12/08/2014 às 05h18min - Atualizada em 12/08/2014 às 05h18min

Flex inicia fase de nacionalização do Slingbox M1

Empresa trabalha na tradução do software embarcado, adaptação a decodificadores nacionais e homologação do novo modelo, que deve chegar ao Brasil no primeiro trimestre de 2015.

Capital Informação

A Flex, representante da Sling Media no Brasil, iniciou a fase de nacionalização do Slingbox M1, novo modelo do equipamento que, conectado ao decodificador de TV por assinatura, faz streaming da programação para qualquer dispositivo conectado à Internet. Por hora, a versão M1 está à venda apenas nos Estados Unidos, pendente de restrições regulatórias para poder ser comercializada no mercado brasileiro, onde está disponível o Slingbox 350, opção com os mesmos recursos de streaming de sinal via web. 

 

De acordo com o diretor da Flex, Decio Libertini Neto, a empresa trabalha, atualmente, na tradução do software embarcado no Slingbox M1 para o português do Brasil. Além disso, estão em andamento adaptações de software para os padrões de decodificadores nacionais. 

 

Além disso, a Flex também vem atuando para homologar o novo modelo junto à Anatel, já que a agência reguladora tem exigências específicas para recursos e configurações presentes no Slingbox M1, como a transmissão de sinal via WiFi, com extinção de cabo Ethernet, por exemplo.

 

“Nossa expectativa é iniciar as vendas do Slingbox M1 no Brasil no primeiro trimestre de 2015. Hoje, o Slingbox 350 está à disposição no país, oferecendo a possibilidade de um usuário assistir à programação de todos os canais de seu pacote contratado de TV por assinatura, além de serviços especiais e a la carte, a partir de qualquer lugar do mundo”, destaca Libertini Neto. 

 

Canal oficial de venda da Sling Media no Brasil, a Flex conseguiu baixar o preço do Slingbox 350, que hoje é vendido a R$ 599 pelo site oficial www.slingbox.com.br, decréscimo de R$ 200 em relação à época de seu lançamento no país, em novembro de 2013.

 

Impulsionada por ações como esta, além de investimentos em Marketing que somaram mais de R$ 100 mil nos últimos oito meses e do fechamento de parcerias com varejistas como Americanas.com, Walmart.com e Submarino.com , a Flex projeta vender 50 mil unidades do produto até o final de 2014. 

 

“A demanda aumentou muito nos últimos meses, em função da Copa do Mundo e do Dia dos Pais”, ressalta Libertini Neto.

 

O Slingbox350 é homologado junto à Anatel, cumprindo a norma imposta pela agência reguladora de não permitir streaming do conteúdo para mais de um usuário logado ao mesmo tempo, tem manual em português, suporte técnico local e garantia de um ano. 

 

O equipamento transforma um celular, tablet ou computador na TV de casa do usuário sem que ele precise pagar qualquer mensalidade por isso. Apenas, de acordo com as regras de fabricantes de smartphones e tablets, para usar o streamer nestes equipamentos é preciso baixar um aplicativo adequado às exigências de cada sistema operacional, cujo preço varia conforme a marca.

 

O modelo é compatível com todas as operadoras de Telecom e sistemas operacionais de tablets e smartphones, além de se conectar a qualquer fonte de áudio e vídeo (AV) e atender a padrões de definição SD e HD, incluindo gravadores digitais de vídeo (DVRs), set-top boxes digitais e receptores de satélite.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »