26/11/2014 às 17h08min - Atualizada em 26/11/2014 às 17h11min

Performáticos_Inquietos_ Radicais

9ª Edição do projeto acontece no Sesc Belenzinho de 04 a 14 de dezembro

Leonardo Almeida - Assessoria de Imprensa

Confira a programação do projeto Performáticos_Inquietos_ Radicais que acontece no Sesc Belenzinho em São Paulo.

A programação é composta por ações, instalações e espetáculos que dialogam com referências da performance, seja no conjunto de procedimentos utilizados para a criação ou no alinhamento de conceitos provocados por essa arte. O eixo dessas atividades é a presença marcante do elemento performativo, assim como a investigação e proposição de novos modos de representação. A cada edição, artistas ou coletivos das artes cênicas são convidados para apresentações, e um encontro para bate papo com mediação de um especialista da área.

#Dança: A Cozinha Performática COMBO 2 – Anatomia do Cavalo – Sabroso – Jantar Performático

 

 

Foto (Marcela Haddad)

Criada e dirigida por Marcos Moraes, “A Cozinha Performática, Plataforma Colaborativa de Pesquisa e Criação em Dança e Performance” - propõe um ambiente de encontros entre artistas e profissionais de diversas especialidades das artes ao redor dos temas do desejo e dos processos criativos. Consiste numa abertura para novas alquimias, cruzando referências entre a vida e a arte, o encontro e os atos performáticos e estéticos.

Com direção e composição de Luis Ferron e orientação corporal de Ana Teixeira“Anatomia do Cavalo” pretende estabelecer uma comunicação direta com o público - recebido com informalidade, mas como convidado de honra , para compartilhar do espetáculo.

Após o espetáculo, será projetado o vídeo “Sabroso”, que tem direção do artista Osmar Zampieri, além de um “Jantar Performático”com participação especial de Arícia Mess, musicista carioca radicada em São Paulo, que vem desenvolvendo um trabalho autoral em seus anos de carreira.

Dias 04, 05 e 06/12.

Quinta, sexta e sábado às 20h

A Cozinha Performática - Anatomia do Cavalo

Concepção: Luis Ferron e Marcos Moraes.

Performer: Marcos Moraes.

Direção e composição: Luis Ferron.

Orientação corporal: Ana Teixeira.

Luz: Mauro Martorelli

Produção: Jaqueline Vasconcellos (Conexão ZAT).

Som: Tom Monteiro e Arícia Mess.

Total de público por sessão: 30 pessoas.

Duração: 45 min

Ingressos à venda pelo Portal Sesc SP (www.sescsp.org.br), a partir de 25/11, às 15h30, e nas unidades, a partir de 26/11, às 17h30: R$ 20,00 (inteira) / R$10,00 (aposentado, +60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante)/ R$6,00 (trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc (Credencial Plena),

Não recomendado para menores de 18 anos (obs: bebidas alcoólicas para degustação)
 

#Oficina: Exercícios Entre a Graça e a Gravidade

Exercícios Entre a Graça e a Gravidade

Aulas de Dança e Práticas Corporais

Dias 09, 10 e 11/12; terça a quinta das 15h às 18h.

Aquecer, soltar, recuperar espaços perdidos, estar num lugar, deslocar-se, coordenadamente, com a música, absorver aspectos sábios de técnicas que levaram anos para ser desenvolvidas; apoiar os pés, sentir as linhas de transmissão da energia, a terra e o céu, a gravidade e a graça. Deixar-se levar, pensar o corpo, mover o pensamento...Lançar-se no espaço e voltar. Reorganizar-se. Um convite ao exercício da presença, com prazer.

20 vagas.

Sala de Espetáculos II.

Inscrições até dia 05 de dezembro, por meio de envio de email para: performaticosanatomia@belenzinho.sescsp.org.br.

Os candidatos selecionados serão avisados até dia 07 de dezembro por email.

Do ponto de vista formal serão utilizadas diversas ferramentas, conforme o grupo, o dia e o momento do curso. Inicia-se com um alinhamento psicocorporal, no qual se disponibiliza o corpo e a mente para o trabalho diário. A modo de aquecimento trabalhamos as articulações, favorecendo a fluência. Utilizamos as técnicas diversas (clássico, Graham, yoga, entre outras) como ferramentas para o desenvolvimento de corpos mais flexíveis e aptos a responder aos desafios e proposições. Portanto não se enfatiza o apuro de cada técnica em si, mas enquanto o curso vai transcorrendo as habilidades técnicas também vão sendo desenvolvidas;

Trabalha-se também a composição de pequenas frases coreográficas, que vão ganhando em complexidade segundo a resposta dos participantes. Trabalha-se de forma a permitir que pessoas com diferentes graus de habilidade e mobilidade possam experimentar sua própria evolução e tudo o que isso significa de desafiador e satisfatório no processo corporal;

À medida que a aula transcorre introduzem-se exercícios de criação, improvisação e composição, segundo a resposta que vai sendo dada pelo grupo aos estímulos e proposições;

Há uma ênfase no prazer do movimento. 
 

#Teatro: 1979 – Monólogos Comestíveis


Foto: José Rubens Moldero

 

Uma série de monólogos comestíveis, que mescla depoimentos ficcionais e a experiência simultânea da degustação para compor uma performance sobre oito diferentes mulheres, personagens que têm em comum apenas o ano de nascimento: 1976.

Durante a peça-performance são servidos ao público depoimentos de oito mulheres e porções do que elas costumam ter como almoço. O público presencia suas histórias pessoais, as ouve, sente e experimenta uma amostra do que gostam de comer.

No cardápio: oito mulheres e pratos absolutamente diferentes. O público experimenta sotaques, hábitos, temperos, lógicas, ritmos, temperaturas, sabores, gostos específicos de cada uma, tendo a culinária também como elemento de dramaturgia nessa experiência. O chef Gabriel Vidolin é quem provoca o paladar e faz o público experimentar gostos e preferências dessas mulheres, ou o sabor da rotina delas.

De 11 a 14 de dezembro.

De quinta a sábado, às 21h30, e domingo às 18h30.

Textos, direção e performance: Lorena Lobato.

Garçonetes e performers: Nataly Cabanas e Tássia Cabanas.

Gastronomia: Chef Gabriel Vidolin.

Luz: Ligia Chaim

Produção: Corpo Rastreado.

Total de público por sessão: 30 pessoas.

Duração: 1h30

Ingressos: R$ 20,00 / R$10,00 / R$6,00

Não recomendado para menores de 18 anos (obs: bebidas alcoólicas para degustação)

#Oficina: Dramaturgia da Vida Alheia

Dramaturgia da Vida Alheia - como criar dramaturgia pessoal da vida alheia e pensar em processos pessoais intransferíveis de expressão

Dias 12 e 13; sexta e sábado, das 15h às 17h.

Atividade formativa em que Lorena Lobato (atriz, cantora e performer) compartilha métodos e percursos criativos utilizados em suas peças-perfomances. 

No primeiro dia de atividade, apresentação do processo de 1976 (questões como: de onde pode partir um texto, uma ideia, uma performance e que sequência tem isso. Quem são essas mulheres? São assuntos? Mulheres reais?) e limites entre o que se é, e o que se expressa em cena.

No segundo dia, exercícios práticos de composição e performance, a partir de conceitos desenvolvidos no dia anterior e ideia de não-representação durante a atuação.  O objetivo da cena como invenção, ato criativo.

Público Alvo: estudantes, pesquisadores e artistas da cena.

Vagas: 30

Inscrições até dia 09 de dezembro, por meio de envio de email para: performaticosvidaalheia@belenzinho.sescsp.org.br
Os candidatos selecionados serão avisados até dia 11 de dezembro por email.

Grátis.

Não recomendado para menores de 18 anos.


#BatePapo: Performance

Dia 14 de dezembro, domingo, das 14h30 às 16h30.

Sala de Espetáculos II. Grátis

A partir das ações apresentadas nesta edição do projeto, um bate-papo com participação dos artistas Lorena Lobato e Marcos Moraes, com mediação e provocação da pesquisadora convidada, Beth Lopes.

O encontro propõe discutir tanto as proposições e escolhas dos criadores, como também impressões e desdobramentos produzidos por essas ações em relação ao público, e aos locais onde foram apresentadas.

Beth Lopes é professora na Graduação e Pós-Graduação de Artes Cênicas (USP), diretora fundadora da Cia. de Teatro em Quadrinhos (CTQ) e pesquisadora, com o foco na corporalidade, memória e performance.

Fez a segunda pesquisa de pós-doutoramento em 2010 sobre a performance no consagrado departamento de Estudos da Performance da Universidade de Nova Iorque, onde teve como supervisor Richard Schechner.

Trabalhou também como curadora do Festival Internacional de São José do Rio Preto e foi jurada do Festival da Amazônia, ambos em 2012.

Não recomendado para menores de 14 anos.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »