28/06/2021 às 10h52min - Atualizada em 28/06/2021 às 14h30min

Por que inserir o mapa mental nas suas ações estratégicas?

Como funciona o mapa mental?

SALA DA NOTÍCIA Victor Augusto de Alencar
Freepik

O mapa mental é uma ferramenta que ajuda a gerenciar as informações e a otimizar a memorização, por meio da representação visual de conceitos e ideias. Tudo é feito de forma simplificada, organizando as informações, para facilitar o aprendizado.

Ademais, essa ação ajuda o cérebro e traz benefícios para o cotidiano de pessoas e negócios, visto que pode ser aplicada em várias áreas, tanto para objetivos pessoais quanto profissionais.

O cérebro precisa processar uma enorme quantidade de informações diariamente, e se formos comparar sua capacidade a de um computador, o ser humano possui capacidades intelectuais muito mais elevadas.

Para se ter uma ideia, somos capazes de arquivar cerca de mil terabytes de informações, e nosso cérebro tem mais conexões do que a galáxia tem estrelas.

Pensando em todos os pontos trazidos, quando utilizamos o mapa mental, compactamos todas essas informações, melhorando nossa produtividade, aprendizagem e também a memória.

Assim, um gestor ou líder de equipe pode usar o mapa mental para auxiliar suas estratégias e melhorar as tomadas de decisão, o que vai beneficiar a empresa.

Pensando nisso, neste artigo, vamos explicar o que é mapa mental, como funciona, quais são suas vantagens e como ele pode auxiliar um negócio.

O que é mapa mental?

O mapa mental é uma ferramenta de gestão de informações, que também é conhecido como mapa da mente. Por meio dele, conseguimos reduzir, simplificar e selecionar tudo o que for mais relevante, criando uma visualização de conceitos e ideias.

É dessa forma que você analisa, memoriza e organiza suas informações. O aprendizado melhora, assim como a criatividade, tornando as tomadas de decisão mais claras.

Por isso, ele pode ser usado pelo gestor de uma empresa de locação de maca, bem como de qualquer outro segmento, para compreender e resolver problemas provenientes de várias fontes.

Essa estratégia também tem como característica ser flexível e acessível, e ela pode ser mais simples ou mais complexa, ser feita à mão ou com a ajuda de um programa.

O mapa mental funciona como um diagrama, partindo do centro da página, onde é colocado o assunto central. Por exemplo, se o tema em pauta for literatura, várias vertentes surgem dela, como:

  • Poetas;
  • Autores;
  • Gêneros literários;
  • História.

Em outras palavras, do assunto central surgem representações de ideais, que podem assumir formato de imagem, palavras ou símbolos.

São ramificações provenientes do assunto localizado no centro da página, com informações dispostas de modo que sejam entendidas pelo cérebro. Tudo parte de uma ideia central, que vai sendo estendida, fortalecendo as sinapses neurais que fazem as associações.

Agora que você já sabe o que é e como funciona o mapa mental, no próximo tópico, vamos mostrar quais são suas vantagens. Continue a leitura!

Conheça as vantagens do mapa mental

O mapa mental pode ser usado nas empresas, como uma de controle de acesso para condomínios, principalmente para realizar um brainstorming. Então, dentre as vantagens trazidas por ele estão:

Ajuda a desenvolver a criatividade

Muitos trabalhos precisam de criatividade, e quando começamos a colocar algumas palavras-chave no papel, as ideias começam a aparecer.

Quando criamos alguma coisa, ela não parte do nada, mas sim, de um conjunto de experiências, conhecimentos e memórias que temos dentro do cérebro.

A criatividade, então, não é pensar em algo 100% inédito, trata-se de um repertório mental que evolui para novas criações.

Favorece e memorização

Toda a estruturação do mapa mental ajuda a melhorar a memorização, já que o órgão mais potente do corpo humano puxa uma ideia de outra.

A memória não diz respeito apenas àquilo que você decorou, mas, sim, a associações visuais e verbais, por exemplo, de um vídeo que você assistiu ensinando a fazer teste de vazão.

Isso é tão verídico que existem exercícios cerebrais que envolvem encadeamentos, disposições espaciais e figuras, que são estudados como gatilhos que ajudam a melhorar a memória.

Ajuda a organizar as ideias

Algumas pessoas têm uma ótima memória e boa criatividade, mas simplesmente não conseguem organizar suas ideias. Gestores e empreendedores que passam por isso, podem usar o mapa mental para organizar seus pensamentos e melhorar a tomada de decisão.

Se esse profissional precisa fazer uma apresentação importante para clientes ou superiores e ainda não teve tempo de estudar nada, pode usar o mapa mental para começar a se organizar.

Por exemplo, no centro ele coloca o nome do projeto, e vai puxando dele todos os principais assuntos, para que assim saiba exatamente por onde deve começar a estudar.

O que queremos dizer com isso é que um advogado especialista em direito do consumidor, com o mapa mental, poderá visualizar suas prioridades, saber quais são os pré-requisitos de cada atividade e enxergar qualquer problema com outra perspectiva.

Para os gestores, é uma maneira de melhorar o seu exercício profissional e tomar decisões mais estratégicas para as empresas.

Como os mapas mentais podem ser aplicados pelas empresas

Você já sabe quais são os benefícios do mapa mental, então, deu para notar que ele é, realmente, uma ferramenta muito útil para qualquer empresa.

Dentro de uma organização, entretanto, algumas tarefas dependem ainda mais do tipo de organização mental, tais como:

  • Fixação de aprendizados;
  • Estruturação de ideias criativas;
  • Organização das atividades;
  • Planejamento de negócios;
  • Gerenciamento de projetos.

Por meio do mapa mental, você consegue fixar qualquer assunto que precisa estudar ou tenha estudado, visto que a ferramenta é ótima para a memorização.

Também é uma forma de melhorar a criatividade, o que é ótimo para quem precisar desenvolver um conteúdo ou até mesmo inovar em produtos e serviços, como óculos de proteção com grau.

Quem tem alguma dificuldade com gestão de tempo, também pode usar o mapa mental para resolver esse problema, o que vai tornar o dia a dia mais produtivo.

No que diz respeito ao gerenciamento de projetos dentro das organizações, para administrar melhor as tarefas, procedimentos, metas e prazos, uma boa estratégia é diagramar as ideias.

Por fim, ele é excelente, também, quando o profissional precisa organizar suas prioridades e estimular a criatividade. Agora que você já sabe como o mapa mental pode ser aplicado, no próximo tópico, vamos mostrar de que forma ele ajuda nas estratégias e decisões. 

Como o mapa mental ajuda nas tomadas de decisão?

O mapa da mente ajuda as empresas de consultoria ambiental, assim como muitas outras, porque ele faz com que o profissional reflita sobre o tema principal.

É ele que dá título ao diagrama e vai originar as ramificações. Sendo assim, ao colocá-lo no papel, você identifica claramente qual é o problema. Sabendo qual é a ideia central que precisa ser trabalhada, o mapa mental te leva a criar as ramificações do tema principal.

Essas linhas saem do tema e concentram as associações. Por exemplo, se o objetivo for controlar melhor as finanças do negócio, pode usar como tema central finanças e tirar dela uma ramificação, como fluxo de caixa.

Ademais, uma empresa de sistema de automação residencial, por exemplo, pode tirar outros ramos do tema central, como investimentos.

Depois de fazer isso, o gestor precisa exercitar o cérebro e trabalhar as conexões. Para isso, veja quais são as principais ideias de cada uma e sintetize-as com as palavras-chave.

O mapa da mente, por fim, ajuda nas estratégias e tomadas de decisão dos negócios, porque permite que sejam associados recursos visuais. Durante a construção do diagrama, insira muitas imagens, visto que elas são o que mais garante o sucesso da estratégia.

Uma ideia é escrever cada ramo do assunto principal de uma cor. Quanto aos subtemas do mesmo grupo, coloque um símbolo na frente de cada um deles.

Por exemplo, se um laboratório de metrologia está lidando com um tema central financeiro, pode colocar um cifrão. Se uma de suas ramificações for a necessidade de poupar, pode desenhar um cofrinho na frente.

Evite posicionar os ramos linearmente, desenhe-os como se realmente fossem galhos de árvores, pois é uma forma de fazer com que a configuração espacial contribua com a eficiência do método.

Conclusão

Organizar as ideias e compreender melhor tudo o que diz respeito a um negócio e seu dia a dia é uma necessidade para qualquer gestor ou empreendedor.

Muitas vezes, com a rotina apertada e tantos assuntos pendentes, fica difícil processar todas as informações rapidamente. É nesse momento que precisamos dar uma mãozinha para o nosso cérebro.

Apesar de ser um órgão poderoso, o excesso de informações pode sobrecarregá-lo, e aí começam as dificuldades do dia a dia. O melhor a se fazer é contar com a ajuda do diagrama mental.

Neste artigo, você conheceu um pouco mais sobre ele e de que forma pode ajudar em momentos importantes para a organização.  

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »