25/10/2021 às 16h47min - Atualizada em 25/10/2021 às 18h28min

Fast Shop aposta em programa para descarte correto de eletroeletrônicos e pretende impactar mais de 1 milhão de pessoas ainda em 2021

O ‘De Volta ao Ciclo’, que teve início em 2012, volta ainda mais robusto com postos de coleta em todas as lojas do estado de São Paulo e deve chegar para todo o Brasil ainda esse ano

SALA DA NOTÍCIA Gustavo Campiolo
Muitas pessoas têm aparelhos eletrônicos em casa que não estão em uso e elas não sabem o que fazer com eles. Segundo estudo da Global e-Waste Monitor, realizado pela Universidade das Nações Unidas (UNU), o Brasil descartou apenas em 2019 mais de 2 milhões de toneladas desses aparelhos. Destes, segundo outro levantamento, apenas 3% foram descartados de maneira adequada para ser reciclado ou ter uma destinação final apropriada. E, tanto os equipamentos quanto as baterias possuem substâncias que se jogadas no lixo e enviadas a aterros sanitários podem produzir danos importantes ao meio ambiente. Além disso, os produtos eletroeletrônicos descartados no lixo comum impossibilitam a reciclagem deles por entidades. 

Pensando nisso, a Fast Shop, uma das principais redes de varejo do país, criou o programa ‘De Volta ao Ciclo’ que tem como objetivo conscientizar o consumidor e incentivar o descarte correto de eletroeletrônicos de pequeno e médio porte, que incluem produtos como celulares, micro-ondas, televisores, notebooks, entre outros, mesmo que não tenham sido comprados na loja. 

“Temos como missão encantar e cuidar dos clientes por toda vida e isso está incluído o planeta que vivemos. Cada vez mais queremos desenvolver ações e práticas sustentáveis como pilar central dentro da companhia e que estejam alinhadas com as necessidades do mundo atual”, conta Eduardo Salem, diretor geral de operações da Fast Shop. 

O executivo complementa que a empresa já está fazendo testes para a coleta de ‘produtos da linha branca’, como refrigeradores, fogão e máquinas de lavar, por exemplo, quando o cliente compra na loja e quer descartar o que está em casa de forma correta. Além disso, outras iniciativas serão adotadas ao longo dos próximos anos para incentivar o consumidor a fazer o descarte nas lojas Fast Shop ou através dos serviços oferecidos, que podem facilitar a vida do consumidor. 

Nessa primeira etapa do projeto, 44 lojas receberam os coletores, incluindo a do Shopping Ibirapuera, Lar Center, Iguatemi, Morumbi, Pátio Paulista, Bourbon Shopping, entre outros. 

“Ainda em 2021 queremos ampliar o programa para os 11 estados onde a Fast Shop atua e a nossa intenção é que ainda esse ano mais de 1,1 milhão de pessoas sejam impactadas. Além disso, nos unimos a Green Eletron para contribuir com a meta deles de recolher 600 toneladas de eletroeletrônicos apenas esse ano.  Por isso convidamos os consumidores a entrarem nessa luta com a gente”, fala Salem.  

Como forma de incentivo, a varejista fez uma parceria com a ISLA Sementes, empresa pioneira na produção de sementes no Brasil, e vai distribuir para quem comprar nas lojas de Higienópolis, Eldorado, Ibirapuera, Iguatemi SP e Paulista um envelope de sementes de microverdes, como forma de incentivo para que conheçam o programa e se conscientizem da importância do descarte adequado. 

As hortaliças, que serão distribuídas de forma gratuita, se caracterizam por serem um estágio muito específico das plantas, com sabores delicados e ricas em nutrientes, além de serem uma excelente alternativa sustentável para quem busca plantar e cultivar em casa de maneira rápida e prática. E assim, as duas empresas querem mostrar a importância dos ciclos, seja dos alimentos ou de um produto. 

“A conexão com o plantio faz com que as pessoas tenham mais consciência sobre a origem dos alimentos, hortaliças, flores, frutos e meio ambiente. Sabemos que ao descartar um objeto não existe um fim, de fato, afinal o ‘jogar fora’ permanece armazenado dentro do nosso planeta. E se conectar com o plantio também torna-se uma forma de mudar os hábitos, tanto no estilo de vida, quanto no consumo e no descarte correto dos acessórios”, diz Andrei Santos, diretor de planejamento da ISLA Sementes. 

Descarte: 

O processo de descarte é feito em grande parte pela Fast Shop. Salem explica que após o consumidor levar o produto até um ponto de coleta a empresa faz uma logística reversa, ou seja, recolhe esses produtos, leva e armazena no centro de distribuição da Fast Shop. Depois o material é recolhido pela Green Eletron, empresa parceira, que faz o descarte adequado. A gestora sem fins lucrativos já deu a destinação correta para mais de 2.355 toneladas desse tipo de resíduo e aponta que o volume aumentará anualmente. 

“Se depender dos nossos esforços faremos todo o possível para engajar o cliente Fast Shop para juntos fazermos uma ação que impactará positivamente todo o planeta”, reforça Salem. 

Histórico: 

No ano de 2012 a Fast Shop deu início ao projeto e coletou 592 quilos de equipamentos, incluindo 22 desktops, 24 monitores, 66 mouses, 16 notebooks e 62 teclados em 4 lojas da rede: Center Norte, Lar Center, Paulista e Zaki Narchi. 

Em 2013 a varejista expandiu o programa para outras lojas do estado de São Paulo. 
 
Em 2017 a Fast Shop foi a primeira varejista a assinar o Termo de cooperação com a Green Eletron, maior gestora brasileira sem fins lucrativos para a logística reversa de eletroeletrônicos e pilhas de uso doméstico que não têm mais utilidade. 

“Para alcançarmos resultados satisfatórios é importante unir esforços. A parceria nos dá grande orgulho, porque, com ela, seguimos com mais força no incentivo à reciclagem de eletroeletrônicos, levando diversos benefícios ao meio ambiente”, diz Ademir Brescansin, gerente executivo da gestora.

Para conhecer mais o projeto acesse: https://www.fastshop.com.br/web/a/devoltaaociclo 


 
Sobre a Fast Shop: a rede Fast Shop iniciou sua operação em 1986, é referência no mercado de eletrodomésticos e eletroeletrônicos e hoje conta com mais de 80 lojas físicas espalhadas pelo Brasil. Além disso, o e-commerce da empresa – www.fastshop.com.br – recebe milhões de visitantes por mês. A Fast Shop tem como objetivo encantar cada cliente, por meio do melhor atendimento e de produtos e serviços que facilitem o dia a dia das pessoas, tornando essa experiência única. 

Sobre a Green Eletron: entidade gestora para a logística reversa de produtos eletroeletrônicos e pilhas. A organização sem fins econômicos ou lucrativos, fundada em 2016 pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), atende à demanda crescente das empresas, governo e sociedade, pela criação de alternativas para a coleta e tratamento adequado dos eletroeletrônicos em seu fim de vida e cumprimento da Lei 12.305/2010 PNRS - Política Nacional de Resíduos Sólidos.

A Green Eletron criou um sistema coletivo para gerenciar toda a logística reversa de suas associadas, o qual envolve desde a coleta até o envio de aparelhos eletroeletrônicos e pilhas para recicladoras, responsáveis por transformar estes produtos em matéria-prima para a fabricação de novos produtos pela indústria. Hoje, a Green Eletron conta com dezenas de empresas associadas, fabricantes ou importadoras de eletroeletrônicos e pilhas.

Sobre a Isla: Completando 66 anos em 2021, a ISLA Sementes faz parte da história da horticultura brasileira. Nascida em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, a empresa é pioneira na produção de sementes livres de agrotóxicos e de sementes orgânicas, com o mais diversificado portfólio de sementes de hortaliças, flores, ervas, temperos e árvores nativas, são mais de 600 cultivares que visam alcançar a todas as pessoas do cultivo: desde o público horta em casa, que cultiva para consumo próprio e o público profissional, que cultiva para comercialização. A ISLA busca as melhores novidades, visando diversificação e alto desempenho Além disso, produz conteúdos e informações que são divulgados em suas plataformas  digitais, Canal do Horticultor e Vamos Comer Melhor, impactando mensalmente milhões de pessoas sobre o tema horticultura e alimentação saudável. 

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »