dos colaboradores. "É ideal levar motivação aos funcionários, fazendo assim que utilizem todo o seu potencial de forma criativa", relata o COO, que lidera as equipes da empresa, garantindo com que executem suas tarefas de forma assertiva e organizada.

Na Celero, o papel do gestor está bem distante de apenas sentar e dar ordens, pois, além de possuírem visão de negócio, os fundadores têm disposição para fazer acontecer. Segundo Betenheuzer, implementar estratégias e acompanhar de perto cada uma das etapas do processo, é essencial, afinal, o exemplo é a base do empreendimento. 

"Um negócio de sucesso pode ser definido por meio da demonstração de preocupação, não apenas com o negócio, mas também com a equipe. Além disso, é necessário impulsionar mudanças e desempenhar um papel tático dentro da organização, examinando os riscos e os retornos esperados sob diferentes pontos de vista. Afinal, temos que gerenciar nossa empresa, para entender as dores dos clientes e oferecer os diferenciais que precisam", revela o CFO, que é o responsável por gerir as operações financeiras da Celero.

Valorização das mulheres
Ciente da importância de reconhecer o trabalho das mulheres nos negócios, a Celero valoriza o trabalho feminino frente aos desafios da empresa, uma vez que, vários projetos dentro da startup são encabeçados por mulheres. Esse fato trouxe para a empresa o reconhecimento da ONU, como empresa que valoriza a chefia feminina.

Segundo Tosin, a startup busca criar dentro da empresa um ambiente desafiador, gerando assim oportunidades para todos. "O reconhecimento da ONU para nós é muito mais que uma certificação. Ter esse reconhecimento nos mostra que estamos no caminho certo. Nossas gestoras têm todo apoio que necessitam e a diversidade da equipe proporciona benefícios diretos para o empreendimento e para a carreira dos colaboradores e várias mulheres do nosso time têm se destacado neste processo ", comemora o CEO. 

Como nasceu a Celero?
A Celero foi lançada em 2016, com a disciplina e trabalho que qualquer empreendimento exige, João Tosin, João Augusto Betenheuzer e Pedro Chaves, lançaram a startup, inovadora, com serviços de gestão e automação para o departamento financeiro das empresas. Hoje, a Celero oferece, através de tecnologia, um departamento financeiro online para PMEs de todas as regiões do País, é a única do mundo que automatiza toda a rotina financeira, transformando fotos ou imagens de documentos em relatórios financeiros e operações bancárias.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »