26/10/2020 às 17h43min - Atualizada em 26/10/2020 às 18h40min

Como testar uma ração nova?

O ideal é fazer uma mudança gradual para que o cachorro consiga se adaptar.

SALA DA NOTÍCIA Isabela Amorim Santiago

Em várias situações da vida, é preciso fazer mudanças. Quem já teve que mudar a dieta, restringindo alguns alimentos e acrescentando outros, por exemplo, deve ter sentido um grande impacto no organismo. Agora, imagine quando essa alteração é feita com o alimento diário do seu bichinho de estimação?

 

Seja por conta da idade, de problemas de saúde e até pela melhora ou piora da condição financeira, comprar ração diferente da usual pode causar estranhamento e problemas digestivos no seu cachorro. Isso porque, assim como os humanos, nossos amigos de quatro patas também precisam de um tempo para se adaptarem com a nova alimentação.

Motivos para trocar de ração

Como já foi dito anteriormente, existem várias razões para fazer com que haja uma mudança na hora de comprar a comida para o cachorro. Animais mais velhos, por exemplo, têm uma necessidade nutricional diferente dos mais jovens, que possuem o metabolismo mais acelerado e precisam de mais energia.

 

Também há os casos de animais que desenvolvem alergia a algum componente da ração, necessitando da mudança, bem como cães com doenças cardíacas, diabetes e até obesidade, que precisam de alimentos específicos. Nessas situações, o veterinário é a melhor pessoa para determinar a troca da ração.

 

Se a grana apertou, talvez, você tenha que comprar uma ração mais barata mesmo. No entanto, com a melhora da condição financeira, você pode optar por um alimento mais caro e de maior qualidade.

 

Seja qual for seu motivo, é preciso ter em mente que essa mudança pode interferir de diferentes maneiras no seu animal. Ele pode muito bem adorar o novo sabor, mas também não gostar e sentir falta da ração anterior. 

 

Essa mudança alimentar pode fazer com que ele faça uma espécie de “greve de fome” e fique sem olhar para o seu prato por dias, o que não é nada saudável. Além disso, o animal pode ter problemas gastrointestinais, como diarreia. Então, é preciso bastante atenção e cuidado na hora de fazer a troca.

Maneiras de alterar a ração

O jeito mais indicado de testar uma nova ração é colocá-la junto da antiga no pote do cachorro por, mais ou menos, sete dias. Em um processo de quatro etapas, você vai diminuir a proporção da comida antiga e aumentar gradativamente a quantidade da nova.

 

Nos dois primeiros dias, a medida deve ser de 75% da ração antiga e 25% da nova. No terceiro e no quarto dia, já é possível dividir meio a meio: metade da antiga e metade da nova. No quinto e no sexto dia, a medida inicial se inverte: 75% da comida nova e 25% da antiga.

 

Por fim, no sétimo dia, já é possível colocar somente a ração nova na tigela do seu cachorro. Essa transição é a mais recomendada, pois faz com que o paladar do animal se adapte aos novos sabores, sem ter que sofrer muito. Lembre-se que é preciso guardar um pouco da comida antiga para fazer esse processo tranquilamente.

 

Agora, se o animal não conseguiu se adaptar de jeito nenhum, vale a pena buscar mais orientações diretamente com um veterinário. Pode ser que o tempo de adaptação dele demore um pouco mais, porém, com certeza, ele vai conseguir fazer a mudança para a nova ração.

 

Na hora de escolher uma nova ração, lembre-se de considerar, em primeiro lugar, as necessidades do seu animal. Isso significa saber o porte, o peso e a idade dele, afinal, cada fase da vida exige um tipo de cuidado diferente, e a escolha de uma alimentação equilibrada faz parte disso.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »