21/07/2020 às 10h51min - Atualizada em 21/07/2020 às 11h08min

Dicas essenciais para cuidar do seu jardim vertical

Já pensou em apostar em um jardim vertical na sua casa? A tendência vem ganhando espaço dentro da decoração de várias residências, podendo ser uma alternativa para quem quer mais elementos naturais e possui pouco espaço no imóvel. 

Levando em consideração que é cada vez menos comum ter uma paisagem verde nas cidades, incluir diferentes espécies de plantas na sua casa pode ser a melhor maneira de otimizar os ambientes e conferir maior bem-estar dentro da residência.

O jardim vertical pode ser encontrado facilmente em prédios comerciais, sendo posicionado em grandes paredes de concreto projetado, criando um clima agradável no espaço.

Em imóveis com pouco espaço, ele pode ser ainda mais interessante, já que traz a natureza para perto e possibilita o cultivo de várias espécies de plantas, oferecendo a possibilidade de produzir os seus próprios temperos culinários de modo orgânico. 

Para ter um jardim bonito e bem cuidado, algumas dicas podem ser essenciais, indicando as melhores maneiras de conservar os seus vasinhos. Quer saber quais são elas? Então siga na leitura deste artigo. 
 

01. Separe um espaço apropriado para o jardim

Você precisará escolher uma parede do seu imóvel para posicionar o seu jardim vertical. Para isso, é necessário levar em consideração:

  • A ventilação da área;

  • A incidência de sol;

  • A existência de umidade;

  • A estrutura da parede.

Áreas arejadas são essenciais para algumas espécies, assim como a incidência solar é para outras. Nesse caso, é preciso escolher a melhor área de acordo com as características das plantas escolhidas. 

Também há aquelas que não devem ficar em constante contato com a umidade, sendo essa mais uma cautela importante a ser tomada. 

Outro ponto que precisa ser levado em consideração é a estrutura da parede, que deverá comportar o peso do suporte e dos vasos.

Por isso, é possível dizer que o primeiro cuidado que se deve tomar com o seu jardim vertical é escolher a área mais adequada para os tipos de plantas que você quer cultivar. 

02. Utilize etiquetas para identificar as espécies

Que tal aplicar etiquetas adesivas personalizadas nos vasinhos para identificar cada uma das suas espécies?

Isso pode ser importante principalmente no começo do cultivo, para que você consiga identificar as mudas e saber qual o tipo de cuidado específico de cada vasinho. 

Além disso, inserir pequenos rótulos nos recipientes pode ajudar você e saber quando a espécie foi plantada, qual adubo foi utilizado, etc.

03. Saiba sobre a irrigação ideal de cada planta 

Assim como é importante posicionar algumas espécies no sol e outras na sombra, saber a quantidade de água que deve ser utilizada na irrigação das mudas é essencial para a sobrevivência delas. 

Nesse sentido, até aqui as etiquetas coloridas podem contribuir: você pode usar cores diferentes para saber quais devem receber água uma, duas ou três vezes por semana, ou mesmo quais devem receber todo os dias. 

Para facilitar nessa etapa, é comum que alguns proprietários de imóveis invistam na irrigação automática, instalando o equipamento que cumpre a função de acordo com a programação inserida. 

04. Faça podas para ajudar no crescimento

Fazer podas nas plantas é parte do processo de cultivo, devendo ser realizada em diversas situações para garantir que as espécies se desenvolvam adequadamente. 

Folhas e galhos secos devem ser removidos do caule, e também aqueles que possam estar doentes e com crescimento restrito. 

Além disso, é importante podar galhos que estejam cruzados ou raspando um no outro, já que isso pode impedir o florescimento de várias espécies.

05. Utilize substratos nos vasos

Utilizar terra convencional sempre foi comum nos jardins, mas hoje existem produtos especiais para estimular o crescimento e a sobrevivência das plantas. 

Não à toa, uma empresa de paisagismo pode recomendar o uso de substratos específicos para os seus clientes, levando em consideração os tipos de plantas que estão sendo cultivados. 

Os substratos mais indicados são os produzidos com turfa importada ou com fibra de coco, que são de melhor qualidade e contribuem para o desenvolvimento das espécies. 

Além disso, eles também possuem maior durabilidade que a terra, possibilitando que a troca do substrato dos vasos seja feita com menos frequência. 
 

Considerações finais

Ter um jardim vertical pode trazer uma série de benefícios para a sua casa, que vão desde uma decoração mais bonita até um ambiente mais agradável. 

Além disso, o cultivo de plantas pode ser indicado até mesmo para fins terapêuticos, já que é uma tarefa que estimula a concentração e exige dedicação para que as espécies floresçam e estejam sempre belas. 

Sendo assim, não deixe de montar um jardim vertical na sua casa e desfrute de vantagens no seu lar e no bem-estar da sua família. 

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »