18/12/2020 às 11h53min - Atualizada em 18/12/2020 às 19h48min

Projeto ‘SOS COVID-19’ arrecada doações para necessitados por Whatsapp

Projeto já arrecadou mais de 100 mil reais, doou 26 toneladas de alimentos e itens de higiene

SALA DA NOTÍCIA Fernanda Brandão
Divulgação
A primeira ideia de Rogério Munhoz e de Ozório Lira era a de organizar uma ação para facilitar as vendas para os pequenos comerciantes do bairro. Como não deu certo, eles organizaram uma arrecadação de valores para doação de cestas básicas sem custos para pessoas necessitadas. Hoje o projeto evoluiu para uma rede de doação e se tornou a campanha “SOS COVID-19” no whatsapp.

Nos juntamos e começamos a pedir dinheiro para amigos e família achando que iria dar certo, porém deu muito certo, conseguimos montar uma rede do bem entre pessoas comuns e conseguimos até agora doar mais de 26 toneladas de alimentos e itens de higiene, que equivale a 2185 cestas. Conseguimos também uma doação de 1200 máscaras de tecido que entregamos em parte das cestas”, conta Munhoz.

Muitas famílias estão passando necessidades, pois o nível de doação despencou significativamente em função da redução de renda familiar ou até mesmo pelo efeito do isolamento social.  Rogerio Munhoz trabalha no varejo alimentar, um dos poucos setores da economia que ainda não tiveram suas atividades paralisadas. Por isto pode contribuir um pouquinho, usando a sua estrutura para amenizar o sofrimento de algumas famílias que estão enfrentando essa crise com muito mais dificuldade. “E com a ajuda de um grande amigo Dr Ozório Lira, médico, preocupado também com a segurança biológica do processo nessa empreitada criamos um grupo de WhatsApp destinado somente para este fim”, incentiva.

A fim de ser um processo 100% transparente, todos deverão postar os comprovantes de depósito no grupo. Os dados são planilhados e o valor total arrecadado é postado para que todos possam auditar. “Outro ponto bastante importante: Se você estiver, por exemplo, disposto a doar R$ 100,00, favor doar R$ 50,00 agora e deixar os outros R$ 50,00 para doar daqui uns 15 ou 20 dias, pois como todos sabem a crise vai demorar para passar”, finaliza.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »