19/06/2012 às 23h35min - Atualizada em 19/06/2012 às 23h35min

Deputado Vanderlei Siraque cria Frente Parlamentar para incentivar competitividade do Setor Químico, Petroquímico e Plástico do Brasil

Parlamentar petista presidirá e coordenará ações de estímulo a este segmento econômico nacional

Assessoria Vanderlei Siraque

Por iniciativa do Deputado Federal Vanderlei Siraque (PT - SP), a Câmara dos Deputados, em Brasília, constituiu, no último dia 17 de maio, a Frente Parlamentar em Defesa da Competitividade da Cadeia Produtiva do Setor Químico, Petroquímico e Plástico do Brasil.
O objetivo da sua criação é incentivar e estimular a cadeia produtiva da indústria de transformação no país.

Na opinião de Deputado Vanderlei Siraque, eleito Presidente da Frente Parlamentar, trata-se de um setor estratégico para o Brasil, que merece atenção especial do governo. “Penso que o Brasil, ao invés de ser um país exportador de petróleo do pré-sal, deve agregar valores e incentivar a indústria de transformação petroquímica, química e de plástico. Entendo que, se o Brasil não fizer isso, o petróleo, que hoje é nosso, futuramente retornará em forma de outros produtos e, dessa forma, a nossa balança comercial continuará deficitária neste setor”, esclarece o parlamentar.

Para sobreviver e crescer, este segmento econômico precisa ser competitivo, em comparação com a cadeia produtiva de outros países, pois se trata de uma indústria estratégica para o Brasil. “Para que o setor seja competitivo, é necessário reduzir os custos de produção, por meio de novas tecnologias, desoneração da carga tributária, redução das tarifas de energia elétrica, de gás e de água, bem como reduzir as altas taxas de juros, equilibrar o real em relação às moedas estrangeiras, qualificar e formar mão de obra, investir em logística e infra-estrutura, como portos, aeroportos e rodovias. Temos também de desburocratizar e facilitar a abertura, ampliação e instalação de empresas desse segmento”, explica o Deputado Vanderlei Siraque.

O Deputado acompanhará o trâmite de todos os projetos de leis Municipais, Estaduais e Federais, tanto na Câmara quanto no Senado, que sejam de interesse da competitividade do setor. “Vou me opor a qualquer projeto ou legislação que possa prejudicar esta cadeia produtiva”, salienta o parlamentar.

A Frente Parlamentar está aberta à participação de Prefeitos e Vereadores dos municípios onde houver este tipo de atividade econômica, Deputados Estaduais, Governadores, Deputados Federais, Senadores, empresários e trabalhadores do setor.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »