03/02/2020 às 10h51min - Atualizada em 03/02/2020 às 11h12min

Técnicas e tratamentos modernos prometem diminuição das olheiras

Mais comum em peles claras, as sardas se tornaram uma verdadeira tendência, muito embora já tenham sido consideradas motivo de vergonha antigamente. Para mantê-las sempre com aspecto saudável, é preciso tomar alguns cuidados e ficar atento para o seu aspecto.

DINO
http://www.hsmed.com.br
limpeza de pele


Estresse e falta de sono são as principais causas das marcas arroxeadas abaixo dos olhos e que tanto incomoda as pessoas. Para evitar ou mesmo minimizar as tão temidas olheiras, é fundamental atentar para algumas dicas e cuidados, além de observar o melhor tratamento para resolver o problema.

O surgimento das olheiras se deve ao estresse e a falta de sono que podem ser resultados de uma rotina intensa, deve se levar em conta fatores comportamentais que podem agravar o problema junto a outros gatilhos, como a genética, peles claras, alergias, flacidez na região abaixo dos olhos e acúmulo de gordura na pálpebra inferior.

As olheiras podem ter três tipos de acordo com sua classificação, que são: hiperpigmentadas que são manchas escuras ao redor dos olhos que é resultado da estagnação de sangue na região, podem ser arroxeadas ou amarronzadas sendo muito comum em peles mais claras; as olheiras profundas é quando ocorre uma espécie de sombreamento na região; e edematosas é o inchaço na pálpebra, consequência de noites mal dormidas ou estresse. É importante salientar que todos os tipos de olheira possuem tratamento, porém para casos genéticos que podem reincidir ou demorar para realizar o clareamento efetivo.

TRATAMENTOS

O peeling é uma boa alternativa, pois auxilia no combate às olheiras e principalmente aquelas com excesso de pigmento, que possuem coloração amarronzada. A substância utilizada no procedimento é capaz de clarear a área especifica da pele, ou seja, eliminando as manchas. Sendo indicado o peeling de ácido tioglicólico, procedimento realizado semanalmente ou quinzenalmente e é em média 10 sessões.

Outra alternativa muito utilizada é o preenchimento com ácido hialurônico na olheira profunda, acontecendo por conta do sombreamento agrava o escurecimento da região. A técnica irá fornecer volume para a pele abaixo dos olhos de maneira que se torna nivelada com a face, os resultados são rápido e surgem na primeira semana do tratamento e os retoques depois de uma semana ou quinze dias, dependendo de como do tipo de pele. O preenchimento é realizado em uma única sessão e deve ser refeito uma vez no período de a cada seis meses, após o tratamento, o paciente pode perceber pequenas protuberâncias na região, que irão desaparecer por cerca de dois a três dias.

A drenagem linfática é bastante utilizada, pois é bem localizada na área dos olhos e a testa aumenta a microcirculação da região, assim eliminando o inchaço bem como manchas arroxeadas. É indicada para olheiras edematosas apresentando resultados rápidos, sendo necessárias sessões semanais, pois a causa do edema se deve ao estilo de vida da pessoa. Uma boa opção são as máscaras de argila, pois quando a mesma seca realiza uma pressão sobre a pele agilizando o processo de drenagem, melhorando a circulação e ao mesmo tempo diminui o inchaço. A argila contém propriedades essenciais para a pele e que aceleram o processo de desintoxicação do organismo, deixando a pele menos estressada. Pode ser utilizada uma vez por semana e não necessariamente deve substituir a drenagem, servindo para aumentar o intervalo de uma sessão e outra.

Há cremes que são próprios para a região possuindo composição com presença de vários princípios ativos que trabalham edemas, problemas de circulação, possíveis manchar e proteção solar. Produtos com bioflavanoides, podem diminuir a dilatação dos vasos, ou com vitaminas C e E possuem função antioxidantes e descongestionantes, agindo como clareadores. A luz pulsada pode auxiliar nas olheiras de coloração amarronzadas e com presença de vasos, auxilia na reativação da circulação sanguínea que está estagnada na pálpebra. É um procedimento que pode ser combinado com a drenagem linfática. O laser também pode ajudar, oferecendo resultados efetivos e indicado para olheiras hiperpigmentadas. Ainda podem ser utilizados equipamentos que estimulem a produção de colágeno no rosto como um todo, como equipamentos de radiofrequência ou criofrequência, como o equipamento Ethernia Cold da Medical San. Apesar de não terem resultados diretamente nas olheiras auxiliam a pele a ficar com um aspecto mais jovem e descansado.

É importante frisar que para cada tipo de tratamento deve se buscar um profissional habilitado que realiza uma avaliação minuciosa para indicar o melhor tipo de tratamento já que existem classificações para as olheiras, e que melhor se adeque ao paciente em questão.



Website: http://www.hsmed.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »