10/06/2021 às 15h38min - Atualizada em 10/06/2021 às 17h34min

Legging: aprenda a usar a peça de academia no dia a dia

Desde os anos 1970, calça é um clássico do guarda-roupa feminino. Versátil, o item conversa com vários estilos e estimula a criatividade

SALA DA NOTÍCIA Victor Augusto de Alencar
A calça legging está entre as peças de vestuário mais associadas ao universo fitness. Por apresentar uma modelagem mais justa ao corpo e, na maioria dos casos, ser fabricada em tecidos que possuem elastano em sua composição, confere mais mobilidade na hora de praticar exercícios físicos, que vão desde a musculação até corridas e caminhadas.
A calça legging virou sinônimo de conforto e praticidade para as mulheres, porém, com um pouco mais de cuidado na hora de escolher outras peças para compor o look, ela vira um verdadeiro curinga dentro do armário, podendo ser usada em diferentes ocasiões, inclusive, fora das academias.
Durante a década de 1980, a consultora de imagem americana, Alyce Parsons, criou o sistema PASS, sigla para Proportion Analysis/Style Selection, que resultou em sete estilos de moda universais que conhecemos hoje: esportivo, clássico, moderno, criativo, romântico, elegante e sexy. A calça legging pode ser usada em qualquer um desses.

A calça legging nos estilos universais e no dia a dia

Uma das principais qualidades da calça legging é o seu conforto. Logo, essa característica acaba sendo a principal razão para fazer da legging uma peça certeira para o dia a dia, afinal, é prático combinar a peça com tênis, camiseta, jaqueta jeans ou um moletom.
Assim, é automático pensar que ela só pode ser usada por pessoas que se identificam mais com o estilo esportivo. De fato, esse raciocínio não está errado, porém, a calça legging é versátil e pode ser facilmente adaptada aos outros visuais.
Para as mulheres que se identificam com o estilo clássico, a dica é trocar a jaqueta jeans por um blazer e o tênis por um sapato de bico fino. Desse modo, a calça legging ganha mais charme. No estilo elegante, a legging combina muito bem com sobreposições e peças de alfaiataria, como coletes e casacos longos e bem cortados. 
Já as adeptas do estilo sexy encontram na legging um verdadeiro achado para investir em um look mais ousado e sensual, combinando a calça com salto fino, blusas e camisas mais decotadas, rendas e transparências.
A calça legging está entre as peças de vestuário mais associadas ao universo fitness. Por apresentar uma modelagem mais justa ao corpo e, na maioria dos casos, ser fabricada em tecidos que possuem elastano em sua composição, confere mais mobilidade na hora de praticar exercícios físicos, que vão desde a musculação até corridas e caminhadas.
A calça legging virou sinônimo de conforto e praticidade para as mulheres, porém, com um pouco mais de cuidado na hora de escolher outras peças para compor o look, ela vira um verdadeiro curinga dentro do armário, podendo ser usada em diferentes ocasiões, inclusive, fora das academias.
Durante a década de 1980, a consultora de imagem americana, Alyce Parsons, criou o sistema PASS, sigla para Proportion Analysis/Style Selection, que resultou em sete estilos de moda universais que conhecemos hoje: esportivo, clássico, moderno, criativo, romântico, elegante e sexy. A calça legging pode ser usada em qualquer um desses.

A calça legging nos estilos universais e no dia a dia

Uma das principais qualidades da calça legging é o seu conforto. Logo, essa característica acaba sendo a principal razão para fazer da legging uma peça certeira para o dia a dia, afinal, é prático combinar a peça com tênis, camiseta, jaqueta jeans ou um moletom.
Assim, é automático pensar que ela só pode ser usada por pessoas que se identificam mais com o estilo esportivo. De fato, esse raciocínio não está errado, porém, a calça legging é versátil e pode ser facilmente adaptada aos outros visuais.
Para as mulheres que se identificam com o estilo clássico, a dica é trocar a jaqueta jeans por um blazer e o tênis por um sapato de bico fino. Desse modo, a calça legging ganha mais charme. No estilo elegante, a legging combina muito bem com sobreposições e peças de alfaiataria, como coletes e casacos longos e bem cortados. 
Já as adeptas do estilo sexy encontram na legging um verdadeiro achado para investir em um look mais ousado e sensual, combinando a calça com salto fino, blusas e camisas mais decotadas, rendas e transparências.
A legging também vai bem para quem curte um estilo mais moderno. É a companhia perfeita para camisetas oversized e jaqueta bomber. Para fechar a produção, nos pés vale uma bota ou um tênis casual.

O estilo criativo é aquele que apresenta produções com mais informação de moda, como proporções, cores, estampas, modelagens, texturas e até sobreposições inusitadas. A dica para adaptar a calça a este estilo é investir em uma legging estampada, com grafismos, flores e outros elementos que tornam a produção ainda mais interessante.
Por último temos o estilo romântico que, logo de cara, parece não ter muito a ver com a legging. Contudo, alguns truques podem tornar a calça legging uma alternativa para este estilo, desde que combinada a outras peças que exalam romantismo, como blusas com babados, batas e ciganinhas.  Vale combinar a legging com estampas florais delicadas e sapatos com bico mais arredondado, como sapatilhas, mules e slip on. 

Dos anos 1970 aos dias de hoje

A calça legging começou a se popularizar no fim dos anos 1970, quando apareceu nos figurinos de filmes como "Greese: nos tempos da brilhantina", estrelado por Olivia Newton John e John Travolta.
Esse estilo de peça mais colada ao corpo já existia, mas na prática, demorou muito a cair na graça e no uso dos consumidores. Após os filmes de Hollywood, porém, tudo mudou. No começo da década seguinte, a atriz Jane Fonda lançou uma série de vídeos com aulas de ginástica, usando a calça legging, popularizando de vez a peça, até hoje rapidamente associada aos exercícios físicos.
Outro grande nome que ajudou a transformar a legging em um fenômeno mundial foi a cantora Madonna. No clipe de um dos seus maiores sucessos, a música “Like a Virgin”, a rainha do pop usou a calça legging em um dos looks.
No entanto, na década de 1990, a calça legging teve uma ligeira queda em sua procura e uso, afinal, a modelagem da época prezava por peças mais amplas, estilo parecido com o oversized que vemos hoje em dia. 
No começo dos anos 2000, a calça legging voltou ao seu posto novamente, reforçando sua vocação para o conforto e sua posição como item essencial para quem frequenta academias de ginástica. A diferença, porém, é que a moda tem permitido outras produções e a peça não se restringe apenas a esse ambiente.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »