29/06/2021 às 12h01min - Atualizada em 29/06/2021 às 19h22min

Matrículas para Maternal e Educação Infantil voltam a crescer

Após queda na taxa de matrículas, devido à pandemia, famílias voltam a procurar escolas de Educação Infantil

SALA DA NOTÍCIA Diana Tendy
http://www.escolaequilibrio.com.br/
Divulgação

Durante os primeiros meses de isolamento social, algumas famílias decidiram postergar a entrada dos seus filhos na pré-escola ou até mesmo cancelar a matrícula neste período. Até os 4 anos de idade a escola é opcional, no entanto, pedagogos alertam que a falta de estímulos pode atrasar o desenvolvimento intelectual e emocional das crianças. Após meses em casa, a busca por matrículas voltou a crescer. Uma das instituições de Educação Infantil mais tradicionais de São Paulo, a Escola Equilíbrio, registrou crescimento na procura nesta faixa etária, o que refletiu positivamente na vida dessas crianças.

Com mais de 35 anos de experiência na Educação Infantil, a Escola Equilíbrio percebeu que o retorno ao trabalho presencial dos pais e a reabertura das escolas foram decisivas para impulsionar a presença das crianças no ambiente escolar. Muitas famílias notaram certa regressão no desenvolvimento de seus filhos, entre eles atrasos na fala e questões socioemocionais, que constataram a necessidade de contar com o apoio dos educadores e do espaço institucional.

“Os primeiros anos de vida devem ser acompanhados pelos pais em conjunto com pessoas da área da educação, pois trata-se da fase mais importante do ser humano. É neste período que se estruturam muitas características de personalidade, aquisição de valores éticos, morais e regras de convívio social. Além dessas questões, é neste momento que desenvolvemos a autoestima e a autoimagem das pessoas, sendo fator determinante na construção de seu caráter. A autoimagem da criança é construída durante a interação com seus pares e, por isso, a Escola Equilíbrio se preocupa em criar um ambiente acolhedor, com adultos que demonstram confiar nela para que, aos poucos, ela passe a confiar em si mesma. Devido à pandemia, muitas crianças passaram os primeiros anos sem ter a oportunidade de socializar. Na fase de adaptação, oferecemos a possibilidade da família ficar na escola o tempo necessário para que a criança se sinta segura e crie vínculos afetivos com a equipe”, explica Myriam Reis, diretora da Escola Equilíbrio.

Equilíbrio e Educação Emocional

Os pequenos percebem a pandemia e também precisam de atenção com relação às emoções que surgem no dia a dia. A limitação de não poder ir e vir, a restrição de espaço, não poder abraçar os familiares ou brincar com os amigos são situações que geram estresse no momento. Sendo assim, o acolhimento e desenvolvimento emocional é essencial.

O direito à educação também compreende as habilidades socioemocionais. A criança que cresce com uma autoestima elevada terá maiores chances de fazer boas escolhas no futuro e, por isso, é importante desenvolver essas habilidades. A Escola Equilíbrio tem parceria com o Laboratório de Inteligência de Vida (LIV), que tem como foco tratar as questões socioemocionais da criança por faixa etária, através de ferramentas como história, músicas, jogos e fantoches.

Além disso, a escola oferece um espaço aberto amplo que possibilita aos seus alunos uma interação direta com a natureza, fator primordial neste momento em que vivemos, sendo recomendável que as crianças brinquem em lugares mais arejados. Nos pátios disponíveis para as recreações, é possível se divertir nos balanços de pneus, brincar nos tanques de areia, frequentar o mini zoológico, alimentar as galinhas no viveiro, entre tantas outras distrações. Para conhecer mais sobre o projeto pedagógico e as atividades, acesse: http://www.escolaequilibrio.com.br/.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »