07/02/2020 às 15h51min - Atualizada em 11/02/2020 às 13h36min

Vilão ou herói? Como o colchão pode influenciar na saúde da sua coluna

Todo mundo gosta de uma boa noite de sono, não é mesmo? Dormir bem agrega enormes benefícios, desde um regulamento de todo o nosso sistema, até o aumento da nossa energia, resultando em dias mais produtivos.
 
Mas alguns contratempos podem ocorrer durante essas horas que estamos com os olhos fechados. Um dos principais é o problema com o colchão. Uma má escolha dessa peça fundamental pode trazer sérios pesadelos — literalmente. Nesse momento, é preciso correr atrás de boas alternativas, como é o caso do colchão terapêutico.
 
Você sente dores na coluna durante o seu sono ou já encontrou o colchão ideal? Independentemente da sua resposta, continue a leitura para descobrir como o colchão pode influenciar na saúde da sua coluna.

Por que é tão importante saber qual colchão é o ideal?

O corpo de cada ser humano é único, mas isso não é uma novidade. Por isso, não existe um único tipo de colchão que seja ideal para todos. Existem pessoas que preferem colchão de molas, outros só conseguem dormir em colchão duro, e por aí vai.
 
Além disso, algumas pessoas já nascem com necessidades específicas na coluna, o que requer um colchão feito sob encomenda para não agravar certos quadros. Ou seja, é imprescindível conhecer o seu corpo e saber qual o melhor modelo a ser adquirido.
 
Nesse momento, especialistas podem ser consultados. Por isso, se você está pensando em adquirir um novo colchão, não deixe de procurar um fisioterapeuta. Esse profissional indicará o melhor modelo de acordo com as especificidades do seu corpo.

Como o colchão influencia na saúde da nossa coluna?

Como citado anteriormente, é claro que escolher o colchão correto afeta toda a nossa saúde. Para pontuar rapidamente, uma peça de má qualidade pode resultar em problemas cardiovasculares, queda no sistema imunológico, crises de ansiedade e piorar quadros de insônia.
 
Mas estamos aqui para falar sobre a saúde da coluna. Em uma situação com um colchão de má qualidade, o corpo, ao dormir, não recebe o apoio necessário para ficar em uma posição que não afete a coluna.
 
O que começa com um desconforto leve, logo passa para um quadro grave, podendo evoluir para outras regiões, como os músculos e demais estruturas ósseas.
 
Com isso, alguns males podem aparecer, como é o case de escoliose (curvatura lateral na coluna vertebral), lordose (lombar curvada para dentro) e cifose (arredondamento das costas voltado para a frente).

Quais são os tipos de colchão?

Existem inúmeros modelos de colchões no mercado. Eles variam de acordo com a densidade da espuma e com a presença (ou não) de molas. Confira abaixo os principais tipos:

Colchão de espuma

Esse provavelmente é o colchão mais popular entre os brasileiros, seja pela sua enorme gama de modelos ou pelo preço mais acessível. Sua estrutura de espuma é mais densa, o que pode oferecer maior sustentação para a coluna. Mas é sempre bom ficar atento à densidade, de acordo com a necessidade de cada indivíduo.

Colchão de mola

Pela estrutura desse colchão ser formada por molas, ele se adéqua melhor à pressão realizada pelo peso do corpo durante as noites de sono. Além disso, com o tempo, ele se molda à estrutura de quem está deitado.

Colchão terapêutico

Por contar com processos tecnológicos no seu desenvolvimento, o colchão terapêutico agrega diversos benefícios para quem procura por uma noite de sono ideal. Ele reduz o cansaço físico e mental, ajuda a combater a insônia e auxilia no relaxamento dos nervos.
 
Agora que você já sabe quais são os principais tipos de colchão e como ele pode interferir na saúde da sua coluna, não deixe de escolher corretamente o próximo modelo. Assim, você terá ótimas noites de sono.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »