02/06/2020 às 18h57min - Atualizada em 02/06/2020 às 18h57min

Dia Nacional do Vinho: como apreciar o seu tipo favorito!

Curta o lado suave da data explorando a versatilidade dos vinhos de mesa brasileiros em casa com as dicas da marca Dom Bosco

Redação
O melhor vinho é aquele que você gosta, dizem os especialistas no assunto. Então, que tal comemorar o Dia Nacional do Vinho, no dia 7 de junho, em casa, curtindo o lado suave do momento e com o seu rótulo favorito? Dom Bosco, uma das marcas da categoria mais vendidas do país e na mesa dos brasileiros desde 1937, preparou uma série de dicas para compartilhar em família e aproveitar todo o sabor e a versatilidade dos vinhos de mesa, o tipo preferido de três entre quatro consumidores, segundo os dados do Instituto Brasileiro do Vinho.

Produzidos com uvas americanas na Serra Gaúcha, especialmente Isabel e Bordô, os vinhos de mesa, como os da linha Dom Bosco, agradam os consumidores pelo sabor fresco e frutado. Trata-se de um tipo de vinho sem muitas regras, que pode ser apreciado em taças e canecos (do jeito que o ‘nonno’ e a ‘nonna’ faziam), quente ou frio, e vai bem na refeição do dia a dia e no preparo de algumas sobremesas tradicionais e drinks.

Veja como desfrutar ao máximo da bebida aproveitando cada momento:

Puro e na temperatura certa: o melhor sabor do vinho de alta qualidade pode ser sentido quando está na temperatura ideal. No caso do vinho tinto, a recomendação é apreciar a temperatura de 16⁰ C. Enquanto o branco deve ser servido a 10 ⁰C.

Quente: O vinho de mesa é fundamental no preparo da tradicional bebida de inverno e das festas juninas. Rótulos de sabor e aroma mais intensos de fruta, como Dom Bosco Bordô, casa bem com especiarias e deixa o vinho quente mais saboroso.

Frutas para variar: este tipo de vinho combina perfeitamente com frutas da estação. Dá para preparar uma bebida refrescante com rodelas de laranja, pedaços de manga, abacaxi, maçã, etc e vinho branco ou tinto, e até uma caipivinho, substituindo a cachaça por vinho.

Drinks descolados: quem cansou de tomar vinho puro só na tacinha pode variar preparando coquetéis variados, como a popularíssima batida, e ainda um drink com refrigerante, tônica, sorvete ou licor de sua preferência.

Sobremesas da vovó: assim como o vinho quente, algumas sobremesas têm o vinho de mesa como ingrediente principal. É o caso do sagu de vinho. Outras receitas, como pera ao vinho, gelatina, pavês e calda para bolo e sorvete ficam melhores com o rótulo mais suave.

Aproveite até a última dose: usar vinho para marinar carnes e temperar comida é uma das mais valiosas dicas culinárias da família. Portanto, aproveite aquele restinho de vinho para dar um realce de sabor aos ensopados, carne seca, assados, nos pratos à base de pescados, fricassês e outras receitas da mamãe e da vovó. Vale até congelar o vinho em gaveta de gelo para usar depois.

Confira outras dicas do Vinho Dom Bosco no Facebook e Instagram/@vinhodombosco e poste o seu jeito de apreciar o vinho marcando com #vinhodombosco.

CRS BRANDS desde 1926 - A empresa, que se destaca entre as mais expressivas indústrias brasileiras de bebidas alcoólicas da América Latina, é também detentora de diversas marcas. Além da Sidra e Frizée Cereser e dos tradicionais vinhos Dom Bosco e Massimiliano, a empresa produz a Chuva de Prata, o vermouth Cortezano, vodkas Kadov e Roskoff, aguardente 88, aperitivo com malte whisky Chanceler, e os espumantes Georges Aubert. Seus produtos são exportados para mais de 40 países na América Latina, África e Ásia. Saiba mais em www.crsbrands.com
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »