21/06/2021 às 15h02min - Atualizada em 21/06/2021 às 20h10min

Conheça o conceito de marketing personalizado e suas possibilidades

Qual é a importância do marketing personalizado

SALA DA NOTÍCIA Victor Augusto de Alencar
Freepik

O marketing personalizado tem como missão melhorar a experiência dos consumidores e torná-los mais próximos de uma marca, independentemente de qual seja o ramo de atuação ou o produto comercializado.

Isso acontece a partir de um conhecimento prévio acerca dos gostos, hábitos e comportamentos do público-alvo, que são obtidos por meio de dados.

Importante ressaltar que o marketing sofreu muitas mudanças nos últimos anos, principalmente depois que a internet se tornou o principal meio de comunicação, batendo outros como a TV e o rádio.

Aliás, antigamente, a televisão, o rádio e a mídia impressa eram os únicos meios de comunicação, que estabeleciam aquilo que chamamos de “comunicação em massa”.

Depois da internet e do big data, o modo como as empresas falam com seu público mudou muito. É possível monitorar o que as pessoas fazem na rede e conhecer um pouco de seu comportamento, e foi isso que impactou o marketing.

Hoje, a prioridade das marcas são as campanhas personalizadas e não as campanhas de comunicação em massa, apesar de ainda serem usadas.

Só que o marketing personalizado encanta os consumidores, e isso faz toda a diferença. Por isso, neste artigo, vamos explicar o seu conceito, como funciona e quais são as suas vantagens. Confira!

O que é Marketing Personalizado?

O marketing personalizado se dá por meio de estratégias que se baseiam nas preferências, histórico e perfil dos consumidores, para que assim a empresa se comunique de modo específico com cada pessoa.

Ele também é conhecido como Marketing One to One, e trabalha com ofertas, experiências, conteúdos, produtos e serviços, todos personalizados. Um exemplo é quando uma empresa oferece a possibilidade de imprimir o logo de uma marca na tenda piramidal usada.

Outro exemplo conhecido por todos os usuários da web, é quando você visita uma loja virtual e vê alguns produtos recomendados, que se baseiam nas últimas compras realizadas.

Se uma pessoa recebe um e-mail avisando que o produto pelo qual ela se interessou está mais barato, ela também foi impactada pelo marketing personalizado.

Dessa forma, as organizações conseguem se aproximar de seus clientes e do público em geral, por meio de uma abordagem única. Em outras palavras, é como se ela conversasse com cada um deles individualmente, com base em seus interesses.

Para acertar nesse diálogo, as organizações utilizam dados que informam um pouco mais sobre os gostos, comportamento e interesses das pessoas.

Eles são obtidos por meio de cookies presentes em sites e lojas virtuais espalhados pela web. Além disso, essas informações podem ser fornecidas pelo próprio usuário, quando ele preenche um formulário e informa alguns dados pessoais.

Com base nisso, é nítido que o marketing personalizado ganhou muita força nos últimos anos, e passou a ser usado por empresas de vários mercados, como um fabricante de aparelho para testes de alta descarga.

Ele está relacionado ao Business Intelligence, que nada mais é do que o ato de transformar dados em inteligência, de modo a personalizar as ações da marca.

Entenda melhor de que forma funciona

O marketing personalizado precisa atingir o público-alvo de uma companhia, mas sem causar a sensação de que as pessoas estão sendo vigiadas. Por isso, seu funcionamento se baseia em algumas estratégias, como:

Coletar e usar os dados corretamente

Privacidade e ética são dois pontos que devem ser considerados nesse processo, principalmente tendo em vista a entrada da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), que visa proteger a privacidade dos dados dos usuários.

Por isso, quando um fabricante de calibração de equipamentos de laboratorio, por exemplo, coleta dados de pessoas, ele o faz de maneira transparente.

O uso indevido traz danos e pode prejudicar os esforços da empresa em colocar o marketing personalizado em ação.

Oferecer algo de valor

Algumas empresas têm pressa na hora de pedir que os consumidores realizem alguma ação, como preencher um formulário. Isso causa incômodo e causa a impressão de que a marca está invadindo a privacidade.

Antes de pedir qualquer coisa para os usuários, você precisa oferecer algo de valor, como um conteúdo bem elaborado. Isso desperta o interesse das pessoas e faz com que elas queiram oferecer seus dados em troca dele.

Inclusive, essa é uma das premissas dessa estratégia, que visa oferecer algo relevante e depois solicitar alguma coisa. Portanto, investir em marketing de conteúdo é essencial.

Mostrar as novidades

Uma estratégia muito usada é mostrar para os clientes aqueles produtos que eles visitaram no site, mas não compraram. Isso não funciona muito bem, visto que eles não costumam se interessar por algo que já viram, mas, sim, desejam saber sobre coisas novas.

Uma empresa especializada em registro gaveta, então, pode fazer uma seleção personalizada, que foi pensada para o prospect.

Outro erro frequente é mandar e-mails com opções similares àquelas que o cliente acabou de comprar. Isso causa a sensação de que a marca sequer se deu ao trabalho de identificar o que foi comprado.

O ideal é mostrar itens que complementam a compra anterior e com preços compatíveis, já que isso mostra que o negócio conhece o perfil de seus clientes.

Promoções em datas especiais

As promoções em datas especiais são essenciais, e dentro do marketing personalizado elas devem ser criadas individualmente. Um exemplo é quando um fabricante de calandra de chapas oferece condições especiais para os seus clientes no dia do aniversário deles.

Outra opção são as datas comemorativas, que geram um número maior de leads, tendo em vista o aumento do tráfego nos sites. Inclusive, isso ajuda a automatizar as estratégias de marketing personalizado.

São formas de estreitar o relacionamento com os consumidores e criar uma atmosfera mais íntima, além de melhorar a experiência deles com o seu negócio.

Vantagens do marketing personalizado

O marketing mudou a impressão que as marcas têm sobre seu público, por isso, é necessário se atualizar. Ele entende que cada pessoa é única e não corrobora as ações em massa.

Em outras palavras, o marketing personalizado acompanha as tendências de um consumidor mais exigente, e ao investir nele, seu negócio tem acesso a vantagens, como:

Facilidade na tomada de decisão

Oferecer algo personalizado melhora a experiência do cliente e evita que ele se sinta sobrecarregado na hora de escolher. Isso acontece quando estamos diante de muitas opções e desistimos por não saber o que fazer.

Então, se uma pessoa se vê diante de 5 opções de filtro ciclone, ela vai escolher mais rápido do que se estivesse diante de 20. O importante é selecionar opções que o consumidor tem mais chances de gostar, facilitando a tomada de decisão dele.

Melhora nas conversões

Ao facilitar a tomada de decisão, as chances de vendas e conversões também são muito maiores. Para se ter uma ideia da eficiência dessa prática, um estudo mostrou que CTA personalizado gerou 202% mais conversões do que um padronizado.

Além disso, essa mesma pesquisa provou que 80% dos consumidores estão mais propensos a comprar de uma marca, como as empresas de usinagem, que oferecem experiências personalizadas.

Melhora na experiência do cliente

Personalizar ofertas, produtos e serviços melhora a experiência do cliente. Todo consumidor gosta de ser bem tratado, de ser chamado pelo nome e de sentir que é único. E o marketing personalizado faz isso porque a companhia conhece dados como:

  • Interesses;
  • Comportamentos;
  • Necessidades;
  • Problemas.

Conhecer essas características faz com que as pessoas se sintam valorizadas pelo seu negócio, e isso cria uma relação de proximidade e confiança com elas.

A marca entende e conhece as suas características e sabe como agradar, o que acaba por melhorar a imagem dela e fortalecer o seu branding.

Aumenta a fidelidade

Por fim, outra vantagem do marketing personalizado é que ele aumenta a fidelidade dos clientes de um fabricante de bomba de diafragma.

Quando o consumidor é bem atendido, ele tem vontade de voltar. A personalização oferece boas recomendações e faz com que a pessoa se sinta compreendida, e isso estabelece uma relação próxima que fideliza o cliente.

Clientes fidelizados aumentam as vendas porque eles compram mais vezes e recomendam a empresa para outras pessoas. Em outras palavras, ele se torna um promotor da marca.

Conclusão

O consumidor moderno está cercado de informações, o que mudou seu comportamento e o tornou mais exigente. As empresas precisam estar atentas a isso, porque uma das exigências de qualquer público-alvo é ter acesso a soluções personalizadas.

O marketing personalizado tem seu foco totalmente voltado para isso, portanto, deve fazer parte das suas estratégias pela internet.

Neste artigo, você entendeu mais sobre o seu conceito, quais são suas estratégias de funcionamento e as vantagens. Os resultados são percebidos de curto, médio e longo prazo, colocando o seu negócio no topo do mercado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »