28/09/2021 às 15h54min - Atualizada em 28/09/2021 às 16h04min

Como o data marketing contribui para o marketing de conteúdo?

SALA DA NOTÍCIA Victor
 

Uma das funções do marketing é apresentar estratégias para que o mercado consiga trabalhar com as necessidades do público, aprimorando assim o processo de consumo. O data marketing é uma modalidade ainda mais específica nesse quesito.

 

Com o avanço das tecnologias, os métodos de coleta de informação dos usuários tornaram-se ainda mais aprimorados, contando com os dados minuciosos que as redes sociais são capazes de recolher, tudo com a permissão do público.

 

Isso porque, além dos programas especializados em analisar informações dos usuários, como nome, gênero e idade, por meio dessas plataformas também é possível analisar o comportamento dos usuários, diante a sua atuação nesse ambiente digital.

 

Os conteúdos acessados, as postagens curtidas, as matérias compartilhadas, um conjunto de ações que permite que profissionais e programas personalizados consigam analisar a fundo os interesses do público, e a longo prazo os seus desejos de consumo.

 

Como o perfil de uma loja de materiais de decoração e construção, que acaba sendo recomendada para um usuário que esteja em busca na internet por um serviço de aplicação de sinteco SP, para revestir o piso de madeira de uma casa na região.

 

Um detalhamento no processo de pesquisa que as ferramentas digitais são capazes de identificar, unindo as configurações de pesquisa realizadas pelo administrador de uma página, com o uso de palavras-chave, em conjunto ao histórico do usuário.

 

Tendo essa quantidade enorme de informações disponíveis, é essencial que os profissionais do marketing atuantes no meio saibam como se aproveitar dessa relação de dados e como eles podem apresentar os comportamentos e interesses do público.

 

Uma associação importante para que um serviço de içamento SP veja a sua comunicação ser direcionada para um público que se mostra interessado no assunto, que esteja em um estado de necessidade diante desse serviço em específico.

 

E com o intuito de observar e analisar profundamente essa relação de dados que o marketing apresenta, sempre atento às novidades do mercado, passou a contar com uma modalidade específica nesse assunto, o chamado data marketing.

Os dados referentes ao data marketing

O data marketing é um conceito que trabalha com a análise do Big Data, com um foco específico nas estratégias do mercado. O Big Data pode ser definido como um conjunto de dados em grande volume e complexidade, do tipo que é recolhido pela internet.

 

Com base nas análises que podem ser realizadas em cima dessas informações, a equipe de marketing de uma empresa segurança residencial pode elaborar um conjunto de estratégias capazes de ampliar o seu público.

 

Um estudo realizado por meio do data marketing auxilia, então, no processo de tomada de decisões, agindo como base para um conjunto de medidas importantes para o futuro comercial da sua companhia, tais como:

 
  • Realização de campanhas;
  • Definição de público-alvo;
  • Execução de promoções;
  • Redirecionamento da imagem da companhia;
  • A escolha de uma linguagem própria a ser usada nas redes.
 

Através das análises feitas em relação ao data marketing,  uma companhia se torna qualificada para desenvolver estratégias e adotar práticas que surtem o melhor efeito positivo com o seu público, sendo possível até expandir esse número de audiência.

 

Dessa forma, quanto mais específica for a sua comunicação, maior é a chance de que um público segmentado reaja positivamente aos seus produtos e serviços, agindo como um diferencial competitivo, o que é importante quando se lida com um mercado repleto de concorrentes.

 

Sendo o caso de uma empresa de construção sustentável, que ao destacar a sua preocupação com a causa ambiental, após analisar a incidência dos usuários ao pesquisar temas relevantes ao assunto, passa a contar com o apoio desse público.

Como acontece o processo de coleta desses dados?

Existem diversas formas de se analisar os dados disponíveis na internet, afinal, o ambiente digital se comporta como um livro aberto, no qual todos possuem acesso a uma grande quantidade de informações que ali é disponibilizada diariamente.

 

Para isso, só é necessário conhecer a linguagem da internet, sendo recomendável o uso de softwares de análise, que diante das diretrizes de pesquisa desejada, conseguem realizar uma busca profunda, resultando em um número detalhado de dados.

 

Esse processo de coleta de informações ocorre por meio de pequenos arquivos conhecidos como cookies, que são instalados nos dispositivos sempre que acessam uma página específica, analisando a partir daí o comportamento dos usuários.

 

Como um indivíduo que pesquisa por uma “serralheria industrial em SP”, e logo em seguida clica em um resultado apresentando, dando preferência a sua posição superior na página de pesquisa, enquanto outro se guia pelos comentários positivos apresentados.

 

Só é importante que esse processo ocorra de forma aberta ao público, informando-os sobre o uso de cookies em sua plataforma digital, além de contar com uma boa configuração desses arquivos, para que eles não sejam confundidos como programas maliciosos.

 

Para agir de forma segura, é importante seguir os regulamentos estabelecidos pela LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais), que trabalha com regimento desses ambientes na internet, permitindo que apenas o melhor do meio digital possa ser acessado.

 

Isso porque o ambiente digital permite, além dessa análise aprofundada em cima do público,  a entrega de conteúdos direcionados justamente voltados aos interesses de uma audiência estudada, conhecendo as suas necessidades e entregando a resposta desejada.

O estudo de dados no marketing de conteúdo

De fato ficou claro como o data marketing é importante para o processo de conhecer o público, trabalhando com estratégias de coletas de dados que estão além dos procedimentos tradicionais, tais como entrevistas, questionários e grupos focais.

 

Esses serviços de pesquisa ainda possuem uma certa importância, principalmente em situações que atuem com um escopo menor, como em um time de atletas que pesquisam sobre a melhor rede de proteção para quadra de futsal.

 

Por outro lado, quando o foco é analisar uma grande audiência, como um conglomerado da mídia, em busca de conhecer o perfil atual dos seus espectadores, torna-se preferível trabalhar com o detalhamento específico que os programas de internet apresentam.

 

E com base nessas informações essa empresa de comunicação torna-se capaz de entregar um tipo de produção ideal para o gosto da sua audiência, sendo uma situação similar ao que faz o marketing de conteúdo, por meio de um contato que vai além do tom comercial.

 

Para que uma fábrica de concreto aerado em busca de trabalho tenha um conceito de segurança e confiabilidade sobre seu produto, ela necessita desenvolver conteúdos que não necessariamente destaquem a sua marca, mas as percepções com a qual trabalha.

 

Por isso, para desenvolver um conteúdo aprimorado nesse sentido, é importante contar com o auxílio de uma análise detalhada do seu público, e de como ele vai reagir a esse tipo específico de comunicação, no lugar de um simples anúncio comercial.

 

Dessa forma, o data marketing é capaz de agir como suporte para as ações almejadas por meio do citado marketing de conteúdo, unificando as estratégias relacionadas ao estudo do mercado e do público.

 

Uma associação que começa a partir do próprio processo de análise, pois o data marketing trabalha com conceitos mais aprofundados, indo além da relação básica de um perfil, como faixa etária, localização e atributos afins.

 

O data marketing permite um conhecimento mais aprofundado, no qual é possível conhecer o seu público, assim como o seu comportamento na internet, o que indica o tipo de conteúdo que ele costuma consumir, e por sequência, o modelo que o chama atenção.

 

Uma especialização de conteúdo que permite que uma companhia que trabalha com a realização de um projeto estrutural de galpão conheça não só o tipo de linguagem que deve ser adotada em seus conteúdos, mas as redes adequadas para esses anúncios.

 

Se o público de uma confeitaria se encontra em excesso no Facebook, não faz muito sentido focar os seus anúncios e postagens em redes como Instagram e Twitter, a não ser que o propósito dessa loja seja expandir a sua audiência.

 

Em conjunto a isso, também pode ser definido o melhor modelo de conteúdo como um vídeo, um comentário rápido, ou uma matéria detalhada em um blog de receitas, tudo acompanhando os anseios apresentados pelo seu público na internet. 

 

No geral, o data marketing trabalha com conceitos relacionados ao conhecimento dos hábitos de comportamento e consumo dos usuários.

 

Algo essencial para o marketing de conteúdo, que atua com a entrega de mensagens que possam ter bons resultados com o público, em cima de conceitos almejados pela comunicação de uma marca, e por isso é importante conectar esses dois modelos.

 

Garantindo assim que o processo de coleta de dados seja benéfico não apenas para as empresas, mas também para os consumidores, os detentores originais de tais informações pessoais.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »