24/11/2020 às 11h36min - Atualizada em 24/11/2020 às 12h20min

Como otimizar um e-commerce para primeira página do google?

SALA DA NOTÍCIA LUCAS WIDMAR PELISARI
 

Aqui ninguém vai mentir para você: não é fácil colocar seu e-commerce na primeira página do Google. Você precisa de muito investimento, seja financeiro ou de tempo, para conseguir tal façanha. Mas calma lá, ninguém disse que é impossível!

A disputa pela primeira página do Google é enorme. São empresas ao redor do mundo concentrando seus esforços para ganhar colocação. É por isso que ficar bem posicionado é uma tarefa difícil.

Em suma, você precisa dominar as técnicas de SEO. Não adianta aplicar o básico: você tem que usar todo o conhecimento de SEO disponível — e um pouco mais — para ultrapassar seus concorrentes. Ou seja, você vai iniciar em uma posição e ir refinando sua otimização até encontrar a fórmula secreta para a primeira página.

Quer ranquear seu e-commerce nas primeiras colocações? Fique atento às dicas que serão apresentadas neste artigo!

Entendendo a lógica por trás das palavras-chave

Google e palavra-chave são termos que andam juntos. Aliás, o que ranqueia seu e-commerce, de fato, são as palavras-chave. Embora isso esteja mudando, com certeza ainda será assim por bastante tempo.

Vamos supor que você é uma loja de suplementos e esteja interessado em vender albumina. Para conhecer seus concorrentes, basta ir ao Google e digitar “albumina” e dar um “Enter”. Pronto, os primeiros colocados são as melhores referências para você.

Outro detalhe importante é o volume de buscas de uma palavra-chave. A palavra “albumina” conta com incríveis 74.000 buscas mensais no Google. Essa informação foi verificada através do Ubersuggest no dia 18 de novembro de 2020.

Mesmo tendo um volume alto de buscas, ela conta também com uma dificuldade enorme para ranqueamento. A razão disso é que empresas de suplementos investem pesado na conquista de palavras-chave como esta.

É uma boa palavra para focar em um e-commerce iniciante? De forma alguma. O próprio Ubersuggest apresenta variações dessa palavra-chave. Algumas delas são bem mais simples de ranquear, como é o caso da “albumina para que serve”.

Usando SEO no e-commerce

Agora que você entende um pouco mais sobre palavras-chave, podemos entrar no conceito de SEO. Em resumo, SEO são métodos que usamos para ganhar posição na lista do Google.

O que ele tem a ver com palavras-chave? Tudo!

Vamos aos detalhes.

Título

O título é um dos itens de maior peso na hora de otimizar seu e-commerce para o Google. É por ele, por exemplo, que os robôs vão começar a leitura de sua página. Dessa forma, ele precisa apresentar a palavra-chave logo no início.

Além disso, o título precisa ter de 60 a 70 caracteres, ser chamativo e dar uma descrição geral do produto.

Voltando ao exemplo da loja de suplementos, o título pode ser “Albumina: Para que serve, como utilizar e curiosidades do suplemento?”.

Uma alternativa pode ser algo como “Albumina suplemento growth supplements 100% pure sabor natural”. Esse título vai ajudar o consumidor na hora de identificar o produto.

Usuários interessados em Albumina com certeza vão clicar na página de seu e-commerce!

URL

A URL é muito importante para o ranqueamento do Google. Aliás, você já notou alguns sites com URL suspeitas? Normalmente não clicamos neles — e por isso devemos evitar URL ruins em e-commerces.

Uma ótima dica é separar seus produtos por categorias e, se possível, usar uma URL parecida com o título da página. Vamos retomar o exemplo da albumina.

Uma URL bastante boa é “www.sualoja.com.br/suplementos/Albumina-suplemento-growth”. O Yoast SEO do WordPress permite alterar a URL de suas páginas.

Meta Description

A meta description é aquele textinho que vai embaixo do link das buscas do Google. Ele aceita até 153 caracteres, ou seja, precisa ser um resumo enxuto da página em questão.

Embora não seja uma métrica para SEO, com certeza esse texto é muito importante para os usuários. Por isso, capriche bastante em suas meta descriptions. Eles podem fazer muita diferença para seu e-commerce.

Conteúdo textual da página

Algo que deve ser trabalhado com cuidado é a criação de conteúdo textual da página do produto. Não adianta simplesmente colocar uma descrição genérica e torcer para dar certo. É importante aplicar algumas regrinhas de SEO também.

Repita a palavra-chave, de forma natural, cerca de 4 vezes a cada 500 palavras. Aliás, não se limite a uma descrição de 300 palavras apenas; existe uma relação direta entre o tamanho do texto e sua posição nos buscadores.

Além disso, procure responder questões de seus consumidores já na descrição. Isso vai ajudar a capturar usuários que apenas querem mais informações sobre o produto. Eles podem comprar de você em um futuro próximo!

Tráfego Pago para e-commerce

Existe uma forma de alcançar a primeira página do Google — e até a primeira colocação — de maneira fácil: o tráfego pago. Basicamente você vai pagar ao Google para que seu site apareça nas primeiras posições do buscador. Isso pode ajudar bastante no começo de seu e-commerce.

Pronto, agora você tem a base para fazer seu e-commerce ficar cheio de visitantes. Coloque estes conhecimentos em prática ainda hoje!

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »