31/05/2012 às 00h31min - Atualizada em 31/05/2012 às 00h31min

NA VIRADA SUSTENTÁVEL: A POESIA DA CULTURA POPULAR NO PROJETO “VIOLAS E REPENTES”

Com as participações de Luzivan Matias e Manoel Soares projeto “Violas e Repentes” insere a arte do repente na Vila Madalena.

Baobá Comunicação - fotos: Michela Brígida

Difundir na metrópole de São Paulo a diversidade da arte do repente e da tradição oral: este é o conceito do projeto “Violas e Repentes” da Associação Raso da Catarina, que recebe no próximo dia 02 de junho (sábado), às 15h, os artistas e cancionistas Luzivan Matias e Manoel Soares. Destaque para Luzivan, voz feminina que vem conquistando seu espaço entre os repentistas reconhecidos.

Conduzidas pelo mestre de cerimônias, o pesquisador cultural e jornalista Assis Ângelo, as apresentações que acontecem sempre no primeiro Sábado de cada mês, buscam contextualizar historicamente a origem e o surgimento desta arte popular. O público, além de ouvir as cantorias e histórias, participa propondo temas de improviso aos repentistas.

O projeto conta ainda, com os poetas e violeiros, como Erivaldo da Silva, Zé Milson Ferreira, Zé Francisco e Sebastião Cirilo. Durante uma hora e meia, a plateia compartilha a experiência com a dupla de artistas e sua improvisação s com temas que permeiam o imagético cultural brasileiro, suas raízes e tradições.

Com entrada franca, “Viola e Repentes”, que tem apoio o MinC (Ministério da Cultura) e a Governo do Estado de São Paulo e é coordenado e produzido pela Associação Raso da Catarina, acontece no espaço Gam Yoga, que fica na Rua Fradique Coutinho, 1004, na Vila Madalena. Para mais informações, (11) 3537-9331 ou www.rasodacatarina.com.br.

 

VIOLEIRA – LUZIVAN MATIAS

Participou de matéria no Globo Rural, Programa Zapzone SBT, Programa Gilberto Barros Band. Fez shows na Biblioteca Belmonte Santo Amaro e na Associação Ucram. Filme para dengue, exibido fora dos pais.

 

VIOLEIRO – MANOEL SOARES

Manoel Soares, Poeta repentista Considerado de primeira linha.

Participou Aproximadamente de trinta Festivais de Repentista, e está sempre em Atividade, tocando e Cantando em teatros, Salões de Festas, Casas Noturnas, de Cultura, Sesc, e etc. Manoel Soares participou de Cinco Coletânea entre CD'S e Vinil, a primeira gravação foi no Ano de 1996 com o Vinil Violas e Violeiros,Gravado e lançado pela gravadora MD Milsic. Ultimamente Está Trabalhando em Parceria do poeta Chico Pereira, o CD intitulado Série Repentistas Nordestinos, Lançado pela Gravadora CDSolution Canta Brasil, Para Todo o Brasil.

 

A ARTE DO REPENTE

O termo Repentista refere-se em geral a um poeta popular, um improvisador que, a partir de um mote (tema), debita espontaneamente um poema em forma de repente, cantado dentro de uma estrutura métrica às vezes rigorosa.

Os poetas repentistas inserem-se na tradição da literatura oral e da literatura de cordel, representando uma determinada região.

O repentista de viola do interior do Nordeste Brasileiro faz a chamada "Cantoria", na qual desfila versos improvisados em inúmeras modalidades: quadras, sextilhas, décimas, oitavas, martelos, galopes, entre outras.

 

REPENTISMO, por Assis Ângelo (jornalista e pesquisador de cultura popular brasileira)

Esta palavra nem existe nos dicionários de língua portuguesa. E nem noutros.

Existe a palavra cordel, definida pela primeira vez, de forma pejorativa, no Dicionário Caldas Aulete, editado na segunda metade do século 19 em Portugal, depois no Brasil.

Os repentistas, como tal mais ou menos conhecemos, são artistas populares originários da Idade Média. Surgiram no sudeste da Europa, como trovadores.

A arte do Repentismo, da improvisação, ao som de violas, ganhou força e qualidade no Nordeste brasileiro nos fins do século passado, trazida pelos desbravadores portugueses. Em nenhum lugar do mundo se cultiva essa arte, só no Brasil.

Os grandes nomes dessa arte hoje são representados por Oliveira de Panelas, Ivanildo Vila Nova, Rogério Menezes, Edmilson Ferreira, Antonio Lisboa, Hipólito Moura, Raulino Silva, João Santana, Chico de Assis, Luciano Leonel, Raimundo Caetano, Zé Cardoso, Zé Viola, Jonas Bezerra, Moacir Laurentino, João Lourenço, Geraldo Amâncio, Lourinaldo Vitorino, Valdir Teles, Sebastião da Silva.

 

Assis Ângelo é jornalista, radialista, escritor e grande pesquisador das Culturas Populares.

 

SOBRE O RASO DA CATARINA

A Associação Raso da Catarina foi fundada em setembro de 2006. É uma organização jurídica privada de interesse público, voltada à pesquisa e à divulgação das manifestações artísticas e culturais junto à sociedade civil. Tem como missão a formação de público, a difusão cultural e a ocupação de espaços públicos. Atua principalmente nas áreas de circo, teatro, culturas populares, música e hip-hop.

Atualmente participa da gestão coletiva do Teatro da Vila, promove o projeto Sarau do Charles 15 anos e o Projeto Violas e Repentes, todos no bairro da Vila Madalena; implementou em 2010 na Comunidade do Moinho o Ponto de Cultura “A Vida é o Moinho”, na Barra Funda; promove o projeto Circo para Todos II na Escola Estadual Professor Mauro de Oliveira no bairro Vila Anglo. Mais em http://www.rasodacatarina.com.br/

 

FICHA TÉCNICA

Concepção e Direção Artística - Alessandro Azevedo.

Mestre de Cerimônias - Assis Ângelo

Repentistas - Andorinha, Luzivan Matias, Titico Caetano, Vicente Reinaldo, Sebastião Marinho, Dedé Laurentino, Zé Cândido, Zé Francisco, Zé Milson Ferreira, Manoel Soares, Sebastião Cirilo e Erivaldo da Silva.

Operador de Som – Wilson Roberto Lopes

Assistente de Operador de Som – Antônio Oliveira

 

SERVIÇO | AGENDA

Data: 02 de junho

Luzivan Matias e Manoel Soares

Horário: 15h

Evento gratuito | Faixa etária: Livre

 

Data: 07 de julho

Erivaldo da Silva e Zé Milson Ferreira

Horário: 15h

Evento gratuito | Faixa etária: Livre

 

Data: 04 de agosto

Zé Francisco e Sebastião Cirilo

Horário: 15h

Evento gratuito | Faixa etária: Livre

 

Local: GAM YOGA – Rua Fradique Coutinho, 1004 – Vila Madalena – São Paulo – SP.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »