11/09/2014 às 11h26min - Atualizada em 11/09/2014 às 11h26min

DeMillus investe em cogeração de energia a gás para segurança de sua planta fabril e economia de energia elétrica

Investimento de R$ 5,4 milhões será recuperado em pouco mais de dois anos

HT Assessoria de Imprensa

Além dos ganhos ambientais, preocupação que já vem sendo objeto de ações da fabricante de lingerie De Millus há anos, com o tratamento de efluentes líquidos e reaproveitamento da água utilizada no tingimento de tecidos, a empresa agora é também umas das pioneiras no país a investir na cogeração de energia a gás natural.  A resolução pela aquisição dos geradores de energia a gás teve por objetivo aumentar a segurança energética, reduzir os custos com energia e contar com uma energia mais limpa em seu processo fabril, visando sempre aumentar a sustentabilidade.

Abdalla Haddad, presidente da De Millus, declara que o projeto foi objeto de estudo durante três anos e foi implantado há cerca de um ano, em uma das unidades fabris da empresa, no Rio de Janeiro. “É altamente recomendado para empresas que têm alta demanda de energia elétrica e necessitam de produção de vapor, como é o nosso caso”, diz. “Com o sistema de cogeração de energia a gás, além de atendermos à demanda de energia elétrica da fábrica, ainda deixamos de emitir 2,3 mil toneladas de CO2 por ano, com a queima de óleo, já que os gases que saem a quase 500° C de temperatura, são direcionados a uma caldeira de recuperação, gerando vapor para os processos produtivos sem nenhum custo a mais”, completa.

A economia não para por aí. Segundo Haddad, a água usada para refrigerar os motores dos geradores entra a 95° C em uma máquina de absorção, sai gelada e é usada no sistema de condicionamento dos setores de produção, reduzindo ainda mais o consumo de energia elétrica e aumentando a eficiência do sistema.

Entusiasta do sistema implantado, Abdalla Haddad declara que, atualmente, a empresa mantém contrato com a distribuidora de energia elétrica apenas por segurança, mas mantém um consumo próximo de zero. “Com o resultado, já estamos estudando a ampliação da planta de cogeração de energia a gás na empresa”, finaliza.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »