23/06/2021 às 13h27min - Atualizada em 23/06/2021 às 14h14min

Regionalização e desenvolvimento social por meio da sustentabilidade são destaques no Intercidades

SALA DA NOTÍCIA Assimptur
Divulgação
O Intercidades, realizado pela União dos Vereadores do Estado de São Paulo – UVESP, nesta terça-feira (22), tratou dos principais temas relacionados à água e meio ambiente com foco em suas atuações no desenvolvimento de municípios sustentáveis e socioeconomicamente prósperos.
Com transmissão online pelas redes sociais da entidade, o evento contou com a importante participação do Secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Marcos Penido, que destacou a importância de se fazer essa interface e ter uma relação cada vez mais próxima com os municípios para tratar de assuntos relacionados à universalização dos serviços de abastecimento de água potável, coleta de esgoto e de resíduos sólidos.

“Precisamos entender que o saneamento não pode, e nem deve, ser olhado como um problema individual de cada município. Até porque, os rios não nascem e morrem no mesmo município, eles atravessam e compartilham sua existência em diversos municípios”, refletiu Penido.

Segundo o presidente da UVESP, Sebastião Misiara, que comandou todo o seminário, o meio ambiente, hoje, tem que ser um tema prioritário nas agendas públicas e da sociedade.

“O que a UVESP pretendeu fazer foi abrir um espaço de discussão e de reflexão sobre o meio ambiente, mostrando fatos e ações concretas, como o Novo Rio Pinheiros e a Água Legal, que a SABESP está fazendo, no sentido de atender à sociedade mais carente. Nós procuramos refletir com os internautas esse novo momento, que é da preservação do meio ambiente. E também fazer um trabalho em contraponto aqueles que a destroem, de proteção à Amazônia. Então, o que nós queremos não é que as pessoas falem “Salve a Amazônia”. E sim que as pessoas, com seu recurso próprio, por menor que seja, ajude o trabalho de preservação. Valeu a pena, tivemos muitos telespectadores e está dentro do propósito da UVESP, de informar e discutir tudo que há no momento como tema público”, afirmou.

Participaram ainda dos painéis: o Secretário de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Marco Vinholi, o Diretor Presidente da SABESP, Benedito Braga,  o Diretor de Tecnologia, Empreendimentos e Meio Ambiente da Sabesp, Alceu Segamarchi, o Deputado Federal (SP) e Relator do novo marco regulatório do saneamento básico, Geninho Zuliani, o Diretor Metropolitano da SABESP, Ricardo Borsari, o Diretor de Gestão Corporativa da SABESP, Adriano Stringhini, o Subsecretário de Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Eduardo Trani, e a  Presidente da CETESB, Patrícia Iglesias.

ICMS ambiental também ganhou destaque

Entre os temas abordados, além das ações do Governo do Estado e de entidades como a SABESP para o desenvolvimento sustentável, o novo ICMS ambiental ganhou relevância nas falas dos palestrantes.

A lei, sancionada em março de 2021, visa promover o desenvolvimento sustentável por meio da reorientação dos valores dos repasses do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte lnterestadual e lntermunicipal e de Comunicação aos municípios paulistas.

“São Paulo é Estado que cuida da sua biodiversidade. O último inventário florestal detectou que, na última década, São Paulo cresceu quase 5% de vegetação nativa, porque conseguiu estancar aquele processo de desmatamento ilegal, de queima e perdas das florestas. Então, com esse estudo para o ICMS Ambiental, queremos dar recursos para que os municípios possam ter melhor performance ambiental. É uma política de performance. Quem melhora, ano a ano, vai recebendo um valor relativamente maior”, comentou o Subsecretário de Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Eduardo Trani.

Parceria entre SABESP e Fundação Amazônia Sustentável: todos podem ajudar

O Intercidades apresentou, ainda, a importante parceria entre a Fundação Amazônia Sustentável e a SABESP, que vem mobilizando e engajando a sociedade na conservação e no desenvolvimento sustentável da região amazônica.

As duas instituições estão criando um movimento de valorização da Amazônia para manter da floresta em pé e atuar com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das populações ribeirinhas e povos indígenas onde os clientes da concessionária paulista poderão fazer doações em suas contas mensais.

“Hoje, qualquer cliente da SABESP pode, de uma forma muito simples, entrar no site da SABESP e fazer a adesão com doações para os projetos que a fundação faz, seja com as comunidades indígenas ou ribeirinhas. Ficamos muito felizes de poder estar servindo como uma plataforma onde nossos clientes poderão ajudar projetos de saneamento lá na Amazônia. É uma ação importante de responsabilidade socioambiental da empresa”, acrescentou o Diretor de Gestão Corporativa da SABESP, Adriano Stringhini.

O seminário teve picos de mais de 400 espectadores e contou ainda com depoimentos dos prefeitos de Guarulhos e Itapetininga, Gutti e Simone Marquetto.

O Intercidades é um evento que debate, periodicamente, os principais projetos e ações do Governo do Estado em prol do desenvolvimento sustentável dos 645 municípios paulistas. A próxima edição deve ocorrer já no início de julho.
Mais informações: www.uvesp.com.br
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »