03/08/2021 às 16h06min - Atualizada em 03/08/2021 às 16h18min

BASF registra um segundo trimestre muito forte apoiado por preços e volumes mais altos

Crescimento de 56% em vendas, registrando € 19,8 bilhões

SALA DA NOTÍCIA BASF
“A forte dinâmica de crescimento dos dois trimestres anteriores continuou graças aos preços e volumes mais altos, podemos apresentar resultados muito fortes do segundo trimestre hoje”, disse o Dr. Martin Brudermüller, presidente da Junta Diretiva da BASF SE, que apresentou os resultados do segundo trimestre juntamente com o diretor financeiro, Dr. Hans-Ulrich Engel. Em 9 de julho, a BASF já publicou números preliminares para este trimestre e elevou suas perspectivas para o ano de 2021.

“Alcançamos um crescimento de volumes e aumentos de preços em todas as regiões e todos os segmentos em comparação com o segundo trimestre de 2020”, disse Brudermüller.

As vendas aumentaram € 7,1 bilhões em comparação com o segundo trimestre de 2020, para € 19,8 bilhões. Esse crescimento de vendas de 56% foi em grande parte atribuído a preços e volumes mais altos em todos os segmentos. Os níveis de preços nos segmentos de Tecnologias de Superfície, Químicos e Materiais em particular aumentaram, enquanto os volumes aumentaram principalmente nos segmentos de Tecnologias de Superfície, Materiais e Soluções Industriais. Os efeitos negativos da moeda tiveram um impacto compensatório.

A receita operacional (EBIT) antes de itens especiais no segundo trimestre de 2021 foi consideravelmente maior do que o nível pré-pandêmico de € 1 bilhão no segundo trimestre de 2019 e aumentou em comparação com o trimestre do ano anterior em mais de € 2 bilhões para atingir € 2,4 bilhões. Isso se deve principalmente ao aumento considerável no EBIT antes de itens especiais nos segmentos de Químicos e Materiais. Os segmentos de Tecnologias de Superfície e Soluções Industriais também aumentaram os ganhos consideravelmente. Em contraste, o EBIT antes de itens especiais em Outros e nos segmentos de Nutrição & Cuidados e Soluções para Agricultura diminuiu consideravelmente. O EBIT aumentou de € 59 milhões no segundo trimestre de 2020 para € 2,3 bilhões. A receita de operações antes da depreciação, amortização e itens especiais (EBITDA antes de itens especiais) aumentou € 2,0 bilhões em comparação com o segundo trimestre de 2020 para € 3,2 bilhões. O EBITDA cresceu € 2,1 bilhões para chegar a € 3,2 bilhões.

“Lucros consideravelmente maiores em nossos negócios upstream devido a preços e volumes mais altos foram o principal fator para o forte aumento nos ganhos em geral”, disse Brudermüller. “Em nossos segmentos downstream, também conseguimos aumentar os volumes e preços com base na forte demanda.”

Desenvolvimento dos fluxos de caixa no segundo trimestre de 2021

Os fluxos de caixa das atividades operacionais totalizaram € 2,5 bilhões no segundo trimestre de 2021, € 295 milhões acima do valor do trimestre do ano anterior. A melhoria foi atribuída principalmente ao lucro líquido consideravelmente maior de € 1,7 bilhão. Em € 1,8 bilhão, o fluxo de caixa livre aumentou € 254 milhões em comparação com o segundo trimestre de 2020.

Desenvolvimento de ganhos nos segmentos da BASF no segundo trimestre de 2021

As vendas no segmento de Químicos aumentaram consideravelmente em 91% em comparação com o trimestre do ano anterior, para € 3,4 bilhões. O aumento das vendas foi devido principalmente aos níveis de preços significativamente mais altos, em grande parte devido à forte demanda juntamente com a menor disponibilidade do produto. O EBIT antes de itens especiais de € 990 milhões ficou consideravelmente acima do nível do segundo trimestre de 2020. Em grande parte, isso pode ser atribuído a um EBIT consideravelmente mais alto antes de itens especiais na divisão de Petroquímicos. O EBIT antes de itens especiais também aumentou consideravelmente na divisão de intermediários.

Em comparação com o segundo trimestre de 2020, as vendas no segmento de Materiais aumentaram 75%, para € 3,7 bilhões. O desenvolvimento de vendas resultou principalmente de um aumento significativo de volumes relacionado à demanda. Com € 792 milhões no total, o EBIT antes de itens especiais aumentou consideravelmente em ambas as divisões.

As vendas de € 2,4 bilhões no segmento de Soluções Industriais no segundo trimestre de 2021 foram consideravelmente maiores do que no trimestre do ano anterior, particularmente na divisão de Dispersões e Pigmentos. O crescimento das vendas foi em grande parte atribuído a maiores volumes em quase todos os negócios em ambas as divisões. O EBIT antes de itens especiais aumentou consideravelmente em ambas as divisões em comparação com o segundo trimestre de 2020 e atingiu € 307 milhões. A divisão Dispersões e Pigmentos foi renomeada para Dispersões e Resinas em 1º de julho de 2021 após o fechamento da alienação do negócio global de pigmentos da BASF.

As vendas no segmento de Tecnologias de Superfície aumentaram consideravelmente em comparação com o segundo trimestre de 2020, especialmente na divisão de Catalisadores. O aumento de 90% nas vendas, para € 5,9 bilhões, foi atribuído a preços e volumes significativamente mais altos. O EBIT antes de itens especiais atingiu € 289 milhões e ficou consideravelmente acima do nível do trimestre do ano anterior em ambas as divisões devido principalmente aos volumes de vendas. Além disso, o desempenho dos lucros na divisão de Catalisadores foi apoiado por uma contribuição consideravelmente maior do comércio de metais preciosos.

As vendas no segmento de Nutrição e Cuidados aumentaram 2% em comparação com o trimestre do ano anterior, atingindo € 1,6 bilhão. Isso foi impulsionado por um crescimento considerável nas vendas na divisão Care Chemicals, enquanto as vendas na divisão Nutrição & Saúde diminuíram consideravelmente. Em € 138 milhões, o EBIT antes de itens especiais diminuiu consideravelmente em comparação com o segundo trimestre de 2020, devido principalmente a margens mais baixas e custos fixos mais altos em ambas as divisões.

As vendas de € 2,0 bilhões no segmento de Soluções para Agricultura ficaram consideravelmente acima do nível do segundo trimestre de 2020. Isso se deve principalmente aos volumes consideravelmente maiores em todas as regiões e aos preços mais altos. Os efeitos cambiais negativos, especialmente na América do Sul e do Norte, tiveram um impacto de amortecimento nas vendas. Apesar das vendas mais altas, o EBIT antes de itens especiais de € 75 milhões ficou consideravelmente abaixo do nível do trimestre do ano anterior. Isso se deve principalmente aos efeitos cambiais, bem como aos custos fixos mais elevados.

As vendas em Outros aumentaram consideravelmente em comparação com o trimestre do ano anterior e alcançaram € 793 milhões. Isso refletiu principalmente o crescimento das vendas no comércio de commodities. O EBIT antes de itens especiais ficou consideravelmente abaixo do valor do trimestre do ano anterior. Isso se deve principalmente a maiores acréscimos nas provisões para componentes de remuneração variável (bônus) como resultado do forte segundo trimestre de 2021.

Perspectivas do Grupo BASF para 2021

A avaliação do ambiente econômico global em 2021 foi ajustada da seguinte forma (previsão anterior da Declaração Trimestral da BASF Q1 2021 entre parênteses):
  • Crescimento do produto interno bruto: +5,5% (+5,0%)
  • Crescimento da produção industrial: +6,5% (+5,0%)
  • Crescimento na produção de produtos químicos: +6,5% (+5,0%)
  • Taxa de câmbio média euro/dólar de $ 1,20 por euro ($ 1,18 por euro)
  • Preço médio anual do petróleo (petróleo Brent) de $ 65 por barril
    ($ 60 por barril)
Devido ao forte desenvolvimento de negócios no primeiro semestre de 2021, a retomada contínua da economia global e o aumento considerável nas expectativas de lucros nos segmentos de Químicos e Materiais, a previsão para o ano fiscal de 2021 foi ajustada da seguinte forma (previsão anterior de a Declaração Trimestral BASF Q1 2021 entre parênteses):
  • Crescimento das vendas entre € 74 bilhões e € 77 bilhões
    (entre € 68 bilhões e € 71 bilhões)
  • EBIT antes de itens especiais entre € 7,0 bilhões e € 7,5 bilhões
    (entre € 5,0 bilhões e € 5,8 bilhões)
  • Retorno sobre o capital empregado (ROCE) entre 12,1% e 12,9% (entre 9,2% e 11,0%)
  • Aumento nas vendas de Aceleradores (soluções que dão uma contribuição significativa para a sustentabilidade na cadeia de valor) para entre € 21,0 bilhões e € 22,0 bilhões (entre € 19,0 bilhões e € 20,0 bilhões)
  • Estabilização das emissões de CO2 entre 20,5 milhões de toneladas métricas e 21,5 milhões de toneladas métricas (inalterado)
Para o segundo semestre de 2021, a BASF prevê um desenvolvimento econômico industrial amplamente estável. A previsão da BASF assume que não haverá restrições severas à atividade econômica devido às medidas de combate à pandemia do coronavírus no segundo semestre de 2021.

Mais informações podem ser encontradas no Relatório Financeiro Semestral da BASF de 2021 online em basf.com/halfyearfinancialreport.

Receba notícias atualizadas da BASF via notificação push em seu smartphone. Registre-se em nosso serviço de notícias em basf.com/pushnews.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »