26/10/2020 às 11h45min - Atualizada em 26/10/2020 às 11h45min

2022 já chegou: os bastidores fictícios da próxima corrida presidencial brasileira

Em obra que discute fakenews, homofobia e o uso político da religião, escritor e jornalista Glauco Monteiro imagina o cenário de eleição para a presidência do Brasil

Redação

A política é apenas o pano de fundo para o enredo da obra Segredos do Planalto, produção do jornalista e escritor Glauco Monteiro Wanderley.

O que o leitor encontra neste livro é uma ficção sobre o personagem Jairo Bonamigo, candidato à reeleição para presidente do Brasil, e Valéria Bonamigo, filha do político.

O período pré e pós eleição presidencial de 2018 serviram de inspiração para o enredo da obra, mas o foco principal é a relação entre pai e filha. É Valéria que monta toda a comunicação de Jairo e é ela quem controla todas as fakenews que envolvem os adversários políticos. Tudo isso com uma única condição: o candidato não pode incitar a homofobia, pauta tão presente em campanhas conservadoras.

Além de acreditar no desempenho profissional da filha, houve outro motivo que obrigou Jairo a aceitar a condição imposta mesmo a contragosto. A personagem ameaçou denunciar o pai pela surra que levou após ele descobrir que a filha amava outra mulher. Foi a forma que Valéria encontrou de proteger outros homossexuais do preconceito durante o governo do pai.

Além das fakenews e homofobia, a prática religiosa em meio à política é outro assunto destacado por Glauco. Durante o primeiro governo de Jairo, o Ministério da Educação (MEC) instituiu a Bíblia Sagrada como disciplina obrigatória no currículo, da Alfabetização ao fim do Ensino Médio.

“O ministro Salomão Werneck argumentava que nada era mais natural. “A Bíblia é um dos livros mais importantes da humanidade. Tantos outros que não chegam aos pés da sua importância são ensinados na escola. Por que não este? Quem está contra é porque não entende o valor cultural da Palavra de Deus. Não estamos tirando nada. Apenas acrescentando. Além de tudo existe um desequilíbrio, porque autores abertamente contra a religião são ensinados nas escolas”, declarou em pronunciamento em rede nacional convocado exclusivamente para informar a novidade.” (Segredos do Planalto, pág. 176)

Com um fim chocante e surpreendente, Segredos do Planalto é um convite para pensar sobre política além da ficção. Jornalista, Glauco fez da obra uma catarse para desabafar sobre os ataques que há anos a imprensa sofre de todos os lados.

Ficha Técnica:
Título: Segredos do Planalto
Autor: Glauco Monteiro Wanderley
ISBN: 978-85-5700-387-3
Páginas: 320
Formato: 23x16
Preço e-Book: R$9,00
Link de venda e-Book: 
https://amzn.to/3hRAtoR


Sinopse: Um Presidente da República grosseiro, eleito após fazer uso intenso de notícias falsas, o fundamentalismo religioso dando as cartas no governo, a perseguição a homossexuais tratada como virtude e prioridade. Este é o cenário em Segredos do Planalto, uma obra de ficção de autoria do jornalista Glauco Monteiro Wanderley.

Sobre o autor: Glauco Monteiro Wanderley é amazonense e na adolescência mudou-se para o Rio de Janeiro, onde fez faculdade de jornalismo. Exerceu a profissão por mais de duas décadas, morando na Bahia, atuando nos diversos tipos de mídia: jornal impresso, rádio, TV e internet.

Site: https://www.segredosdoplanalto.com/ 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »