08/06/2012 às 00h26min - Atualizada em 08/06/2012 às 00h26min

Paulo Costa faz show em homenagem à João Gilberto em duas únicas apresentações no Brasil

13 de junho – SESC Pinheiros 15 de junho – SESC Bom Retiro

Assessoria de Imprensa do SESC Pinheiros

Num clima romântico e intimista o cantor, compositor, violonista e arranjador brasileiro radicado na França, Paulo Costa, inicia no SESC Pinheiros sua turnê no Brasil com o show “Saveur de Bossa” (Sabor de Bossa), dia 13 de junho, quarta-feira, às 20h30 no Auditório do 3º andar e dia 15 de junho, sexta-feira, às 20h30 no Teatro do SESC Bom Retiro.
Paulo Costa, nomeado o mais novo embaixador da Bossa nova na França, apresentará um show em homenagem à sua grande influência musical, João Gilberto, um dos criadores e mais representativos nomes da Bossa Nova. Ho ba la la, a sua primeira canção que se imortalizou no livro de Marc Fisher, terá um releitura na voz e no violão de Paulo Costa, num clima acústico com piano, contra baixo, bateria e uma guitarra jazz.
Outras releituras de João Gilberto e Tom Jobim também irão compor o show bem como Trenzinho do Caipirinha de Villa Lobos e composições com a poeta Mabel Velloso, irmã de Caetano e professora primária de Paulo Costa.

PAULO COSTA – currículo resumido
Iniciou sua carreira nos anos 70 como líder, vocalista e guitarrista da banda “Papa Poluição” que misturava poesia concreta, ritmos nordestinos e o velho e bom rock n’ roll. Produziu no início dos anos 70 o compacto, “Contos de fraldas”, de Tom Zé e “Teu coração bate, o meu apanha” de Thiago Araripe e Décio Pignatari um dos grandes poetas do movimento da poesia concreta.
Paulo Costa dedicou mais de 20 anos de sua carreira aos estúdios de gravação fazendo jingles e trilhas publicitárias e gravando com Hermeto Pascoal, Théo de Barros, Renato Teixeira, Guilherme Arantes entre outros, além da criação de trilhas sonoras para filmes como o premiado “Sargento Getúlio” e “Mário” que recebeu inúmeros prêmios como compositor, intérprete e produtor.
Em 1988, depois de muitos anos vivendo em São Paulo Paulo Costa retorna à Salvador para inaugurar seu próprio estúdio de gravação, chamado “Tapwin” onde gravou e colaborou com diversos projetos de artistas locais como, por exemplo, Daniela Mercury, Ivete Sangalo (Banda Eva), Família Veloso no disco em homenagem a Sto. Amaro da Purificação.
Realizou trilhas para novelas produzidas para o mercado internacional e ainda no seu estúdio produziu o único disco do músico jamaicano realizado no Brasil, Jimmy Cliff.
No ano 2000 vai para ilha de Itaparica e se volta à literatura, elaborando novas canções e um novo projeto de viagem. Após esse período, Paulo Costa parte para a Europa e inicia uma nova fase em sua carreira. Recebe, nesse período, um convite para 21ª edição do festival francês “Jazz Sur Son 31” em outubro de 2007.
Sua apresentação foi um grande sucesso, marcada por belos grandes momentos como a adaptação em português, em ritmo de Bossa-Nova, do clássico “Toulouse”, de Claude Nougaro que fora pela primeira vez autorizada pela própria viúva de Nougaro. Toulouse é musica que, ainda hoje, toca nas maiores rádios da França.
Outro grande momento também na França foi no Festival em Cannes onde cantou outro sucesso de sua autoria, a musica “Salvador, Henri”, dedicada a Henri Salvador e Dans mon Ile, apresentada a mais de cinco mil pessoas.
Em 2010 Paulo Costa, na França, foi o único artista brasileiro convidado pela UNESCO a representar o Brasil no “Dia Internacional da Diversidade Mundial”, na Maison de l’Unesco, em Paris pelo Bicentanario da Independência das Américas.
Também em 2010 iniciou turnê com o contrabaixista de jazz, Jacques Vidal com participação de Pierre Barouh e sua filha Maia Barouh, cantando a versão de Samba da Benção. Essa turnê viajou para varias cidades da Europa durante o ano todo.
Links com trechos de show do cantor:
www.meepoint.com/paulocosta


SERVIÇO
PAULO COSTA
Dia:
13 de junho, quarta-feira, às 20h30
Local: Auditório
Duração: 90 minutos
Classificação etária: livre para todos os públicos
Capacidade: 101 lugares
Ingressos: R$ 16,00 (inteira); R$ 8,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 4,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes)
Não é permitida a entrada após o início do espetáculo.
Ingressos à venda pelo sistema INGRESSOSESC, a partir de 01/06/2012.

SERVIÇO

SESC Bom Retiro
PAULO COSTA - SAVEUR DE BOSSA
Dia: 15 de junho, sexta-feira, às 20h00
Local: Teatro
Duração: 90 minutos
Capacidade: 291 lugares incluindo assentos para obesos e espaço para cadeirantes e acompanhantes
Ingressos: R$ 24,00 (inteira)
R$ 12,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino).
R$ 6,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes)
Endereço: Alameda Nothmann, 185. Bom Retiro São Paulo - SP

SESC Pinheiros
Endereço:
Rua Paes Leme, 195.
Horário de funcionamento da Unidade: Terças a sextas, das 13 às 22h. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 19h.
Horário de funcionamento da Bilheteria: Terça a sexta das 10h às 21h30. Sábados das 10h às 21h, domingos e feriados das 10h às 18h30.
Tel.: 11 3095.9400
ESTACIONAMENTO COM MANOBRISTA (VAGAS LIMITADAS): Veículos, motos e bicicletas.
Terça a sexta, das 7h às 22h; Sábado, domingo, feriado, das 10h às 19h
(Horários especiais para a programação do teatro).
Taxas:
Matriculados no SESC: R$ 6,00 nas três primeiras horas e R$ 1,00 a cada hora adicional;
Não matriculados no SESC: R$ 8,00 nas três primeiras horas e R$ 2,00 a cada hora adicional;
Para atividades no Teatro, preço único: R$ 6,00;

Para informações sobre outras programações www.sescsp.org.br


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »