13/02/2020 às 15h27min - Atualizada em 13/02/2020 às 15h45min

Como a pressão alta traz riscos para nossa saúde?

A hipertensão é uma condição séria que potencializa os riscos de doenças cardíacas, cerebrais, renais e oculares. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), em todo o mundo há cerca de 1,13 bilhão de pessoas com pressão alta - 36 milhões delas só no Brasil - e o problema tem relação com as duas principais causas de mortes: o derrame cerebral e infarto do miocárdio.
 
A pressão alta é uma condição silenciosa e perigosa e, apesar da relação com várias doenças graves, muitos não consideram que seja um problema sério. “Isso acontece porque, apesar de aumentar os riscos para outra doenças, a hipertensão não é uma causa direta de mortes”, explica Rodrigo Noronha, cardiologista da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo.
 
Há muitas dúvidas sobre o tema e, por isso, o especialista explica abaixo as mais frequentes:
 
O que é pressão sistólica e diastólica?
Ao se contrair, o coração empurra o sangue para a frente causando o aumento da pressão dentro dos vasos. Essa alta pressão gerada durante a contratura é chamada de sistólica. Já ao se descomprimir, a pressão diminui, chegando ao que chamamos de pressão arterial diastólica.
 
Quando a pressão arterial é considerada normal?
A pressão arterial deve estar dentro de determinados níveis, estabelecidos conforme diretrizes da Sociedade Brasileira de Cardiologia. No Brasil, considera-se normal uma pressão sistólica igual ou menor do que 140 mmHg e diastólica em torno de 90 mmHg – a popular medida 14 x 9. Porém, o médico deve sempre avaliar se a pressão está dentro de um padrão aceitável para a faixa etária e condição geral de saúde do paciente.
 
Pressão alta é coisa de gente idosa?
A pressão costuma ser mais baixa em crianças e adolescentes e tende a aumentar quando envelhecemos. Embora a idade seja um fator de risco, podemos ter hipertensão em qualquer fase da vida. Também sabemos, por meio de estudos, que fatores como idade, sexo, raça e estilo de vida influenciam o potencial de uma pessoa sofrer de pressão alta. Infelizmente, alguns deles, como idade e genética, estão fora de controle e, mesmo seguindo um estilo de vida saudável, o indivíduo pode ter hipertensão.
 
Que exames faço para saber se tenho pressão alta?
Tanto o diagnóstico como o monitoramento são feitos medindo a pressão arterial regularmente, o que pode ser feito inclusive em casa, com aparelhos domésticos.
 
Como o sal culinário aumenta a pressão?
Ele é composto por cloro e sódio, que juntos formam o cloreto de sódio. Para cada 10 gramas de sal há quatro de sódio, componente que é importante para manter o equilíbrio dos líquidos presentes em nosso organismo. Se comemos sal em excesso temos maior retenção de líquidos, o que elevará a pressão dentro do sistema circulatório e deixará os vasos cada vez mais rígidos. Assim, quando o coração bombeia o sangue para chegar aos vasos, a pressão gerada será cada vez mais alta.
 
Quanto eu posso consumir de sal por dia?
A recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da  Sociedade Brasileira de Cardiologia é que sejam consumidos até 2 gramas de sódio por dia, o que equivale a 5 gramas de sal de cozinha. Para reduzir o consumo do sal, devemos usar temperos naturais como cebola, alho, cebolinha, salsinha e tudo que puder melhorar o sabor da comida sem salgar em excesso. Também deve-se evitar o consumo de alimentos que já são preparados com sal como defumados, embutidos, carne seca e bacalhau.
 
Quem tem colesterol alto também é hipertenso?
Não, mas é necessário atenção porque tanto um quanto o outro são fatores de risco para doenças cardíacas. O aumento dos níveis de colesterol contribui para que haja alterações nas artérias coronárias e aumenta as chances do indivíduo ter um infarto do miocárdio.
 
Por que alguns remédios para pressão me fazem mal?
O medicamento indicado para baixar a pressão pode causar efeitos colaterais como tonturas, por exemplo. Mas o paciente deve tomar os medicamentos e, em caso de efeitos colaterais persistentes, deve procurar o médico.
 
Como posso prevenir a pressão alta?
Mantendo hábitos saudáveis. O excesso de peso exige que o coração bombeie mais sangue e pode trazer problemas cardíacos, além de níveis de colesterol e pressão altos e diabetes, entre outros problemas. O sedentarismo deixa os vasos mais rígidos, o que predispõe à pressão alta. O cigarro agride a parede dos vasos sanguíneos, deixando-a mais rígida, e ainda pode predispor a deposição de gordura no local, diminuindo o espaço da passagem do sangue. Já o consumo excessivo de álcool pode causar o aumento da pressão arterial.
 
Qual é a relação entre hipertensão e insuficiência renal?
Se não tratada, a hipertensão altera os vasos sanguíneos que, além de ficarem mais rígidos, sofrem lesões do endotélio (camada que recobre os vasos). Quando essa alteração é nos rins, há risco de levar à insuficiência renal e, consequentemente, à necessidade de diálise.
 
Produtos naturais controlam a pressão?
Algumas pessoas acreditam que alguns vegetais e chás mantém a pressão sob controle, mas não temos um estudo comprovando essa relação.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »