09/06/2021 às 13h05min - Atualizada em 09/06/2021 às 15h20min

Saúde mental e trabalho: o desafio das empresas em manter seus funcionários saudáveis

Cia Athletica cria programa para dar apoio psicológico aos colaboradores que estão enfrentando momentos de crise

DINO
http://ciaathletica.com.br


Dados preliminares de pesquisa global liderada pela Universidade Estadual de Ohio (EUA) apontam que o Brasil é líder em índices de ansiedade e depressão na pandemia quando comparado a outras dez nações. De acordo com a pesquisa, 63% dos entrevistados brasileiros apresentaram quadros de ansiedade e 59% apresentaram sintomas de depressão. De acordo com Ricardo Uvinha, vice-diretor da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP, um dos motivos para este quadro é a privação de atividades de lazer ao ar livre.

Além das incertezas com o cenário da pandemia no Brasil, o perfil de alguns trabalhadores mudou: a rotina virou do avesso e as casas de muitos se tornaram seus próprios escritórios. Toda a família precisou se adaptar. Diante deste cenário, empresas precisam acender a luz amarela e observar seus colaboradores, diz Cinthia Guimarães, diretora de Recursos Humanos da Cia Athletica. "Vivemos um momento de intensas mudanças no mundo, o que traz incertezas que impactam nossas emoções", explica.

A Cia Athletica, rede de academias com 17 unidades espalhadas por todas as regiões do país, conta com um programa de encontros virtuais chamado Troque Suas Lentes. Liderado pela diretora de RH, esses encontros são realizados a cada 2 meses através de uma plataforma on-line. O objetivo é o de oferecer suporte psicológico a todo o time durante essa fase mais turbulenta.

Dividido em quatro módulos, o Troque Suas Lentes busca trabalhar o autoconhecimento dos colaboradores trazendo como conteúdo os alicerces da saúde emocional. "Percebemos a necessidade de criar, dentro do âmbito de nossa cultura organizacional, uma nova mentalidade diante desse novo mundo que se descortina", acrescenta.

De acordo com a diretora, esses são os pilares trabalhados no programa:

Consciência - "O cerne deste pilar é o senso de autorresponsabilidade, onde o indivíduo consegue aumentar sua autonomia e amadurecimento sempre que puxa para si as rédeas de suas escolhas ante os desafios que enfrenta. Este é o primeiro passo para o florescimento humano".

Percepção - "Esse pilar se refere às narrativas que fazemos sobre nós mesmos e sobre os acontecimentos da vida. Tais narrativas formam nossas crenças e os padrões de pensamentos que temos. Quando ampliamos o entendimento do significado que damos às coisas, principalmente àquelas que não podem ser controladas, o resultado é libertador".

Conexão - "Não faz sentido mergulhar no autoconhecimento e não considerar o outro. Para uma experiência de conexão real, em que relacionamentos de qualidade são construídos, é fundamental reconhecer a presença e a importância dos outros em nossas vidas".

Propósito - "Todo mundo precisa de um norte e tenho percebido que, nesse momento de crise coletiva, as pessoas estão deixando de sonhar. Resgatar sonhos e propósitos é uma boa saída para melhorar a disposição no dia a dia de trabalho. Ter um bom motivo para levantar-se da cama é essencial".

Segundo Cinthia, as mudanças trazidas pela pandemia são irreversíveis. "Estamos no começo de uma nova forma de se viver, com potencial de crescimento muito grande, desde que transformemos nossas intenções em realizações’, conclui.



Website: http://ciaathletica.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »