14/05/2014 às 06h33min - Atualizada em 14/05/2014 às 06h33min

Qual o Impacto e os Rumos do Ensino Profissionalizante no Brasil?

No Brasil, apenas 15% dos estudantes, entre 15 e 19 anos, possuem educação profissional. Até 2015, o País precisará qualificar 7,2 milhões de profissionais

Baruco Comunicação Estratégica

Nos últimos 25 anos o perfil dos trabalhadores brasileiros com emprego formal sofreu grandes alterações. Empregabilidade e escolaridade andam lado a lado e, cada vez mais, são práticas inseparáveis, imprescindíveis e que devem guiar os rumos sociais e econômicos do País nas próximas décadas. Mas para que isso se torne realidade, um dos rumos necessários é a excelência em qualidade também na educação profissionalizante, uma das temáticas sínteses do 3º Profitec (Congresso Internacional de Educação Profissional e Tecnologia), mais um conjunto de palestras que integra a Educar/Educador e Bett Brasil 2014, de 21 a 24 de maio, em São Paulo.

 

Até 2015, a indústria brasileira precisará qualificar 7,2 milhões de profissionais. Mozart Neves Ramos, um dos palestrantes do 3º Profitec e Conselheiro do Todos Pela Educação, aponta para essa necessidade e a relação entre a escolaridade e o trabalho, aspectos essenciais para o desenvolvimento do Brasil. “Um ano a mais na escolaridade de um trabalhador brasileiro impacta, em média, em 15% na sua renda, mas se ele tiver concluído um curso de graduação, sobe para 47%. A indústria brasileira está convicta de que o grande esforço nacional para os próximos anos deve ser o aumento da escolaridade e a qualidade educacional nos diferentes níveis e modalidades”, diz Mozart Ramos. “São 18 milhões de jovens brasileiros de 18 a 24 anos fora da universidade e que não têm a qualificação necessária. Entre os países mais ricos, 50% dos estudantes fazem Educação Profissional; no Brasil, apenas 15%”, completa o palestrante da Educar/Educador e Bett Brasil.

Entrevista Exclusiva com Mozart Neves Ramos

Outro palestrante do 3º Profitec, Francisco Cordão, especialista em Supervisão de Ensino e assistente técnico do SESC de São Paulo, avalia a nova realidade do mundo do trabalho, decorrente da substituição da base eletromecânica pela base microeletrônica. “Hoje, exige-se o domínio dos saberes relacionados ao ato profissional, como realizar contínuas análises e sínteses, decidir sabendo julgar e avaliar situações-problema, criar soluções inovadoras, dar respostas rápidas, enfrentar as permanentes mudanças, aliar a utilização do raciocínio lógico à intuição criadora e aprimorar a capacidade contínua de aprender”, explica Cordão.

Para o especialista, o nó da questão para o enfrentamento desse desafio no Brasil está presente tanto na defasagem que ainda existe em relação aos conhecimentos básicos de grande parte da população quanto em duas outras condições surgidas neste início de século: a globalização dos meios de produção, do comércio e da indústria, e a utilização crescente de novas tecnologias, de modo especial, aquelas relacionadas com a microeletrônica e com a informatização dos meios de comunicação. “Essas mudanças significativas ainda não foram devidamente incorporadas pelas escolas de hoje. E isso é essencial para garantir progresso, sobrevivência e competitividade internacional”, conclui o palestrante do 3º Profitec.

Entrevista exclusiva com Francisco Cordão

Também participam do 3º Profitec (Congresso Internacional de Educação Profissional e Tecnologia), na Educar/Educador e Bett Brasil 2014, outros renomados educadores e profissionais especializados em educação profissionalizante, como Jarbas Novelino Barto, Anna Beatriz Waehneldt, Paulo Roberto Wollinger, Sebastião Lopes Neto, Andréa de Faria Andrade, Laura Coutinho, Marcos Augusto Senna, Ubiratã de Araújo, Rosemary Soffner, José Antônio Kuller, Francisco Moraes, Luiz Carlos de Menezes, Fabio Aidar, Carlos Roberto Jamil Cury e Hélio Laranjeira.

 

Programação completa da Educar/Educador e Bett Brasil 2014:

http://www.brasil.bettshow.com/files/educarebettbrasiespeciall2014_03_04.pdf

Sobre a i2i Eventos

A i2i Events Group oferece exposições de classe mundial e eventos de grande porte em setores-chave, incluindo casa e decoração, moda, varejo, saúde, energia, meio-ambiente, educação, tecnologia e mídia. Seu portfólio de eventos em todo o mundo inclui Bett, Spring Fair, World Retail Congress e Pure London. Orgulha-se de abrir possibilidades para seus clientes e a cada ano traz mais de 250 mil tomadores de decisão em seus eventos, além de testar, comprar e vender produtos brilhantes, serviços, ideias e soluções. A empresa é dirigida por Mark Shashoua que se juntou a EMAP como Group MD da EMAP em novembro de 2011 e tornou-se CEO da i2i Events Group em março de 2012.  O grupo i2i Events faz parte do Top Right Group, anteriormente conhecido como Emap International Ltd.

 

Sobre a Futuro Eventos

Com mais de 20 anos de atuação, a Futuro Eventos promove e organiza congressos e feiras, levando palestrantes nacionais e internacionais aos quatro cantos do país para fomentar conhecimentos e parcerias, ampliar o intercâmbio entre entes de diversos setores e propiciar mais oportunidades de negócios. Com o objetivo de propiciar conteúdo, profissionalizar e oportunizar a troca de conhecimento, hoje o Grupo Futuro é uma referência mundial na gestão de eventos, feiras e congressos de qualquer área, visando contribuir para o desenvolvimento e o futuro dos brasileiros, com responsabilidade, comprometimento, transparência e excelência.

 

Site Oficial: http://www.feiraeducar.com.br

Acompanhe também as novidades e conteúdos nas redes sociais:

https://www.facebook.com/EducarBettBrasil
https://twitter.com/EducarBett

 

#EducarBett2014

Informações à Imprensa - Baruco Comunicação Estratégica

Tel: (11) 3539-9901 | e-mail: info@baruco.com.br

Ricardo Berlitz: (11) 9.9645.2067

Bruna Carvalho: (11) 9.8749-6742

Aline Aprileo: (11) 9.6986-6278


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »