13/02/2020 às 14h29min - Atualizada em 13/02/2020 às 15h17min

educação profissional qualifica o jovem para o trabalho

Segundo a pesquisa, o percentual de estudantes do ensino médio matriculados em cursos profissionalizantes é de 9,7% no Brasil, contra 70% na Áustria e na Finlândia e 40% na Alemanha, Dinamarca, França e Portugal. A entidade sugere como um das soluções para o problema priorizar a educação profissional.

Uma das principais escolas de educação profissional no Brasil é o Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo, instituição de ensino centenária, criada em 1870, e até hoje celeiro de inovação e progresso. Além dos tradicionais cursos técnicos integrados ao Ensino Médio, de Automação Industrial, Edificações e Multimídia, o Liceu cria estágios profissionais no Ensino Médio e sua inserção no projeto pedagógico.

Os alunos do Ensino Técnico precisam cumprir uma carga horária de estágio para se formar. Além da parceria com empresas parceiras, a escola decidiu montar projetos reais de mercado para equipar seus laboratórios.

O coordenador do curso de Automação Industrial, Sérgio Melconian, explica que o objetivo do estágio é colocar o aluno em contato direto com a profissão. "Com o estágio, conseguimos trazer um pouco da indústria para dentro da escola. Fizemos questão de deixar o ambiente o mais profissional possível. Os estudantes batem cartão, cumprem horários e tem seguro de vida, tudo como manda a lei. Os alunos nem me chamam de professor", diz Sérgio. Ele afirma que o estágio dentro da própria escola foi possível com a ajuda de empresas parceiras do Liceu. "É uma prova da importância da união da escola com a indústria", destaca.

 

 

 

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »