13/08/2014 às 01h16min - Atualizada em 13/08/2014 às 01h16min

Gustavo Moreira lança romance

O livro do jovem escritor supera expectativas e está disponível nas Livraria do Chain e Curitiba

NCA Comunicação

A sessão de jovens autores paranaenses das livrarias de Curitiba conta agora com o romance "Tela Vazia" de Gustavo Moreira, 20 anos, publicado pela Arte Editora, e lançado na capital na última semana. O livro tem como pano de fundo um sistema educacional totalmente dominador, onde a TV é utilizada como instrumento de ensino, e conta a história de Antonieta em duas fases da vida: adolescência e adulta. "Tela Vazia" foi lançado no dia 7, na Livrarias Curitiba, do Shopping Palladium; e no dia 9, na Livraria do Chain. No ano passado, o escritor surpreendeu o mercado literário com a ficção "Sem Limites", editado de forma independente. Até o final de 2014, lança "Vida Real Imaginada", uma coletânea de 23 contos e crônicas, pela Editora Chiado, de Portugal.  

Os presentes ao lançamento de "Tela Vazia" não pouparam elogios ao talento do jovem escritor que confessa que tem muita facilidade para escrever. "Tudo me inspira. A ideia vem e flui naturalmente. Coloco no papel e depois desenvolvo", contou Gustavo, que estuda na Universidade de Brasília. 

Duas referências do mercado editorial paranaense, Lilian Vargas, coordenadora de eventos especiais do Shopping Palladium, e Aramis Chain, parabenizaram o autor curitibano. Para eles, a ousadia e coragem de Gustavo devem ser encaradas com incentivo para que outros jovens escritores se lancem na vida literária, bem como estimular o hábito da leitura. 

Lilian Vargas disse que a obra de Gustavo mescla ficção com pitadas da realidade. Apresenta cenários criativos, personagens complexos e temas muito debatidos na atualidade. Disse também que sempre se surpreende com o talento do autor e recomendou que ele continue escrevendo para se aprimorar cada vez mais. 

Chain ressaltou que a política e a ética são constantes no trabalho de Gustavo. Parabenizou o escritor pelo segundo romance que trata de um assunto muito contemporâneo: a presença da TV na educação do jovem e como o veículo interfere em suas vidas. 

As sessões de autógrafo foram embaladas pelo som de piano, conduzido por Doris Heddy Swain Herderico, e violino tocado pelo garoto João Henrique Rodrigues, de 10 anos. Gustavo Moreira justificou a presença dos músicos, afirmando que para ele todas as formas de arte têm poesia e literatura, e anunciou que, em breve, apresentará ao público um CD de leitura de poemas, acompanhada por música. 

Educação 

Gustavo Moreira tem sido muito requisitado para fazer palestras em escolas abordando a questão da importância da leitura para a vida dos estudantes. Recentemente, esteve na Escola Estadual Padre Cobalchinni, em Butiatuvinha, falando sobre o assunto. Programas de televisão educativos também querem ouvir o que o jovem escritor tem a dizer em relação à literatura e mercado editorial. Também foi entrevistado pelo professor Achiles Batista Ferreira do Grupo Uninter – Programa Tendência e Mercado. 

Sobre o autor 

Gustavo Moreira nasceu em Curitiba, em março de 1994, e é formado em Letras-Inglês pela UnB em Brasília. O interesse pela prática literária surgiu aos 14 anos, depois de ter lido muito e decidido que queria ser mais que um leitor, queria ser escritor. Participou de concursos literários, sendo premiado no Litercultura com as crônicas “Arte Sem Intelecto” e “Sábado”, em 2013. No mesmo ano publicou seu livro de estreia, o romance “Sem Limites”, e recebeu o tradicional prêmio “Cultura e Divulgação”, concedido pela Câmara Municipal dos Vereadores de Curitiba. Apreciador de política, filosofia, literatura e de música, Gustavo Moreira produz canções e peças teatrais em parceria, além de demonstrar gosto pela linguística.

Sobre o livro 

Quanto problema a televisão pode causar quando vira o espelho do raciocínio de uma sociedade? Quais as possíveis consequências para uma sociedade ao adotar uma educação pública padronizada, sem livro, sem professores e sem pedir resultados? As perguntas serão respondidas no romance “Tela Vazia”. O livro conta a história de Antonieta que ao ingressar na escola percebe o sistema educacional dominador e tenta alertar colegas sobre os perigos de uma mente vazia. Mas, seus sonhos são violentamente interrompidos e boa parte de sua memória é desconectada. Ela é convertida em peça da engrenagem. Até que algo em sua rotina sai da programação


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »