21/07/2020 às 10h33min - Atualizada em 21/07/2020 às 11h08min

É possível aliar ergonomia e design? Confira nossas dicas!

Hoje em dia, é difícil pensar no bem-estar e na qualidade de vida sem mencionar a ergonomia. Para quem passa muito tempo em casa, principalmente em apartamentos, é importante focar em um design de interiores que privilegie esse conceito, para melhor conforto dos moradores.

Resumidamente, a ergonomia consiste na ciência que harmoniza a relação entre o ser humano e suas condições laborais no cotidiano doméstico, estabelecendo uma série de padrões que contribuem com o conforto, a segurança e a produtividade.

A ergonomia está influenciando muito o design de móveis, visto que as pessoas buscam cada vez mais por conforto. Sendo assim, é possível adotar algumas medidas, como otimização de armários, adaptação de espaços, alturas de cadeiras, entre outros.

Ou seja, não existe mais aquela história de que para ser bonito precisa ser desconfortável. Ao contrário, o requinte e a sofisticação estão justamente em um design aliado com a ergonomia.

No artigo de hoje, confira algumas dicas para aplicar o conforto no seu apartamento. Acompanhe a leitura!


1 - Móveis planejados

Os móveis planejados ajudam na organização dos cômodos e na otimização dos espaços, especialmente para quem mora em apartamentos ou casas pequenas. Dessa forma, os moradores podem circular com mais conforto, evitando tropeçar em objetos.

Por exemplo, os móveis planejados para banheiro podem ser adaptados com alturas e larguras conforme o tamanho de cada morador. Recomenda-se que as pias fiquem na altura da cintura, para evitar lesões nas costas.

Já os armários usados com maior frequência devem ficar entre a linha da cintura e dos ombros. Somente objetos menos usados devem ser colocados na parte de cima.

Além da ergonomia, os móveis planejados também são os preferidos do design de interiores, visto que eles:

  • São altamente sofisticados e requintados;

  • Têm grande resistência e durabilidade;

  • Combinam com a decoração da casa;

  • Possuem um ótimo custo-benefício.

A fabricação desses móveis pode ser feita por um escritório de projetos de engenharia civil e arquitetura, que irá analisar o tamanho de cada cômodo, bem como as necessidades dos moradores.


2 - Escritório e home office

Quem tem escritório em casa ou trabalha de home office sabe o quanto é importante aliar um design ergonômico. 

Afinal de contas, a maior parte do dia passamos trabalhando, por isso, é importante ter um conforto para evitar lesões por repetição (LER/DORT), entre outras doenças ocupacionais.

A primeira dica é investir em uma boa cadeira, como a cadeira Charles Eames com braço

Esse modelo é totalmente adaptado para escritórios, sendo um móvel pensado para se ajustar ergonomicamente à pessoa que fará uso dele, evitando fadigas musculares e dor por má postura.

Além disso, com um design clássico e requintado, a cadeira Charles Eames também integra a decoração do cômodo, oferecendo um ambiente moderno e sofisticado.

Outro ponto importante é manter sempre o monitor na altura dos olhos, com uma iluminação adequada para não forçar demais a visão.


3 - Sala de TV

A sala de TV é comumente vista como um espaço de descanso. Por isso, muitas pessoas têm o costume de deitar no sofá, sem se preocupar se a posição está adequada e pode causar problemas físicos a longo prazo.

No entanto, o modo correto de se sentar é apoiando o tronco no assento, além de ter um televisor de tamanho proporcional ao ambiente, já que quanto maior a tela, maior deve ser o espaço entre o espectador e a TV.

Mas quem não dispensa uma deitadinha no sofá, pode optar por estofados sob medida, que asseguram maior conforto dos moradores, além de evitar a fadiga nas costas.


4 - Camas confortáveis no quarto

O quarto é o cômodo mais íntimo de todo o apartamento, visto que é o local onde os moradores descansam, guardam seus pertences e podem aproveitar a individualidade.

Por esse motivo, é importante que os quartos sejam personalizados de acordo com as preferências de cada um. Sendo assim, a decoração do ambiente pode variar conforme os gostos, desejos e necessidades.

Porém, o ponto mais importante é a cama. Ela deve ter um tamanho adaptado ao morador, para que ao dormir, todo o corpo possa descansar adequadamente no móvel.

Também se recomenda uma atenção especial ao colchão, já que ele pode ser o grande vilão da ergonomia, causando fortes dores nas costas e musculares.


Conclusão

O design de interiores vai muito além de deixar a sua casa ou apartamento bonito. Atualmente, é preciso pensar na ergonomia, já que o conforto dos moradores vai de encontro ao luxo e ao requinte.

Sendo assim, vale a pena personalizar móveis e artigos conforme o uso de cada um, verificando as especificações do ambiente. Com isso, é possível aliar ergonomia e design em projetos únicos e modernos!

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »