16/03/2020 às 03h02min - Atualizada em 16/03/2020 às 03h12min

Thales, Telstra, Microsoft e Arduino oferecem confiança escalável para aplicativos de IoT fáceis de implantar

Thales, Telstra, Microsoft e Arduino implementaram a solução GSMA IoT SAFE para lidar com a fragmentação do mercado de dispositivos IoT e possibilitar a segurança de IoT robusta e eficaz em escala.Operadoras móveis, provedores de serviços de IoT e fabricantes de dispositivos se beneficiarão de uma solução completa, que simplifica drasticamente a implantação de dispositivos IoT seguros e conectados.A solução estabelece segurança integral de chip para a nuvem para produtos e serviços de IoT, garantindo a integridade e a confidencialidade dos dados, conforme as Diretrizes de Segurança para o GSMA IoT Safe.

DINO

A Thales e a Telstra, a principal empresa de telecomunicações da Austrália, trabalham com a Microsoft e a Arduino para preparar o caminho para a segurança escalável dos dispositivos IoT conectados ao implementar uma solução que permite a comunicação confiável e segura de ponta a ponta entre o dispositivo e a nuvem.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20200315005020/pt/

(Photo: Thales)

(Photo: Thales)

(Photo: Thales)

A solução permite a autenticação mútua instantânea e padronizada entre um dispositivo e uma plataforma em nuvem através de redes celulares, enquanto cumpre na íntegra todas as especificações de segurança do GSMA IoT SAFE.

No ecossistema da IoT, bilhões de dispositivos coletam, processam e enviam dados para a nuvem, onde são executados vários serviços diferentes da IoT. Para habilitar a segurança, o serviço em nuvem de IoT deve ter confiança absoluta nos dados recebidos dos dispositivos conectados. Da mesma forma, os dispositivos precisam confiar na nuvem. Isso só é possível se o dispositivo e o servidor forem mutuamente autenticados.Entretanto, o mercado de dispositivos de IoT é tão fragmentado - com uma colcha de retalhos de diferentes sistemas operacionais e chips sendo utilizados - que a escalabilidade e duplicação dos serviços de segurança são muito limitadas.

É por isso que a Thales, a Telstra, a Microsoft1 e a Arduino2 decidiram se unir para trabalhar em uma solução que lida com o desafio de conectar dispositivos de IoT com segurança e eficiência às nuvens, da maneira mais simplificada e por meio de redes celulares. O nível de confiança exigido é possibilitado por uma abordagem de "segurança intencionalmente sofisticada" para quaisquer dispositivos de IoT com base em tecnologia SIM ou eSIM padronizada e comprovada em campo.

Consequentemente, assim que um dispositivo IoT é ligado, qualquer SIM ou eSIM com o aplicativo IoT SAFE da Thales é provisionado de forma automática e segura. Depois que o dispositivo IoT obtém um Certificado Digital adequado criado e armazenado no SIM/eSIM, uma comunicação confiável entre o dispositivo e o servidor é permitida, respeitando totalmente a integridade e a confidencialidade dos dados.

“O papel principal das especificações do GSMA IoT Safe é oferecer segurança de IoT escalável eàprova de futuro para redes de celulares. Ser capaz de oferecer, no futuro, segurança de IoT padronizada e fácil de implementar a nossos clientes, como parte de nosso serviço de conectividade de IoT existente, é um grande avanço em termos de segurança da IoT para todos os casos de uso, incluindo soluções inteligentes de energia, automotiva, saúde e doméstica. Esperamos testar esse projeto de referência com as nossas soluções de IoT”, disse Gerhard Loots, executivo de Soluções Globais de IoT na Telstra .

"Como colaboradora ativa das especificações da GSMA e líder mundial em soluções de plataforma aérea para gerenciamento do ciclo de vida credencial, a Thales é uma parceira essencial para enfrentar o desafio da segurança escalonável da IoT. Com essa abordagem sem complicações, apoiamos um ecossistema confiável, sustentável e escalável, do qual todos os principais interessados, como as operadoras de rede móvel, fabricantes de dispositivos e indústrias de IoT, podem se beneficiar”, disse Emmanuel Unguran, vice-presidente sênior de Soluções Móveis e de Conectividade na Thales.

“O esforço colaborativo entre estas empresas internacionais demonstra a importância da simplificação da segurança de IoT sem comprometimentos. Ao reunir cada camada da tecnologia IoT; dispositivo, software, rede e nuvem, podemos oferecer uma abordagem mais simplificadaàsegurança da IoT. Isso permite que clientes e parceiros se concentrem na criação de valor comercial a partir de suas soluções, enquanto garantem a segurança das implantações de IoT”, disse Tony Shakib, gerente geral, Aceleração de Negócios em IoT do Azure na Microsoft Corp.

"Estamos muito satisfeitos por fazer parte dessa equipe de sonhos, composta pela Thales, Telstra e Microsoft", disse Fabio Violante, CEO da Arduino. "O desenvolvimento desta ferramenta foi um trabalho em equipe e uma prova de que a Arduino é uma ótima parceira para a criação de soluções sólidas, confiáveis e fáceis de integrar da IoT de hardware e software."

Sobre a Thales

Thales (Euronext Paris: HO) é a líder global em tecnologia que molda hoje o mundo de amanhã. O Grupo oferece soluções, serviços e produtos a clientes nos mercados aeronáutico, espacial, transporte, identidade e segurança digital, e defesa. Com 80.000 funcionários em 68 países, a Thales gerou vendas de € 19 bilhões em 2019 (em uma base proforma, incluindo a Gemalto nos últimos 12 meses).

A Thales está investindo principalmente em inovações digitais — conectividade, Big Data, inteligência artificial e segurança cibernética — tecnologias que apoiam empresas, organizações e governos em seus momentos decisivos.

VISITE A

Thales Group
Segurança Digital
Download de fotografias HD

1 A Microsoft integrou a solução IoT SAFE ao seu hub de IoT da Azure e também forneceu os serviços Azure Stream Analytics, Cosmos DB e Power BI para possibilitar rapidamente o desenvolvimento de um exemplo de aplicativo IoT de ponta a ponta.

2 A Arduino desenvolveu uma biblioteca (sob uma licença de código aberto), que implementa o mecanismo de segurança do padrão GSMA IoT Safe em suas placas MKR NB 1500 e oferece uma alternativa válida ao uso do CryptoChip já presente na placa Arduino. O projeto é um ótimo exemplo de colaboração com empresas que atuam em vários setores de IoT, nas quais a Arduino se concentra para aplicações profissionais e industriais através da nova divisão Arduino Pro.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.


Contato:

CONTATO DE IMPRENSA

Thales, Relações Públicas

Identidade e Segurança Digital

Vanessa Viala

+33 (0)6 07 34 00 34

vanessa.viala@thalesgroup.com


Fonte: BUSINESS WIRE

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »