04/02/2020 às 18h56min - Atualizada em 05/02/2020 às 00h00min

Pesquisa indica como MSG pode ajudar pessoas com demência

A incidência de demência aumenta com a idade e, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, 60 a 70% dos casos são causados pela doença de Alzheimer. À medida que a população mundial aumenta, a prevalência de demência também aumenta: de 47 milhões de casos em 2015 para 131 milhões de casos em 2050.

DINO
http://www.ajinomoto.com

O impacto do "boom de idosos"
À medida que cientistas e pesquisadores aprendem mais sobre o organismo humano, as pessoas estão vivendo mais e com mais saúde. Os avanços na Medicina e na Saúde transformaram doenças, antes consideradas fatais, em "condições crônicas" com as quais é possível viver durante décadas. Um resultado desse avanço é que as populações idosas aumentam no mundo, juntamente com as condições de saúde que afetam os mais velhos, tais como osteoporose, artrite e a demência.

A demência afeta toda a sociedade, não apenas pacientes e seus cuidadores. Os custos mundiais associados à demência foram estimados em US$ 818 bilhões em 2015, e esse número deverá aumentar cerca de 2,5 vezes até 2030. Todas as vias possíveis que possam levar a uma redução desse fardo pessoal e social devem ser exploradas.

O MSG pode ajudar pessoas com demência
Além da enorme quantidade de esforço e investimento colocados no tratamento ou na prevenção médica da demência, médicos e nutricionistas também estão profundamente interessados na relação entre demência e alimentação. Estudos epidemiológicos mostraram que a ingestão de alguns alimentos deve ser limitada, enquanto outros parecem necessários para retardar o declínio cognitivo.

O número de evidências de que a demência pode estar relacionada à resistência à insulina e à glicose excessiva no cérebro aumenta, o que sugere que uma dieta especial pode ser benéfica para esses pacientes.

Em outubro de 2019, um artigo foi publicado no European Journal of Clinical Nutrition. Os pesquisadores da Universidade Tottori, no Japão, realizaram um estudo mostrando um benefício potencial do glutamato monossódico (MSG) em pessoas que sofrem de demência.

Neste estudo, 159 pacientes com demência foram separados em dois grupos. Em um grupo, 80 pacientes receberam dietas com 0,26 g de sal adicionado a cada refeição (3 refeições/dia) e no outro, 79 pacientes receberam dietas com 0,9 g de glutamato monossódico adicionado a cada refeição (3 refeições/dia). A dosagem foi determinada de modo que a quantidade de ingestão de sódio fosse igual em cada grupo. Todos os pacientes foram submetidos a exames físicos e de sangue, questionários e testes de sintomas cognitivos antes e após o experimento de 12 semanas. Após quatro semanas,
foi realizada uma avaliação de acompanhamento.

No acompanhamento, os pesquisadores descobriram que o grupo de pacientes que ingeriu glutamato
monossódico (MSG) apresentou pontuações superiores em um teste de capacidade cognitiva geral em
comparação ao grupo de pacientes que ingeriu sal (p<0,05). Além disso, eles tiveram pontuações mais altas nos testes de "reconhecimento de palavras" e "reconhecimento de horas".

A perda de apetite é considerada um fator de risco importante para a progressão da demência em pacientes idosos. A teoria é que a capacidade de sentir o umami pode diminuir com a idade e que isso contribui para a falta de prazer na comida. Neste estudo, adicionar glutamato monossódico (MSG) e, portanto, aumentar o gosto umami dos alimentos, aumentou o apetite e também a função cognitiva em pacientes idosos com demência. Este estudo indica que o uso de umami pode inibir o progresso da demência, e os pesquisadores acreditam que novos estudos podem demonstrar um impacto positivo no início da doença.

Os resultados são empolgantes e promissores, mas preliminares. São necessárias mais investigações para confirmar o estudo e entender melhor por que e como o MSG pode ter um impacto positivo na capacidade cognitiva.

Cada vez mais evidências
Os cientistas e os pesquisadores estudam as causas da demência, sua relação com fatores de risco, como diabetes, derrame e depressão, e inúmeras abordagens medicinais e terapêuticas para curar, prevenir ou retardar a progressão dessa condição debilitante.

As descobertas apresentadas neste boletim aumentam o número crescente de evidências de que o MSG, o umami e os aminoácidos parecem ter um impacto positivo em uma variedade de problemas de saúde de idosos, incluindo a demência.

Potenciais benefícios do MSG; ajuda na deglutição; ajuda a prevenir a boca seca e distúrbios do paladar; contribui para a higiene bucal; ajuda a controlar o apetite; acelera a digestão; e ajuda a reduzir a ingestão de sal.

O gosto básico umami pode ter um benefício substancial para a saúde dos idosos. Mais de um terço das pessoas idosas tem um paladar prejudicado. O comprometimento do paladar está associado à secreção reduzida de saliva, o que dificulta a deglutição. A combinação de sabor reduzido e dificuldade em engolir pode contribuir para uma diminuição do apetite, que por sua vez pode levar à perda de peso e desnutrição. No entanto, o gosto umami aumenta a palatabilidade dos alimentos e a salivação, o que é esperado para aumentar o apetite e regular o ganho de peso.

A sarcopenia, perda de massa muscular e força esquelética, é outro problema de saúde comum. O "Amino L40", uma mistura de nove aminoácidos essenciais que são vitais para a síntese de proteínas musculares, demonstrou aumentar a massa e força muscular, e velocidade de caminhada em idosos quando combinados com um programa de exercícios.

Ajinomoto Co., Inc.: promover a ciência para seres humanos
Cada vez mais estão sendo realizadas pesquisas sobreaminoácidos, umami e MSG, contribuindo para uma base crescente de documentação que sugere benefícios à saúde de idosos. Continuaremos a acompanhar esses desenvolvimentos com grande interesse em nosso esforço contínuo para ajudar todos a se alimentarem bem e a viverem bem.

Sobre a Ajinomoto Co., Inc.
O Grupo Ajinomoto é uma empresa genuinamente global de especialidades no ramo de alimentos e aminoácidos, orientada por nossas tecnologias avançadas de biociência e química fina.

Com base na mensagem corporativa "Alimente-se bem, viva bem", pesquisas científicas focam nas possibilidades dos aminoácidos em contribuir para uma vida saudável das pessoas em todo o mundo. Nosso objetivo é o crescimento futuro e a contribuição contínua para um bem-estar maior, criando valor por meio de soluções sustentáveis e inovadoras para a sociedade.

O Grupo Ajinomoto está presente em 35 países e regiões e vende produtos em mais de 130 países e regiões. No ano fiscal de 2018, as vendas foram de 1,1274 trilhões de ienes (US$ 10,1 bilhões).



Website: http://www.ajinomoto.com
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »