23/10/2020 às 10h41min - Atualizada em 23/10/2020 às 15h06min

Saúde Emocional e o Estresse do Home Office Life

SALA DA NOTÍCIA Alexandre Ayres
 

Tenho lido e visto muitas pessoas comentarem o quanto trabalhar em casa pode ser mais estressante do que a rotina de ir todos os dias para o escritório. Parece que era uma ilusão que o conforto da sua casa, como sua base para trabalhar,  poderia te manter mais produtivo e motivado para suas atividades. Não tenho dúvida de que, provavelmente em sua casa, você tem mais liberdade pessoal, mas o fato é que estamos percebendo que o estresse no trabalho não está diretamente ligado ao quanto de liberdade pessoal você possui no seu ambiente de trabalho. 

Grande parte do estresse atual tem a sua origem no que chamamos hoje do pensamento de ser "multitarefas", de tentar fazer várias coisas ao mesmo tempo. Muitas pessoas estão sobrecarregadas, com a agenda cheia e não se dão conta do fato de que todas as vezes em que você se alterna entre uma atividade e outra, você se torna menos eficiente e seu cérebro consome parte da sua energia para voltar novamente o foco de atenção a partir do momento da interrupção. É como se você desligasse e tivesse novamente que ligar o motor a cada reinício.

A economia do tempo no transporte é um dos grandes benefícios, mas será que estamos utilizando esse tempo ganho a nosso favor, incluindo atividades que podem nos ajudar a cuidar melhor de nós mesmos, como passar a fazer exercícios e meditação, por exemplo, ou será que estamos aproveitando para colocar mais atividades dentro de nossa agenda já cheia.

Pelo que tenho visto e discutido entre colegas, os principais fatores que podem aumentar a sensação de estresse de se trabalhar neste novo esquema de "Home Office Life" são:

  • Falta de Estrutura Física Adequada -  o ambiente não permite concentração ou conforto adequado para o trabalho. dificultando o seu dia. Cadeiras, mesas, silêncio, organização do espaço, tudo isso influencia na forma como seu corpo reage a um dia de trabalho.
  • Falta de uma rotina de horários mais estabelecida para se trabalhar, alimentar, dormir, descansar e cuidar da casa -  não se organizar e planejar o seu dia tem transformado cada dia em uma grande batalha, em que chegamos exaustos ao final. Dividir o seu dia em pequenas atividades com horários estabelecidos pode fazer toda a diferença para o seu organismo.
  • Muitas distrações e interrupções  -  o nome já diz que é hora de trabalho e não períodos curtos de alguns minutos de trabalho ao longo do dia. Muito cuidado para filhos, hóspedes, televisão, pets e as mídias sociais não consumirem o seu dia. Agora mais do que nunca, você é o seu chefe e deve impor os seus limites e comunicar isso de forma clara. Isso, no entanto, pode ser mais desafiador do que muitas pessoas esperam.
  • Isolamento Social  -  cuidado para não se isolar demais e pensar apenas no trabalho. Somos seres humanos e precisamos do contato e de interagir com outras pessoas. Muitas vezes vejo que as pessoas estão se isolando até digitalmente quando participam de reuniões online e fecham suas câmeras.  Seja você mesmo, cuide-se e se mostre digitalmente, faz toda a diferença ver e sorrir para a outra pessoa, ainda que seja através da tela do computador.
  • Falta de foco e de motivação -  é importante que você defina suas metas para que consiga se manter motivado a atingir os seus objetivos. Acostume-se a recompensar a si mesmo pelo atingimento de suas pequenas metas diárias. Isso faz bem ao seu organismo e ajuda seu corpo a produzir sensação de bem-estar e de dever cumprido.
  • Dificuldade em dizer não -  para mim esse é um dos principais fatores de estresse. Temos que aprender que não tem nada de errado em falar não em alguns casos. Você pode se permitir não aceitar participar de uma reunião no horário do almoço ou em um horário que não seja adequado para você. Quando aceitamos coisas que o nosso pensamento diz que não deveríamos aceitar, estamos emocionalmente brigando com nós mesmos. O fato de as pessoas não se olharem mais em um mesmo ambiente e de saber que o colega está em casa, não significa que ele está 100% disponível para o trabalho a todo momento. Muitas vezes, em nossa cultura latina, temos dificuldade de definir estes limites e dizer "não posso neste horário" e acabamos comprometendo o nosso equilíbrio. Seja qual for o desafio, perceba que dizer não para o tempo que você não planejou muitas vezes significa dizer sim para a vida que você realmente deseja, um passo de cada vez.
  • Sono inadequado - Ter um sono saudável é vital para sua produtividade, por isso faça o que for preciso para proteger seu sono. Isso pode incluir definir uma hora para você dormir e acordar e cumpri-la. Isso pode ser bastante desafiador, mas vale o esforço.

Enfim, trabalhar em casa nos traz uma sensação de liberdade e flexibilidade, sem a necessidade do deslocamento, mas há muitas armadilhas e fatores estressantes a serem analisados com cuidado. Ao se concentrar no que você pode fazer para atenuar esses fatores estressantes, você pode aproveitar os benefícios de trabalhar em casa sem o estresse adicional.  E aqui, um dos grandes atenuantes pode ser incluir a prática de alguns minutos preciosos de meditação em seu dia. A prática vai te ajudar a relaxar, a priorizar melhor suas atividades, a dormir melhor, a te deixar mais motivado e disposto para seus desafios diários, além de diminuir a sua ansiedade e a sensação de estresse.

Este é um grande passo para você se manter saudável emocionalmente e conseguir alcançar o tão sonhado equilíbrio ideal entre vida pessoal e profissional, agora em um mesmo ambiente.

por Alexandre Ayres - CEO MindSelf

 


Este texto representa a minha opinião pessoal. Pode ser compartilhado em partes ou integralmente desde que seja mencionada a fonte.

© MindSelf Desenvolvimento Humano - São Paulo - BR


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »