15/05/2020 às 16h55min - Atualizada em 18/05/2020 às 13h12min

CNPJ: conheça as principais vantagens de formalizar o seu negócio

Atualmente, o Brasil tem cerca de 38 milhões de trabalhadores informais. Apesar de ser a única opção deles, é bom cogitar a possibilidade de formalizar o seu negócio.

Isso porque a formalização concede uma série de benefícios para o profissional. Quem é formalizado, pode melhorar a sua produção e o seu faturamento, além de ficar mais seguro.

Quer saber mais sobre o assunto? Então aprenda quais são as vantagens de formalizar o seu negócio!

Quais são as vantagens de formalizar o seu negócio?

O empreendedor com CNPJ tem uma série de vantagens ao formalizar o seu negócio. Veja quais são os principais benefícios abaixo!

1. Emitir notas fiscais

O principal benefício de se formalizar é poder emitir notas fiscais. Muitos empreendedores não compreendem a vantagem que isso é pois pensam apenas em fazer negócios com o consumidor final.

No entanto, pense na possibilidade de vender para outras empresas. Usando um site como o CPNJ.biz, por exemplo, você poderia encontrar uma lista de negócios que necessitam dos seus serviços.

Entretanto, é necessário ter um CNPJ para emitir notas fiscais e, sem notas, não dá para prestar serviços ou vender produtos para empresas. Por isso, vale a pena se formalizar para atender esse mercado.

2. Acesso a crédito e apoio

Toda empresa precisa de créditos e financiamento para poder comprar novos equipamentos, se capacitar ou crescer e atender mais clientes.

No entanto, não dá para ter acesso a linhas de créditos em bancos privados ou bancos públicos e de desenvolvimento sem a formalização do seu negócio.

Para poder obter um empréstimo ou financiamento a baixo custo e com boas condições de pagamento, no entanto, é necessário formalizar o seu negócio, uma vez que os bancos não costumam emprestar para empreendedores informais.

3. Licitações

Além de poder atender empresas privadas ao emitir notas fiscais, quando você formaliza o seu negócio também passa a poder trabalhar com o governo.

Atualmente, a Administração Pública em todas as suas esferas é o maior comprador e tomador de serviços do planeta. Por isso, as suas licitações tem enorme poder motor na economia.

Além disso, por lei, a Administração Pública tem diversas regras e normas para incentivar as pequenas empresas com o seu poder de consumo.

Por isso, existem muitos pequenos negócios que sobrevivem de participar de licitações com os vários órgãos do poder público.

No entanto, para isso, é necessário formalizar o seu negócio já que não é permitido participar de licitações sem ter um CNPJ ativo.

4. Direitos Previdenciários

Para os empreendedores individuais, poder se formalizar significa ter uma série de direitos que não estão disponíveis quando se é informal.

Uma das grandes novidades que o MEI (Microempreendedor Individual) trouxe para o mercado nacional foi a possibilidade dos autônomos ganharem direitos previdenciários.

Isso significa que, depois de anos de contribuição com o MEI, o empreendedor formalizado poderá se aposentar, auxílio-doença e aposentadoria por invalidez, além de salário-maternidade também. Além disso, há benefícios para dependentes para pensão por morte ou auxílio reclusão em casos em que se aplique.

Como formalizar o seu negócio?

Agora que já entendemos quais são as vantagens de formalizar a sua atuação profissional, precisamos conversar sobre como fazer isso.

A maneira mais comum de se formalizar é pelo programa MEI. Trata-se de um sistema que em os microempreendedores individuais podem contar com um CNPJ e todos os benefícios que citamos acima.

Para ser um MEI, no entanto, é necessário ter um faturamento anual máximo de R$81.000,00, além estar em uma das profissões que não contam com regulamentação prévia.

Por exemplo, um advogado não pode ser um MEI pois já conta com regulamentação prévia. Um motorista de aplicativos, por exemplo, pode já que não há legislação anterior que defina sua atuação profissional.

Portanto, para se formalizar como MEI, é muito simples:
Basta entrar no Portal do Empreendedor e clicar na opção Formalize-se. Então, o interessado deve informar seus dados e seguir as instruções do site.
Tudo é feito eletronicamente e em alguns minutos o CNPJ já é emitido e a pessoa já é um MEI, passando a contar com os benefícios disso.
No entanto, em seguida, o profissional deverá ir até a sua Prefeitura local para poder informar a abertura da sua empresa e seguir os protocolos para poder emitir nota fiscal. Cada município tem a sua regra em relação a isso.

Vale lembrar também que o MEI deve pagar mensalmente uma taxa que inclui todos os impostos e tributos. Essa taxa gira ao redor dos R$55,00, variando se o profissional estiver em uma categoria de serviços, comércio ou indústria.

Se não for possível formalizar-se como MEI por causa do faturamento anual ou por causa da sua profissão, o ideal então é abrir uma pequena empresa normalmente e optar pelo Simples Nacional, que é um regime tributário que facilita a parte contábil do negócio.

E aí, entendeu quais são as vantagens de formalizar o seu negócio? Agora você já pode sair da lista de informais e começar a usufruir desses benefícios, podendo crescer e faturar ainda mais.

Antes disso, no entanto, compartilhe este artigo nas suas redes sociais e marque alguns amigos que também trabalham como informais como você!
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »