22/04/2021 às 19h21min - Atualizada em 23/04/2021 às 14h32min

Dia Mundial do Livro: do impresso ao digital

Edna Gambôa Chimenes (*)

SALA DA NOTÍCIA NQM
http://www.uninter.com
Divulgação
No dia 23 de abril – Dia Mundial do Livro – homenageiam-se leitores, tradutores, editores; enfim, todos aqueles que fazem parte da produção ou recepção (leitura) de uma obra. Propõe-se, nos diversos países, reverenciar a literatura mundial, trazendo uma reflexão sobre a importância da leitura, as possibilidades de acesso a ela e grandes nomes dessa arte, como Miguel de Cervantes, Machado de Assis, Thomas Mann, Aldous Huxley, George Orwell e Clarice Lispector, entre outros. Busca-se também a conscientização dos leitores sobre os direitos do autor, incluindo novas perspectivas tecnológicas dos textos.

Como forma de consagrar os diferentes estilos e formatos de obras e seus escritores, acrescento, aqui, uma reflexão sobre a inserção das obras literárias eletrônicas no dia a dia dos leitores, em especial, àqueles que estão iniciando sua caminhada no mundo da literatura.

Nas últimas décadas, surgiram novos suportes para a vinculação de obras literárias, que vão além do livro impresso. Há o desenvolvimento de uma variedade de dispositivos eletrônicos (notebooks, tablets, smartphones e e-readers) que possibilitam acessos a conteúdos mais diversificados e de uma forma mais imediata e interativa. Embora, em um país com dimensões continentais, como o Brasil, com diferenças sociais gritantes, isso não seja a realidade em muitos locais.

Com essas mudanças, passa a existir, também, a necessidade de criação de ferramentas que auxiliarão na construção textual, além de diferentes papéis para o escritor e para o leitor, que começa a interagir e participar da história de maneira mais atuante. Neste contexto, temos o aparecimento de ferramentas que envolvem sons, imagens, vídeos e textos, de maneira integrada, fazendo com que o leitor escute música, acesse vídeos e interaja com outros estímulos, paralelamente ao momento de leitura, promovendo outras experiências.

Assim, a literatura eletrônica, com sua (re) configuração da linguagem literária, exige do escritor um domínio diferenciado do que utilizava antes, do uso da palavra. Ele também precisa saber manipular e planejar a linguagem cibernética, utilizando-a como uma forma de enriquecer as características que já eram da literatura tradicional. Esse estilo híbrido herda novas características, possibilitando a existência de diversos gêneros da literatura eletrônica e criando expectativas no leitor. Este, agora acessa as obras com o conhecimento que já possui sobre a leitura no meio impresso, somado aos conhecimentos sobre as ferramentas digitais e suas convenções.

Nesta data, sem deixar de considerar fundamentais obras tradicionais, acrescento a importância da literatura digital como uma forma de inserir os jovens a esse mundo literário, tornando-os “novos leitores”. Vale ressaltar que a literatura impressa e a digital não são excludentes e precisam fazer parte de um processo de construção de leitura, estando interligadas e se aproximando da realidade dos que irão acessá-las.

É importante, também, nesta reflexão e comemoração, como se propõe desde a criação da data, pensarmos no papel do autor e seus direitos.  Considerando que a criação das obras literárias, na literatura eletrônica, está baseada em uma produção, o autor não só é responsável pela elaboração do texto, mas também pela maneira como se dará a interação e construção do sentido. Assim, o autor assume um papel diferenciado, construindo a base para a leitura, que será concretizada de acordo com as experiências e interferência do leitor.

Portanto, deixo um convite para que a comemoração do Dia Mundial do Livro seja realizada por todos nós, com a proposta de mergulharmos em novas experiências no campo da literatura, juntamente às leituras canônicas, construindo, assim, novos enredos na estruturação do conhecimento literário.


(*) Edna Gambôa Chimenes é Mestre em Estudos de Linguagens e Tutora dos Cursos de Pós-Graduação na Área de Comunicação da UNINTER






 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »