13/01/2020 às 12h27min - Atualizada em 13/01/2020 às 12h33min

Software de gestão orçamentária possibilita alcance de metas financeiras

Quando o assunto é o cuidado financeiro, contar com uma equipe preparada é item fundamental para garantia do sucesso de uma corporação. Por esse motivo, a Treasy, empresa especializada em Gestão Orçamentária, desenvolve metodologias e também disponibiliza uma plataforma intuitiva para unificação de informações

DINO
https://www.treasy.com.br

No cenário atual, 40% das pequenas e médias empresas brasileiras fecharão as portas nos próximos dois anos - ao menos é o que indica um estudo realizado pelo Sebrae, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. A situação, bastante preocupante, surpreende ainda mais quando olhado de perto.

O motivo? A causa que faz com que os empreendedores encerrem os serviços prematuramente está fortemente relacionada ao dinheiro - entre elas, duas são protagonistas: falta de organização financeira, seguida pela administração ruim do fluxo de caixa. 

O que fazer, então, para que as coisas saiam conforme o planejado e uma empresa decole? Para Gilles Bataglia, sócio-fundador da Treasy, empresa especializada em Gestão Orçamentária, não tem segredo: a peça fundamental é a organização. 

“Antes de mais nada, é preciso materializar o que é uma empresa sem gestão orçamentária. Para isso, é só pensarmos em nossa casa: ninguém gosta de ficar em uma sala bagunçada, cheia de roupas e lixo, certo? Por que, então, se conformar com as finanças às avessas dentro do ambiente corporativo?”, aponta o especialista.

Um passo de cada vez

Uma empresa só se estrutura quando tem seus processos bem definidos. Por esse motivo, é preciso começar eliminando problemas - como processos que possam ser executados de maneira errônea desde a fonte de produção. “A primeira coisa que precisa ser revisitada é a situação do caixa. Existe uma mistura entre fluxo pessoal e empresarial? Se sim, isso precisa ser corrigido”, aponta Gilles. 

Seguindo com conselhos de organização, Gilles direciona que seja feita a revisão das entradas e saídas de caixa. Dessa forma, é possível entender o que é receita, o que é despesa e o que são os custos fixos. “Ao definir tudo isso, é possível partir para o próximo passo e começar a criar um fluxo de caixa”, sugere.

O fluxo de caixa deve levar em conta prazos de pagamento e recebimento. “Dessa forma, é possível compreender com maestria em quais períodos existem demandas a serem cumpridas e também quando existe dinheiro no caixa. É o ideal para começar a respirar com tranquilidade”, finaliza. 

Fechando com chave de ouro

Depois de realizar o básico, é hora de ter como aliada uma empresa capaz de resolver qualquer demanda emergente. A Treasy oferece planejamentos orçamentários de maneira simples e intuitiva para empresas de todos os portes. Saiba mais: https://www.treasy.com.br/



Website: https://www.treasy.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »