26/11/2020 às 11h57min - Atualizada em 26/11/2020 às 11h57min

Comitê orienta medidas mais duras, e SP pode recuar à fase amarela

Médicos conselheiros do governador João Doria (PSDB) vão recomendar mudança depois de aumento da taxa de transmissão do coronavírus

Redação
O Comitê de Saúde do Estado de São Paulo, formado por médicos especialistas, vai recomendar ao governador João Doria (PSDB) o endurecimento, de novo, das medidas restritivas por conta do avanço dos casos de coronavírus.

Com isso, o Estado poderá regredir à fase amarela do Plano São Paulo, cujo objetivo é frear o ritmo de contaminações.

Após análise dos indicadores de saúde da últimas semanas, o comitê, que dá suporte às decisões no combate à pandemia, chegou a uma decisão unânime entre todos os médicos integrantes: para conter o avanço no número de casos e a velocidade de transmissão, é preciso voltar as medidas restritivas.

Mais tarde, às 12h45, o governo paulista fará um encontro com jornalistas para dar explicações e fazer anúncios relacionados à pandemia.

A taxa de transmissão, no mês passado, chegou ao patamar 0,7. Significa que, de cada 100 infectados, outros 70 se contaminam com o vírus. Hoje, esse índice está em 1,3. Na prática, os mesmos 100 infectados podem passar o coronavírus para 130 pessoas.

O número de óbitos e a taxa de ocupação dos leitos, que vinham caindo, agora estão estáveis. Ja o número de internações e casos sobem.

Alguns membros do comitê defendem, por exemplo, que todo o Estado volte a fase amarela. Atualmente, 25% da população está em cidades na fase amarela e 75% na verde.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »