13/05/2021 às 15h11min - Atualizada em 13/05/2021 às 19h16min

Tá na internet, mas ninguém sabe. Do que adianta?

A importância do compliance aos requisitos dos buscadores

SALA DA NOTÍCIA MakingNews
https://www.webpeak.com.br/
WebPeak
Por Marcos Custódio*

Para se sobressair na internet, sites precisam estar atentos às diretrizes de qualidade dos buscadores. Em meio a 4.709.724 sites de domínio .br, estar bem-posicionados nos sistemas de busca se torna imprescindível para quem não pode ou não quer pagar para ocupar as primeiras posições. Existem centenas de outras TLD (Top-Level Domain) que competem por posições nos buscadores, a soma de todos esses domínios pode ultrapassar a casa de 1 trilhão de sites.

É importante mencionar que a jornada para se diferenciar pode impulsionar sobremaneira a visibilidade dos portais e, consequentemente, dos negócios. Para se ter uma ideia, os sites que ocupam as três primeiras posições recebem 80% dos cliques, segundo um estudo recente do Google. No entanto, não é tão simples assim se sobressair. São mais de 200 fatores que precisam ser avaliados e aprimorados.

Entre os mais importantes estão ter uma boa arquitetura interna, ter referências externas de qualidade, engajamento com as mídias sociais, métricas definidas e acompanhamento das medições.

Em uma fração de segundos, os buscadores analisam a arquitetura de milhões de sites para determinar quais atendem a critérios de estrutura de códigos em nível de front-end e back-end. Além de consultar se os portais a que fazem referência (como os hiperlinks em postagens) são populares e estruturados. O objetivo é entender quais sites recebem mais referências de sites conhecidos, como os buscadores fazem nas redes sociais Twitter, Facebook, Pinterest e outros
Esse backlink só será significativo se o site de referência também tiver qualidade e relevância no assunto.

Todas essas consultas acontecem quase instantaneamente. Essa é a mágica dos buscadores: consolidar todos as informações sobre um determinado termo pesquisado e entregar os melhores resultados para quem faz pesquisa.

Fazendo uma rápida análise por amostra de tráfego, estima-se que mais de 40% dos sites estão despreparados para garantir boa performance digital, o que quer dizer que eles não têm estratégia sólida de marketing digital e atendem parcialmente aos requisitos técnicos considerados para figurar em boas posições no ranking de busca.

Nossos estudos mostram que há muitos sites de empresas de grande porte que falham na estratégia digital e, por isso, não são vistos. Mais preocupante ainda é o fato de haver inúmeros portais que são referência na internet, mas não atendem
a critérios simples de qualidade utilizados para qualificação de sites em mecanismos de busca.

Nesse cenário, a implementação de estratégias digitais assertivas para melhorar o posicionamento digital é o único caminho. Não há como fugir. A presença otimizada na web não é apenas necessária, ela é vital para qualquer corporação, ainda mais com as medidas de isolamento social adotadas com a pandemia. Caso contrário, do que adianta estar na internet e não ser visto!

*Marcos Custódio é CEO da WebPeak, desenvolvedora de tecnologia para análise de marketing digital e SEO – Otimização de Sites para Mecanismos de Busca.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »