06/06/2012 às 00h39min - Atualizada em 06/06/2012 às 00h39min

O Egyptian Theater, em Los Angeles , será palco da quarta edição do Hollywood Brazilian Film Festival

Evento que consagra o cinema brasileiro em território internacional já tem data confirmada

V2 Comunicação

A quarta edição do Hollywood Brazilian Film Festival acontecerá entre os dias 6 e 10 de junho, em Los Angeles, Califórnia. O festival tem como objetivo mostrar o talento do cinema brasileiro ao mercado internacional, viabilizando e promovendo um intercâmbio entre as produções, na terra da mais famosa indústria do cinema mundial.
Idealizado por Talize Sayegh, brasileira radicada nos Estados Unidos há 23 anos, o Hollywood Brazilian Film Festival mostra aos produtores norte-americanos o momento de crescimento pelo qual passa o cinema brasileiro. “Nosso País está em alta, o Governo tem dado incentivo às produções independentes e co-produções internacionais. O Brasil está em evidência, com a proximidade de eventos como a Copa e as Olimpiadas, por isso este é o momento de montar produções, afirma Talize.
O evento de abertura ocorrerá no Egyptian Theater e será marcado pela premiação, seguida de uma grande festa, o Red Carpet, para convidados. Nos demais dias a programação será intensa e muito produtiva, com palestras, encontros e seminários, além, é claro, da ampla mostra de filmes brasileiros. O longa “Heleno, o príncipe maldito”, estreado no Brasil no mês de março, é um dos destaques do Festival. Distribuido por New Film em New York e dirigido por José Henrique Fonseca, o filme retrata a história de Heleno de Freitas, atacante do Botafogo que marcou história no futebol brasileiro nos anos de 1940.
Nessa quarta edição do HBRFest, o diretor artístico Sandro Fiorin está de volta e traz em seu currículo a fundação da FiGa Films, em Los Angeles , iniciada em meados de janeiro de 2006, que tem o objetivo de distribuir o conteúdo Latino Americano no mundo inteiro. No festival, Fiorin tem o papel de apresentar os maiores e mais novos diretores do cinema brasileiro para o mercado internacional. Além disso, ele é responsável pela escolha dos longas e curtas que serão exibidos, e adota como critério os filmes que têm potencial de transformar o festival em uma grande vitrine para ser apreciada pelos novos diretores, atores e roteiristas brasileiros, que concorrem as categorias de melhor longa e curta-metragem. Filmes com caráter autoral, sem muita propagação ainda no exterior, com histórias originais, produzidos com garra, são o tipo de trabalho que Fiorin busca. A escolha final fica por conta dos jurados americanos e alguns brasileiros radicados em Los Angeles , todos eles tem algum vínculo com a indústria de cinema de Hollywood.
O festival, que tem conceito indie, visa firmar o mercado cinematográfico independente no cenário internacional, além de incentivar as coproduções internacionais com participação da cultura brasileira. Estimular o desenvolvimento de projetos internacionais de cinema filmados no Brasil, gerar oportunidades de trabalho e divulgar a cultura e talento brasileiro, sejam atores, atrizes, roteiristas, diretores e outros profissionais técnicos ou criativos ligados ao cinema , também fazem parte do intuito do festival . Além deste reconhecimento, o HBRFest também concebe dois prêmios especiais aos atores. O Horizon, é dedicado a um talento brasileiro que tem grande potencial para seguir uma carreira internacional; e o HBR Award, é uma homenagem para um artista brasileiro já consagrado no cenário nacional e internacional.
Em seus três anos de história, a mostra já promoveu um total de 150 sessões de cinema, cinco seminários e outros eventos correlacionados. Também já reuniu um público de cerca de 200 mil pessoas, incluindo os espectadores online.O projeto é 100% financiado pela Lei Rouanet. O patrocínio possibilita que a entrada ao evento seja totalmente gratuita, incentivando até mesmo quem não conhece o cinema brasileiro a conferir a programação.
A edição de 2011 prestigiou em alto estilo a indústria brasileira. “Tivemos um evento de altíssimo nível, com pessoas ligadas ao cenário cultural de grande relevância, que dão orgulho ao nosso País. Somente no Brasil, tivemos R$5,4 milhões de reais em mídia espontânea e a expectativa para 2012, é que seja maior ainda.”, enfatiza Guilherme Trementócio da Agência Puzzle, co-produtora do Festival.
Artistas brasileiros conhecidos como Rodrigo Santoro, Mariana Ximenes, Cauã Reymond Reynaldo Gianechinni e João Miguel, já marcaram presença no festival.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »