03/08/2021 às 14h06min - Atualizada em 03/08/2021 às 15h08min

Retornos às Aulas

Retorno às Aulas

SALA DA NOTÍCIA Vérité Comunicacao
Fausto Flor de Carvalho - Presidente do Depto. de Saúde Escolar da Sociedade de Pediatria de São Paulo - spsp.org.br 
Ontem, dia 02 de agosto de 2021, reiniciaram as aulas presenciais na rede pública estadual, no Estado de São Paulo. Muitos pais e responsáveis ainda se encontram temerosos quanto ao retorno presencial, porém este temor não tem muita sustentação.
A Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP) tem se pronunciado por diversas vezes em relação ao tema, através de textos informativos, de um documento elaborado em conjunto com a Câmara Técnica do Conselho Regional de Medicina (Cremesp) e com diversas entrevistas nas mídias sociais.
A pandemia pela Covid-19 tem afligido todo o planeta e tem sido especialmente grave em nosso país, com mais de meio milhão de brasileiros perdendo suas vidas precocemente. Não obstante a isto, o número de crianças afetadas de forma grave e que evoluíram de maneira desfavorável foi relativamente pequeno.
As pesquisas realizadas no Brasil e no exterior têm demonstrado que crianças não são grandes espalhadoras do vírus, que costumam ter quadros leves a moderados e quase metade delas são assintomáticas. Em nosso país, vemos ainda que a maioria das crianças estão adaptadas aos cuidados como lavagem das mãos, uso do álcool em gel e de máscaras.
Considerando o enorme prejuízo que a suspensão das aulas presenciais já apresentou em relação a distúrbios alimentares (falta de alimentos para uns, excesso para outros), de relacionamento interpessoal (distanciamento dos amigos, contato apenas com adultos), dificuldades de concentração com a utilização de meios digitais (quando não sofrendo com a ausência de contato com a internet), associado a ansiedade quanto ao futuro, vemos que é essencial a retomada das aulas presenciais. Soma-se a isto a vacinação de professores e membros da equipe escolar e a queda do número de internações em enfermarias e Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).
Assim, cremos que é momento adequado para retomada de aulas presenciais. Os pais devem trabalhar com os filhos sobre as medidas de proteção e devem estar em contato com a escola. Qualquer sintoma respiratório a criança deve ser afastada e procurar o serviço médico para diagnóstico. Uma boa comunicação entre pais, escolas e profissionais da saúde vão vai colaborar par uma volta mais segura e com mínimos riscos a todos. 

Para mais informações entreviste um de nossos especialistas. 

 
MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA
Luciana Rodriguez - 11 98133-4811
Flávia Lo Bello - 11 99409-7683

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »