28/08/2014 às 05h17min - Atualizada em 28/08/2014 às 05h17min

Pesquisas mostram que apenas 5% da população fala inglês

Mesmo quando consegue um emprego, o profissional que não fala inglês ganhará menos do que aquele que fala.

Cícero Edmundo

Pesquisas mostram que apenas 5% da população fala inglês e que, atualmente, 80% das entrevistas são feitas em inglês. No Brasil, apenas 8% das classes A e B fala o idioma.

Um profissional apresenta sólida formação, considerável experiência, vontade de aprender, diversos cursos e diversas qualificações, mas não tem inglês fluente. O mercado de trabalho no Brasil segue a tendência mundial. Mesmo quando consegue um emprego, o profissional que não fala inglês ganhará menos do que aquele que fala. Pesquisas apontam que esta diferença pode chegar a 65% em um cargo de supervisão. Se você conhece um amigo de qualquer outro país, a única língua que tem em comum é o inglês.

 

 

uma realidade clara: é preciso fomentar a potencialização do ensino da língua inglesa para transitar com maior competência na solução de problemas mundiais e no desenvolvimento do país. A capacidade comunicativa é chave num mundo globalizado e com fronteiras diluídas e precisa estar na agenda de prioridades da educação nacional.

Para Fátima Trindade, diretora executiva do São Paulo Open Centre, fazer uma certificação é se preparar para a comunicação em estágios crescentes de proficiência, ou seja, é estimular a pessoa a se desenvolver, a se aprimorar sempre, pois na atualidade, o nível de exigência necessária supera os níveis básicos aceitos no passado. A globalização, com a mobilidade e quebra de fronteiras trouxe a necessidade da comunicação universal na língua inglesa a patamares superiores.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »