20/10/2020 às 15h52min - Atualizada em 20/10/2020 às 18h40min

Transcatarina 2020: promessa de muitos balaios e pegadinhas durante quatro dias de disputas

Participantes estão na contagem regressiva para o 12º Transcatarina, que será realizado entre os dias 27 e 31 de outubro. Com novo diretor de prova, aumentam as expectativas dos competidores para uma disputa de alto nível técnico e maior competitividade

DINO
http://www.transcatarina.com.br

Faltam apenas sete dias para o 12º Transcatarina - um dos maiores encontros fora-de-estrada do país, que terá como ponto de partida e chegada a cidade de Fraiburgo, e pernoites em Treze Tílias e Caçador, no estado de Santa Catarina. Nesta edição de 2020, a organização do evento - o Caçador Jeep Clube e a SC Racing - explorará apenas a região do centro oeste catarinense, proporcionando assim, um evento com diversos trechos inéditos e apresentando novas paisagens aos participantes.

Até o momento, mais de 200 veículos estão inscritos, divididos entre as categorias de competição (Máster, Graduados, Turismo, Turismo Iniciante e Turismo Light), e de passeio (Passeio Expedition, Passeio Radical 1 e 2, e Adventure 1, 2 e 3). As inscrições seguem abertas pelo site www.transcatarina.com.br.

Promessa de grandes disputas

A contagem regressiva para a 12ª edição do Transcatarina vem acompanhada de altas doses de ansiedade, isso porque todos os participantes estão ávidos para retornar às competições. E quando o assunto é rali de regularidade, o diretor de prova, Vander Hirt (mais conhecido como Fritão) concluiu o levantamento do percurso de 2020 e garante que pilotos e navegadores serão presenteados com o que há de melhor no esporte.

Esse é o primeiro ano que Hirt assume a direção técnica do Transcatarina (anteriormente, participava como competidor), porém, experiência para o cargo ele tem de sobra, uma vez que ele também é o diretor de prova do Transparaná e do Rally Paraná. "Esse ano o Transcatarina terá o meu toque especial, com médias de velocidade justas e PC estrategicamente posicionados, das mais diferentes formas", alertou ele, que preocupou-se em buscar por áreas compostas por terrenos bons, propriedades particulares com bastante ruas, onde fosse possível estabelecer - com segurança -, um rali rápido, dinâmico e altamente competitivo. "Pilotos e navegadores devem estar preparados para encarar muitos balaios, pegadinhas, referências bem próximas e médias de velocidade justas. Concentração, habilidade e experiência contarão muito, mas sem dúvida, o entrosamento das duplas e a sorte serão ingredientes fundamentais", completou.

Primeiro dia - Fraiburgo

Diferente dos anos anteriores, o prólogo do Transcatarina 2020 valerá como prova e somará pontos para a classificação geral. "Consideraremos o percurso desta tomada de tempo e, para tanto, dificultamos bem a parte técnica deste trecho inicial. Antes, os off-roaders estavam acostumados com uma tomada de tempo rápida, de três a cinco minutos. Desta vez, nosso tempo será bem maior, com muitos balaios, dentro de fazendas de reflorestamento de pinus e uma pista diferenciada para encerrar o primeiro dia", detalhou Hirt.

Segundo dia - Fraiburgo a Treze Tílias

Por ser em outubro, o Transcatarina 2020 apresentará um cenário distinto aos que os participantes estão bem acostumados, a começar pelos trechos que passam pelas macieiras que, nesta época do ano, estarão floridas (e não somente os troncos secos, como ficam em junho/julho).

O trajeto adentrará uma fazenda inédita de plantação de eucaliptos, além de algumas já conhecidas. Pela diversidade de ruas existentes dentro das propriedades particulares, Hirt fez um certame com muitas referências próximas, com médias de velocidade altas e diversas pegadinhas. "Pessoal vai suar", brincou o diretor de prova.

Terceiro dia - Treze Tílias a Caçador

No terceiro dia, o Transcatarina manterá as características técnicas - balaios, médias de velocidade justas, passando por fazendas da região. Será 100% dentro de reflorestamento de pinus na região de Taquara e Caçador.

Quarto dia - Caçador a Fraiburgo

A quarta e última etapa começará com médias de velocidade altas, porém, com poucas pegadinhas. Um pequeno rio está no percurso, até alcançar outro trecho de reflorestamento. "Andaremos por mais de 40 quilômetros dentro da mesma fazenda, com muitas pegadinhas. Será um dia com muitos desafios, que será encerrado na mesma pista do prólogo. Particularmente, estou cuidando desta fase final com muito carinho, quero que seja a melhor especial de todos os tempos do Transcatarina", salientou Hirt.



Website: http://www.transcatarina.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »