08/09/2020 às 18h53min - Atualizada em 09/09/2020 às 13h35min

Dia Mundial da Fisioterapia: Especialista da Pitágoras dá dicas de exercícios simples para melhorar a capacidade respiratória no pós-Covid-19

Em 8 de setembro é comemorado o Dia Mundial da Fisioterapia, sendo uma área de destaque neste cenário da pandemia. O fisioterapeuta é um dos profissionais que compõe a equipe multidisciplinar no tratamento de pacientes com a Covid-19, e atua nas disfunções respiratórias causadas pela doença, já que tem papel essencial na manutenção e recuperação da função ventilatória por meio de cálculos e manobras que melhoram a troca gasosa.
 
Nos pacientes que desenvolvem a forma grave da Covid-19, a principal complicação é a disfunção respiratória, além de alterações neurológicas. “Diante disso, o fisioterapeuta se tornou essencial no serviço da área hospitalar, sendo obrigatória a presença nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s) e nas enfermarias, permanecendo as 24 horas atuando como parte da equipe multidisciplinar”, destaca o professor do curso de Fisioterapia da Pitágoras, unidade Guajajaras, Hebert Walmor de Souza Santiago.  
 
O fisioterapeuta trabalha também para a diminuição das sequelas devido as grandes complicações da Covid-19. Conforme explica Sabrina, entre elas estão a diminuição da permanência do tempo em ventilação mecânica, do tempo de imobilização e retirada o mais rápido possível do leito. “Não só para os fisioterapeutas, mas para todos os profissionais da área de saúde, a Covid-19 está sendo um desafio, tanto no tratamento na fase crítica da patologia, como na reabilitação, devido as sequelas”, destaca o professor de Fisioterapia da Pitágoras, Hebert Santiago.  Segundo a especialista, no pós-Covid, uma das principais queixas é a falta de ar, cansaço e fraqueza muscular a pequenos esforços.
 
“Diante dessa situação, o fisioterapeuta tem um papel essencial também na recuperação, agindo na reabilitação respiratória através de exercícios específicos para melhorar a capacidade funcional e ventilatória”, destaca Hebert Santiago.  Segundo o especialista, este profissional atua também na melhora da força e resistência da musculatura respiratória, bem como todo o corpo. “Para isso, trabalhamos com atividades aeróbicos e com utilização de grandes grupos musculares”, explica.
 
E a tecnologia também é aliada neste momento. Segundo Hebert Santiago. , a reabilitação pode acontecer de forma remota, visto que neste momento o isolamento é uma das principais indicações para diminuição de disseminação da Covid-19. “Porém, em casos de média complexidade e para os mais graves, é necessário que o fisioterapeuta faça uma avaliação presencial e continue orientando de forma remota”, destaca.
 
Já em pacientes com sequelas leves, essa avaliação e orientação pode acontecer de forma remota desde início, complementa. “E como orientação, para domicílio, recomendamos realizar caminhadas leves e de pequenas distâncias, além de exercícios respiratórios”, orienta o professor.
 
Confira as dicas da especialista da faculdade Pitágoras Guajajaras, para a realização de exercícios respiratórios que podem ser feitos em casa, para pacientes que tiveram a Covid-19, no pós-alta hospitalar:
 
  • Exercite a respiração normal: inspire pelo nariz (puxe o ar) uma vez e expire pela boca (solte o ar) uma vez. Faça três séries de dez repetições, duas vezes ao dia (de manhã, após o café, e à noite, antes de dormir), com intervalo de um minuto entre as séries.
 
  • Puxe o ar duas vezes pelo nariz sequencialmente, e solte-o pela boca da mesma forma. Faça duas séries de dez repetições, com intervalo de um minuto entre elas, de manhã e de noite.
 
  • Amplie o exercício anterior: puxe o ar três vezes pelo nariz sequencialmente, e solte-o pela boca da mesma forma. Faça duas séries de dez repetições pela manhã e noite, com intervalo de um minuto entre elas.
 
  • Para manter o ar por mais tempo nos pulmões, incentivando o aumento da ventilação, puxe o ar pela boca uma vez e o segure de cinco a dez segundos. Libere o ar de uma vez pela boca, na sequência, de forma rápida. Faça duas séries de dez repetições pela manhã e à noite, com intervalo de um minuto entre as séries.
 
  • Para expandir a caixa torácica, puxe o ar pela boca uma vez enchendo bem o tórax, elevando os braços simultaneamente. Solte o ar lentamente, abaixando os braços. Faça duas séries de dez repetições pela manhã e à noite.
 
  • Sente-se, segure uma bola plástica leve entre as mãos e estique os braços para a frente, formando um ângulo de 90 graus com seu corpo. Levante e desça a bola, sempre com o braço esticado, associando o movimento à respiração, puxando o ar pelo nariz e o soltando pela boca. Faça duas séries de dez repetições.
 
  • Segurando a mesma bola entre as mãos e também sentado, estique os braços para a frente e dobre-os em direção ao tórax, sucessivas vezes e associando o movimento à respiração. Faça duas séries de dez repetições.
 
  • Em posição deitada, de barriga para cima e com o corpo esticado totalmente, flexione uma das pernas deixando-a apoiada no chão e eleve a outra, contando até cinco. Faça duas séries de dez repetições associando o movimento à respiração, puxando o ar quando a perna sobe e soltando quando desce.
 
  • Sentado em uma cadeira estável, encha bexigas lentamente.
 
  • Caminhe dando passos em que o pé, desencoste totalmente do chão com leve inclinação, associando o movimento à respiração normal, puxando o ar pelo nariz e soltando pela boca.
 
 
Sobre a Faculdade Pitágoras
Fundada em 2000, a Faculdade Pitágoras já transformou a vida de mais de um milhão de alunos, oferecendo educação de qualidade e conteúdo compatível com o mercado de trabalho em seus cursos de graduação, pós-graduação, extensão e ensino técnico, presenciais ou a distância.
 
Presente nos estados de Minas Gerais, Maranhão, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Paraná e São Paulo, a Faculdade Pitágoras presta inúmeros serviços gratuitos à população por meio das Clínicas-Escola na área de Saúde e Núcleos de Práticas Jurídicas, locais em que os acadêmicos desenvolvem os estudos práticos. Focada na excelência da integração entre ensino, pesquisa e extensão, a Faculdade Pitágoras oferece formação de qualidade e tem em seu DNA a preocupação em compartilhar o conhecimento com a sociedade também por meio de projetos e ações sociais. 
 
A Faculdade Pitágoras nasceu herdando a tradição e o ensino de qualidade oferecido pelo Colégio Pitágoras, fundado em 1966, que também deu origem ao grupo Kroton. Para mais informações, acesse: http://www.faculdadepitagoras.com.br
 
Sobre a Kroton
A Kroton, que faz parte da holding Cogna Educação, uma companhia brasileira e uma das principais organizações educacionais do mundo, atende ao mercado B2C do Ensino Superior, levando educação de qualidade em larga escala. Presente em mais de 900 municípios em todo Brasil, a companhia conta com 176 unidades próprias, 1.410 polos de ensino a distância e 846 mil estudantes, sob as marcas Anhanguera, Fama, Pitágoras, Unic, Uniderp, Unime e Unopar. Transformar a vida das pessoas por meio da educação, formando cidadãos e preparando profissionais para o mercado, é a missão da instituição, que trabalha para continuar concretizando sonhos em todos os cantos do país.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »