18/10/2021 às 18h30min - Atualizada em 18/10/2021 às 18h50min

WME lança IGUAL, selo que chancela eventos e marcas que colocam a mulher em pé de igualdade nos line-ups, com série de atrações na Heavy House

SALA DA NOTÍCIA Joyce Sales

Com seis anos de história, a plataforma WME segue seu propósito de aumentar o protagonismo da mulher na música. Com o intuito de equalizar line-ups e equipes de eventos musicas no país, a plataforma lança nos dias 20, 21 e 22 de outubro, na Heavy House, em São Paulo, o selo IGUAL, que convida festivais, festas, clubs, selos musicais e casas de shows a ter pelo menos metade de seu staff (entre artístico e produção) composto por mulheres, pessoas não-binárias ou trans. 

Com apoio da Heineken, o lançamento do IGUAL ocupará três noites na Heavy House, o primeiro club a receber o selo, por seu compromisso com a equidade, tanto nos line-ups quanto na sua equipe de produção.

Ao longo de seus quatro anos de história (quase dois deles fechada por conta da pandemia), já passaram pela Heavy House mais de 90 DJs mulheres, além de diversas cantoras, musicistas, designers, barmaids e até deusas do Olimpo como a cantora Erykah Badu, que se apresentou para 8.000 pessoas  a convite do hub, em São Paulo, em 2019. A Heavy House sempre prezou por equidade de gênero e, o mais importante, dar voz e visibilidade às artistas mulheres. MC Tha, Letrux, Marina Diniz, Luísa Viscardi, Natasha Diggs, Mary Olivetti, Eli Iwasa, Clara Ribeiro, Mary G, Valentina Luz, Due, Ella Devuono são alguns dos nomes que marcaram noites na Heavy House.

O selo IGUAL já começa tendo como parceiros, além da Heavy House, os festivais Coquetel Molotov (Recife), Se Rasgum (Belém do Pará), SIM São Paulo, o selo Balaclava e o festival Sarará (Belo Horizonte). A iniciativa é inspirada na organização Keychange, um selo global que trabalha com a certificação de eventos musicais em 12 países. São do Keychange dados como a porcentagem de mulheres no chart top 100 da Billboard, no qual apenas 20% são mulheres, ou ainda que os homens representam 95% da força de trabalho nas maiores orquestras do mundo. 

Para submeter eventos e marcas ao selo IGUAL é preciso preencher o formulário na landing page do projeto, que estará disponível no site https://womensmusicevent.com.br/ a partir de 20 de outubro, enviando informações sobre as equipes de trabalho. No final deste ano, novas adições ao selo IGUAL serão anunciadas durante o WME Awards, primeiro prêmio de música dedicado às mulheres. A 5ª edição do WME Awards terá transmissão ao vivo pelo canal TNT no dia 16 de dezembro. A cada ano, novos parceiros do selo IGUAL serão anunciados durante a cerimônia do WME Awards.  

LANÇAMENTO SELO IGUAL - WME NA HEAVY HOUSE 

Data: 20 a 22 de outubro

Local: Heavy House - Rua Benjamin Era 297, Pinheiros 

Horário: 18h à 01h

Valor da entrada: a partir de R$ 30

Entrada somente com nome na lista e apresentação de certificado de vacinação nos aplicativos ConecteSUS e Poupatempo

 

20/10

Soft Opening + Talk sobre o selo IGUAL com Monique Dardenne e Cláudia Assef. 

Show da cantora Josyara

Eli Iwasa

 

21/10

Érica Alves

Mari Boaventura

Badsista

Malka


22/10

DJ $ophia

Mayra Maldjian

Cinara

Sobre a Heavy House

Criada pelos amigos e sócios Arnaldo Camorim, Filipe Levy, Franco Frugiuele, Beto Chuquer e Saulo Henrique, a Heavy House nasceu em 2018 e é resultado do desejo do grupo de levar o espírito Heavy para um club-bar que reunisse pessoas diversas, em busca de música, arte e moda. A casa tem como premissa ser um espaço multidisciplinar de cultura, com atrações artísticas, musicais, gastronômicas e fashion, sempre promovendo conexões verdadeiras. Mais de 250 eventos já foram realizados na Heavy House e mais 150 Dj’s já passaram por lá. Dentre os momentos memoráveis da casa, estão eventos como a Semana Internacional da Mulher, Semana LGBTQIA+, lançamento do Álbum Rito de Passa da MC Tha, Warm Up do show da Erykah Badu e a já tradicional programação de Carnaval da casa, que no último ano ganhou também um desfile com seu próprio bloquinho - o Heavy Bloco, que desfilou pelas ruas de Pinheiros.

Sobre o WME

O Women’s Music Event (WME) é uma plataforma de música, negócios e tecnologia criada para aumentar o protagonismo da mulher na indústria da música. Idealizada por Claudia Assef e Monique Dardenne em 2016, a plataforma estreou em março de 2017 com a WME Conference, em São Paulo, atraindo mais de 1.000 pessoas em painéis de debate, workshops, shows e festas. Desde então, já realizou 5 edições da WME Conference, com mais de 80 horas de conteúdos digitais e dezenas de shows, painéis e workshops ao vivo, impactando um público de cerca de 10 milhões de pessoas em sua história e gerando, a cada ano, cerca de 300 empregos diretos e indiretos. 

Além da conferência, acontece anualmente a WME Awards by Music2!, premiação desmembrada em três frentes: categoria voto popular, categoria voto técnico e homenageadas pelo conjunto de sua obra. Desde 2019, o evento é transmitido pelo canal TNT. Em 2020, o WME Awards by Music2! impactou mais de 1.2M de pessoas nas diferentes plataformas da marca TNT: TV, YouTube e Facebook.  As lives no Facebook e no YouTube tiveram 93% mais views na comparação com o ano anterior. No âmbito digital, os conteúdos relacionados à premiação atingiram mais de 18 milhões de impressões. 

O WME lançou em 2019 o seu aplicativo Cadastro de Profissionais. O app é uma versão interativa e mais robusta do Banco de Profissionais, área já existente no site Women’s Music Event e que reúne cadastros de mulheres que atuam em diferentes áreas da cadeia da música, desde as atividades mais técnicas até as mais artísticas.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »