16/09/2020 às 04h10min - Atualizada em 16/09/2020 às 04h21min

 Pesquisa da Yokogawa conclui que dois terços das empresas com processos industriais esperam operações completamente autônomas até 2030

 - COVID-19 acelera os investimentos em autonomia industrial -

DINO

A Yokogawa Electric Corporation (TÓQUIO: 6841) revelou hoje os resultados de uma pesquisa global com usuários finais sobre as perspectivas para autonomia industrial*, mostrando que 64% dos participantes de empresas com processos industriais esperam operações completamente autônomas até 2030. A pesquisa oferece um olhar aprofundado sobre as futuras tendências em automação e autonomia, prioridades de negócios e tecnologias em desenvolvimento para os principais processos industriais, incluindo óleo e gás, indústria farmacêutica, produtos químicos, petroquímicas e geração de energia.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20200916005330/pt/

Technology investment over next 3 years (Graphic: Yokogawa Electric Corporation)

Technology investment over next 3 years (Graphic: Yokogawa Electric Corporation)

Technology investment over next 3 years (Graphic: Yokogawa Electric Corporation)

Principais conclusões

As empresas estão passando para operações completamente autônomas até 2030, e investirão em tecnologias que auxiliam a tomada de decisões

Quase dois terços dos participantes afirmaram que esperam tornar autônomas suas principais operações até 2030. 89% disseram que suas empresas possuem, no momento, planos para elevar o grau de autonomia em suas operações. 64% disseram que estão conduzindo, ou testando, operações autônomas ou semi-autônomas, enquanto 67% esperam significativa automação da maioria dos processos de tomada de decisão até 2023.

Inteligência artificial (42%) e nuvem, análises e big data (47%) são duas áreas principais em que as empresas planejam investir significativamente nos próximos três anos, e ambas permitirão que as organizações tomem melhores decisões por uma área maior de controle.

A COVID-19 freou o crescimento econômico em 2020, mas será o catalisador do crescimento, a médio e longo prazo, da autonomia industrial.

Indiscutivelmente, a COVID-19 apresentou um grande ímpeto para o avanço da autonomia industrial. A prioridade é colocada agora na capacidade de continuar a executar as operações sem que os trabalhadores estejam presentes. A maioria dos participantes espera elevar seus investimentos em operações autônomas, como resultado direto da COVID-19.

Os participantes também foram solicitados a classificar as principais aplicações onde investirão, como consequência da pandemia da COVID-19. Como esperado, operações remotas e atendimento remoto foram as duas aplicações mais apontadas como onde as prioridades aumentaram, com 36% e 30% dos participantes, respectivamente, selecionando-as dentre as suas quatro áreas principais. A capacidade de conduzir trabalhos sem necessidade de trabalhadores presentes em um ambiente perigoso proporciona significativos benefícios em segurança e custos.

A pesquisa também revelou diferenças significativas entre setores, em termos de prioridades de investimento após a COVID-19. Por exemplo, em comparação com empresas em upstream e midstream em óleo e gás, os participantes dos setores de geração convencional de energia e químico/petroquímico colocaram maior foco nos investimentos na segurança dos trabalhadores.

Tendências regionais

A pesquisa revela que a Europa Ocidental está atrás de outras regiões nos investimentos em novas tecnologias e no avanço da autonomia industrial.

Em relação às outras regiões, a Ásia-Pacífico é a mais engajada na mudança para a autonomia industrial. A pesquisa descobriu que a proporção de empresas na Ásia-Pacífico priorizando investimentos em sistemas autônomos para operações é 18% maior do que na região em segundo lugar. Este é um dado importante, mostrando que os orçamentos são direcionados às operações autônomas na região. Na Ásia-Pacífico, 71% dos participantes sentiram que alcançariam operações completamente autônomas em dez anos, comparados com apenas 58% na América do Norte e 56% na Europa Ocidental.

“Com esta pesquisa, confirmamos nossa percepção de que a mudança da automação industrial para a autonomia industrial, o que chamamos de IA2IA, ganhará impulso na próxima década. Como a COVID-19 acelerará esta tendência, e disposição das empresas de investir em tecnologias relacionadas continua a ser forte, a Yokogawa pode apoiar os clientes a planejar e a implementar a autonomia industrial para fortalecer a competitividade”, disse Tsuyoshi Abe, vice-presidente sênior e líder de Marketing na sede de Yokogawa.

A Yokogawa acredita que a transformação digital das operações de produção das empresas levará a um futuro autônomo; os resultados da pesquisa demonstram que as empresas estão priorizando e investindo nas tecnologias do amanhã, para fazer disso uma realidade.

O relatório da pesquisa pode ser baixado do seguinte website:

https://www.yokogawa.com/special/ia2ia/outlook/

* A Pesquisa Global com usuários finais sobre as perspectivas da Autonomia Industrial (Global End-user Survey on the Outlook for Industrial Autonomy) foi conduzida em nome da Yokogawa pela empresa de Pesquisas Omdia, entre Junho e Julho de 2020.

Sobre a Yokogawa

Fundada em 1915, a Yokogawa desenvolve atividades abrangentes nas áreas de medição, controle e informação. O negócio de automação industrial oferece produtos, serviços e soluções essenciais a uma ampla variedade de indústrias de processo, inclusive petróleo, produtos químicos, gás natural, energia, ferro e aço, bem como papel e celulose. Com o negócio de inovação da vida, a empresa procura melhorar radicalmente a produtividade nas cadeias de valor, do setor farmacêutico e alimentício. Os negócios de teste e medição, aviação, entre outros, continuam a fornecer instrumentos e equipamentos essenciais com precisão e confiabilidade líderes do setor. A Yokogawa coinova com seus clientes através de uma rede global de 114 empresas em 62 países, alcançando US$ 3,7 bilhões em vendas no ano fiscal de 2019. Para obter informações adicionais, acesse www.yokogawa.com.

Os nomes das empresas, organizações, produtos, serviços e logotipos mencionados neste texto são marcas registradas ou marcas comerciais da Yokogawa Electric Corporation ou de seus respectivos titulares.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.


Contato:

Yokogawa Electric Corporation

Relações públicas, Centro de Comunicação Integrada

Yokogawa-pr@cs.jp.yokogawa.com


Fonte: BUSINESS WIRE

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »