30/04/2021 às 14h00min - Atualizada em 30/04/2021 às 15h14min

Aumentam as vendas de veículos em março

Índices apontam crescimento de 15,78% do setor no país

SALA DA NOTÍCIA Débora Ramos
divulgação/istock

Em meio a um cenário de recessão econômica, o setor automobilístico tem mostrado bons resultados para o período. Segundo pesquisa realizada pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), apenas no mês de março o emplacamento de veículos apresentou crescimento de 15,78% em relação ao mesmo período do ano anterior, totalizando 189.405 mil veículos emplacados. A pesquisa considera a venda de carros e outros veículos comerciais leves, caminhões e ônibus.

Os índices positivos animaram o setor, que tem passado por momentos difíceis desde o começo da pandemia. Em decorrência da falta de matéria-prima no mercado, as fábricas têm enfrentado dificuldades na linha de montagem, atrasando o repasse para as concessionárias. Além disso, por conta das medidas de restrição contra o vírus, muitas montadoras aproveitaram o momento para paralisar as atividades e dispensar os funcionários – Mercedes Benz, Honda, Toyota e Renault foram algumas delas.

Hoje, quem quer comprar um carro enfrenta dificuldades, pois a fila para adquirir um veículo 0 km chega até a quatro meses de espera, devido ao estoque baixo das concessionárias. Por isso, outros setores têm buscado atender esta demanda. A venda de veículos seminovos e usados, por exemplo, já superou em 2,4% o número do ano passado, sendo uma opção mais viável e segura para muitos consumidores. Outra possibilidade é através de leilão de carros na internet, prática que vem se popularizando cada vez mais no país.

Os leilões virtuais têm crescido rapidamente no Brasil e oferecem boas oportunidades para quem quer adquirir um carro de boa qualidade e por um bom preço. É preciso pesquisar sobre a oferta de leilões na sua cidade, ler os editais detalhadamente e verificar as condições de participação e pagamento antes de dar o lance. É importante ressaltar que, apesar de todo o processo ser feito de maneira virtual, será preciso se deslocar até o local para fazer a retirada do automóvel e organizar a documentação necessária.

O mercado automobilístico tem mostrado que está se recuperando aos poucos dos impactos da pandemia no cenário econômico brasileiro. Apesar dos muitos altos e baixos durante o último ano, até as expectativas mais conservadoras apontam um leve crescimento nos próximos meses. Mas é preciso considerar as inúmeras mudanças que ocorreram neste período: o comportamento do consumidor mudou, o poder de compra diminuiu e a recuperação plena do volume de vendas do setor está prevista só para 2022.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »