20/08/2020 às 18h43min - Atualizada em 21/08/2020 às 00h00min

Sem quebrar a quarentena, jovens universitários soltam a voz e investem na carreira musical

Universitários nascidos na baixada fluminense, Rio, Vinicius Teles, também conhecido como Nicinp, e Caterine Maurício, que utiliza o nome artístico de Latifa, viram na quarentena a oportunidade de ingressar na carreira musical. A dupla, que antes só gravava Cover para redes sociais, aproveitou a pandemia para gravar seu primeiro trabalho e lançar na internet.

DINO
https://www.youtube.com/watch?v=uklUHsqs_y4
Vinícius Teles(Nicinp) /Caterine Maurício (Latifa)

Desde o dia 11 de Março, em virtude do decreto da OMS, profissionais, artistas e gravadoras tiveram que se readaptar ao novo modelo de mercado. Sem funcionar há cinco meses, o setor passa por uma grande crise. A categoria funciona por produtividade, ou seja, não há renda sem funcionamento. O primeiro passo adotado para driblar a crise foram as lives, que aumentaram cerca de 70% no Instagram, desde o início da pandemia, de acordo com a pesquisa realizada pela Business Insider.

O aumento das lives gerou maior visibilidade, permitindo que os artistas mantivessem o contato com seu público. Aproveitando tal aproximação, os lançamentos de novas canções e videoclipes ficaram cada vez mais frequentes na internet, abrindo oportunidades para novos talentos. Os jovens Nicinp e Latifa aproveitaram esse momento para alavancarem a carreira.

Os jovens já gravavam vídeos covers, de artistas consagrados, em suas redes sociais. Devido ao sucesso, fãs começaram a cobrar suas próprias canções. O produtor artístico, Vinny Rodrigues, conheceu o trabalho dos jovens após assistir um de seus vídeos nas redes sociais, então fez o convite para gerenciar a carreira de ambos, surgindo assim a canção "Para você lembrar de mim".

"Eu não conhecia a Latifa até sermos apresentados pelo Vinny. Durante nossas conversas nos identificamos muito, vimos que tínhamos várias coisas em comum. Ela é uma menina maravilhosa, com uma luz incrível e a sintonia já veio de cara", disse Nicinp.

A música sempre esteve presente na vida de Latifa. Seu pai era coreógrafo e bailarino, inspirando-a a ingressar na carreira musical. Além de seu pai, outra grande referência da cantora é seu tio, cantor e compositor Maninho Gonzaga, que teve uma composição gravada pelo cantor Thiaguinho.

"Sempre gostei de música, lembro quando era pequena gostava de ouvir MPB. Aos 14 anos pisei no palco pela primeira vez para fazer uma participação no show do meu tio com a canção ‘olhos coloridos’, foi ali que vi o quanto gostava de música", disse Latifa.

Atualmente, os artistas têm investido na carreira do Trap e do Black Music e vêm recebendo o suporte da produtora "I Follow Produções", que fez a produção musical com o produtor "coxxxt". Devido à pandemia; a produtora gravou o primeiro videoclipe da dupla, remotamente respeitando a quarentena e o distanciamento social. O clipe está disponível no YouTube e o áudio em todas as plataformas digitais.



Website: https://www.youtube.com/watch?v=uklUHsqs_y4
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »