19/05/2014 às 23h48min - Atualizada em 19/05/2014 às 23h48min

No Dia Mundial da Doação de Leite Humano, conheça os benefícios da amamentação

Além de ser uma fonte completa de nutrientes, o leite materno ajuda no crescimento e fortalecimento de bebês prematuros, garantindo a saúde dos recém-nascidos

RMA Comunicação

O Dia Mundial da Doação de Leite Humano, comemorado em 19 de maio, é uma ótima data para lembrar todas as mães da importância da amamentação. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que todos os bebês sejam alimentados somente com leite materno até os seis meses de idade. Isso porque o leite humano é comprovadamente a maior fonte de nutrientes para o recém-nascido e colabora principalmente para a formação do sistema imunológico da criança.

“O leite humano ajuda no crescimento principalmente das crianças que nascem prematuramente, já que favorece o fortalecimento do organismo do bebê”, explica o Dr. Jurandir Passos, ginecologista, obstetra e especialista em medicina fetal do Lavoisier Medicina Diagnóstica. As mães que produzem leite além da necessidade do seu bebê podem buscar um Banco de Leite, normalmente localizados nas maternidades, para doarem para outras crianças. “Um litro de leite doado pode alimentar até 10 recém-nascidos”, detalha o especialista.

O Brasil tem uma extensa cadeia de bancos de leite e, depois de doado, o alimento passa por um processo de pasteurização para garantir que esteja em perfeitas condições quando for destinado aos bebês prematuros que estão em centros de tratamento intensivo neonatal. Os bancos de leite fazem um cadastramento das doadoras, acompanham o processo de aleitamento e dão orientações sobre a doação. Além disso, há um controle rígido da saúde da doadora para garantir também a preservação da saúde dos recém-nascidos que receberão o leite. 

 

Confira dicas sobre a doação e os benefícios do leite materno:

  • O leite humano pode evitar doenças como vários tipos de alergias, obesidade e intolerância ao glúten;
  • Por ser facilmente digerido, provoca menos cólicas nos bebês;
  • Para a doação, o mais recomendado é que a ordenha seja feita manualmente, evitando contaminações;
  • O frasco com leite retirado deve ser esterilizado e armazenado no refrigerador ou freezer. O líquido pode ficar armazenado por até 15 dias;
  • O leite humano contém uma molécula chamada PSTI, que é responsável pela proteção e reparação do intestino delicado dos recém-nascidos;
  • Algumas substâncias presentes no leite humano também ajudam a combater o estresse e o cansaço do bebê;
  • Para doar, a mulher não deve consumir bebidas alcoólicas, substâncias ilícitas, cigarros ou qualquer medicação que interfira na produção do leite;
  • A coleta pode ocorrer tanto em Bancos de Leite quanto em domicílio, sendo recolhido na casa das doadoras pelo Corpo de Bombeiros.

 

Sobre o Lavoisier

O Lavoisier nasceu há 60 anos em São Paulo e atualmente tem mais de 60 unidades de atendimento na Grande São Paulo e no interior do Estado. Considerado referência em medicina diagnóstica, processa exames clínicos e de imagem com qualidade, confiança, credibilidade, conveniência e tecnologia de ponta. A marca oferece ainda medicina diagnóstica com qualidade a preços acessíveis para quem não tem plano de saúde.

O Lavoisier, Laboratório da Família, é certificado OHSAS 18001, ISO 14001 e ISO 16001, College of American Pathologists (CAP) e National Glycohemoglobin Standardization Program (NGSP), além de acreditado pelo Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos (NGSP) e pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). 

Para mais informações acesse: www.lavoisier.com.br


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »