28/06/2012 às 00h28min - Atualizada em 28/06/2012 às 00h28min

Adriana Noya projeta Adega da CASA COR 2012

Chique e sustentável são as propostas do projeto vencedor do PRÊMIO CASA COR, na categoria PROJETO MAIS SUSTENTÁVEL

CDI Comunicação

Em sua primeira participação na CASA COR, ADRIANA NOYA integrou a arquitetura de alto padrão com o uso de materiais nobres e sustentáveis na ADEGA, traduzindo em um espaço sofisticado e descontraído. São 80m² que retratam a ousadia, estilo, conforto e sustentabilidade, marcas registradas da profissional. No último dia 05/06, o ambiente foi contemplado como o PROJETO MAIS SUSTENTÁVEL no PRÊMIO CASA COR. “É necessário se aprofundar e saber o que o mercado oferece para a execução e entrega de um projeto de forma sustentável. E não é só a certificação que importa, tem muitos outros fatores econômicos e de consciência ambiental que nos estimulam a seguir um Green design”, declara Adriana.

Composto de três ambientes, a ADEGA tem como proposta a integração em um único ponto de encontro. A sala de estar que tem o piso revestido por bambu prensado e na parede: nichos iluminados, quadros e objetos decorativos que remetem a um clima romântico e intimista. A mesa de madeira maciça de demolição e a bancada de mármore branco para armazenar champagnes, demarcam o espaço de degustação que interliga a área de jogos, composto por uma mesa de bilhar, uma de xadrez e diversos quadros divertidos.

Com identidade própria e com o objetivo de criar um lugar relaxante e divertido, a arquiteta revela que “a inspiração para a concepção da ADEGA surgiu da vontade de homenagear o seu marido, grande apreciador de vinhos”.

 

Saiba mais sobre o projeto “ADEGA”:

É importante ressaltar também que todo o projeto seguiu os conceitos, recursos e especificações que poderiam contribuir para créditos no sistema LEED (sistema de certificação e orientação ambiental de edificações) caso fosse submetido a um processo de certificação em uma construção permanente. Para isso, arquiteta abusou na sustentabilidade e modernidade deixando seu ambiente ecologicamente correto e luxuoso. “É importante ressaltar, que concepção e execução andam juntas e se complementam em todos os níveis, da matéria – prima aos aspectos sociais e econômicos. E que a beleza é inseparável da função”, declara.

 

  • Ambientes:
  • Sala de estar: Funcional e intimista é integrada com a ADEGA. A proposta é mostrar como os ambientes podem ser integrados e para uso de todos os membros da família. O espaço é composto com móveis contemporâneos, como as poltronas Loeil, mesa de centro Água do designer Domingos Tótora, com tampo de vidro e base em seixos feitos com papelão, um tapete colorido e objetos decorativos no tom de vermelho dando uma atmosfera de romantismo.
  • Adega: Com um sofisticado lustre de vidro soprado Dracena, da Eurolight, a ADEGA é composta por uma mesa Loeil e cadeiras fidalgas vermelhas, da Oppa, uma bancada em mármore, com design da arquiteta, funciona como uma grade champanheira iluminada, executada pela Euromármores e elementos refinados em prata e cristal que complementam a decoração.

Para honrar o nome do espaço, os objetos que são um sonho de consumo e compõem a decoração, são as Adegas tríade da Art Des Caves, que além do design moderno, são compostas por um compressor inteligente, o que auxilia na redução do consumo de energia em 30% e por um gás refrigerante que não agride a natureza.

  • Sala de jogos: O espaço conta com uma rica composição de materiais de entretenimento como as mesas de bilhar, de xadrez em releitura contemporânea da Elite Game Room, e os quadros divertidos que deixa o lugar descontraído.

 

  • Sustentabilidade

O projeto traz materiais com baixo impacto ambiental e de reuso aplicados de forma harmoniosa, criando uma atmosfera de bem-estar e conforto. Foram utilizados: piso em bambu prensado , que é material rapidamente renovável, e a empresa vencedora do premio GreenBest, aplicado com sistema de encaixe que dispensa o uso de cola, sem emissão de componentes voláteis, 95% da iluminação de LED,  micro LEDs, fitas em LED, lâmpadas em LED que substituem lâmpadas dicroicas, com baixíssimo consumo energético, estantes e bancada em madeira de demolição, reaproveitando pisos de casarões antigos, revestimento das paredes em filetes de mármore que aproveita aparas de cortes maiores, adegas com consumo 30% , ar condicionado com selo PROCEL, peças com conteúdo reciclado, como a mesa Água, com base feita com papelão, papel de parede instalado com cola a base de água, tapete em lã, e houve gerenciamento e destinação do entulho da obra para reciclagem, todo material de divulgação do escritório, cartões e folders são em papel reciclado, inclusive  com uma cartilha sobre reciclagem de entulho, com indicação dos pontos de recebimento deste material para reciclagem.

 

 

PARCEIROS

Piso bambu prensado - Ecori;

Paredes filetes de mármore - Asia Pedras;

Papel de parede Square - Wallcovering;

Textura concreto - Suvinil;

Lustre vermelho Dracena - Eurolight;

Mesa de madeira - Loeil;

Sofá e poltronas - Loeil;

Mesa de centro água - Dpot;

Tapete - Vitrine;

Cadeiras fidalgas vermelhas - Oppa;

Adegas tríade - Art des Caves;

Mesas de bilhar e xadrez, tacos e dardos - Elite game room;

Bancada em mármore - Euromármores;

Objetos e cristais - Loeil e Cecília Dale;

Gravuras e fotos, acervo pessoal - arquiteta;

Livros - LivrariaSaraiva

 

Sobre Adriana Noya

Arquiteta e LEED® Green Associate

Sócia do Studio Arquitetura Mais-Adriana Noya

Arquiteta formada em 1990 pela Universidade Federal da Bahia, trabalha com arquitetura, interiores e em Green Design, buscando aliar técnicas sustentáveis a arquitetura e design de interiores.

LEED® Green Associate é uma credencial da organização internacional USGBC, U.S. Green Building Council.www.usgbc.org

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »