25/06/2021 às 11h47min - Atualizada em 25/06/2021 às 17h26min

Festas Juninas em Época de Pandemia: Como Será?

Como serão realizadas as festividades juninas em tempos de pandemia?

SALA DA NOTÍCIA Victor Augusto de Alencar
Pixabay
As festas juninas são tradicionais em vários cantos do Brasil, e com a pandemia, pessoas e empresas precisaram se reinventar para poder comemorar e faturar.
E como essas festas se caracterizam basicamente pelas quadrilhas, infelizmente, esse contato físico não vai ser possível.
Agora, tudo vai ser feito em casa, onde as famílias poderão se reunir e aproveitar.
Além disso, algumas pousadas em Japaratinga estão tentando manter a tradição, oferecendo um São João diferente aos seus hóspedes, só que com distanciamento social e claro, com as comidas típicas.
Portanto, se você e sua família são apaixonados por festas juninas, saiba que muitas empresas estão criando kits juninos para driblar o isolamento social.
E como tudo isso vai acontecer?

Festas juninas em época de pandemia: como será?

Com a pandemia, muitas empresas tiveram que inovar para tentar sobreviver, oferecendo kits prontos, com caixas com comidinhas típicas.
Outros segmentos também inovaram, que foi o caso de uma escola de Minas Gerais, que realizou no dia 8 de junho um drive-thru junino.
Assim que os carros chegavam, ganhavam um kit, que continha guloseimas, brinquedos, doces e uma cartela de bingo.
Essa cartela foi usada no bingo durante a festa junina virtual, e cada aluno dançou a quadrilha de sua própria casa, sem contato físico.
Esses são apenas alguns exemplos de como é possível comemorar o São João em tempos de pandemia.

Vale saber que a Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados se reuniu para debater sobre os impactos econômicos da pandemia da Covid-19 sobre as festas juninas, principalmente no Nordeste.

Qual o impacto da pandemia da Covid-19 nas festas juninas no Nordeste?

Pelo segundo ano seguido, algumas cidades do Nordeste tiveram que se readaptar para tentar minimizar os impactos econômicos decorrentes da pandemia.
Por exemplo, Campina Grande, na Paraíba, conhecida por ter o maior São João do mundo, prepara apresentações virtuais, através do YouTube, com o apoio da prefeitura.
Já em Caruaru, Pernambuco, não haverá nem mesmo apresentações virtuais, uma vez que todos os recursos estão sendo destinados ao combate da pandemia.
Essas são apenas algumas cidades, mas os efeitos da pandemia nas festas juninas abalaram a rede hoteleira, restaurantes, comércio e serviços, e sem falar nos empregos diretos e indiretos.
E o que outras cidades estão fazendo?

Conheça as principais mudanças

Escolas, igrejas e entidades estão usando de muita criatividade para manter a tradição do São João, e para isso, as celebrações ocorrem em vários formatos.
As festas juninas agora são virtuais, no formato híbrido (online e presencial), e até no sistema drive-thru, além das tradicionais lives.
Por exemplo, no formato híbrido, apenas um número limitado de pessoas comparece presencialmente, enquanto outra parte acompanha por vídeo.
Para promover a gastronomia, o Centro de Tradições Nordestinas, localizado na zona norte de São Paulo, realiza o Festival de Comidas Juninas, entre os dias 12 e 27 de julho.
Com entrada gratuita e com apenas 40% da capacidade total do espaço e seguindo todas as medidas de segurança, será oferecido um cardápio com cuscuz, pamonha, canjica e muitos doces.
Portanto, como é um tipo de evento onde as pessoas se aglomeram e tendem a retirar as máscaras para comer e beber, o que aumenta o risco de transmissão do vírus, o ideal é realmente optar pela celebração virtual.

É possível fazer uma festa junina com amigos em segurança?

Não! Segundo médicos, a opção mais segura é comemorar apenas entre as pessoas que já convivem diariamente, e evitar ao máximo pessoas fora desse círculo.
No entanto, o risco pode ser reduzido se os eventos forem realizados ao ar livre, sempre respeitando o distanciamento social de dois metros e o uso correto de máscaras.
E em ambiente fechado, se não são familiares que convivem no mesmo teto, não é recomendável de forma alguma, afirma o presidente da Sociedade de Infectologia do Distrito Federal, David Urbaez.

Conclusão

Embora a pandemia do novo coronavírus tenha impactado de forma significativa as festas de São João em todo o país, é o momento de se reinventar e tentar pelo menos aproveitar.
Por isso, algumas escolas têm promovido festas juninas virtuais e no sistema drive-thru, assim como algumas famílias têm feito festas privadas.
Na verdade, não é o ideal, mas por enquanto é a melhor maneira de comemorar o São João durante a pandemia.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »