07/05/2014 às 14h59min - Atualizada em 07/05/2014 às 14h59min

Carimbolando se apresenta na 27ª Feira da Vila Pompéia

Grupo apresenta repertório contagiante de carimbó paraense na capital paulista

Guta Campos

No dia 18 de maio, o grupo Carimbolando estará no palco Raízes da 27ª Feira de Artes da Vila Pompéia, realizada nas Ruas Ministro Ferreira Alves, Caraíbas, Padre Chico e Tucuna pelo Centro Cultural do bairro. Formado por Afonsinho Menino (percussão e vocal), Karina França (voz e banjo), Sergio Paulo (saxofone e vocal), André Mesquita (percussão), Vavá Couto (baixo) e Caçula Brito (dança e maracas), apresentará um repertório especial, recheado de sucessos de Pinduca, Mestre Verequete e outros nomes consagrados.

Carimbolando – show de carimbó paraense em São Paulo – é um projeto que tem como proposta difundir um dos ritmos mais contagiantes do Brasil para além da Região Norte. Isso sem deixar de lado a contemporaneidade da música.

“A apresentação é uma grande brincadeira e um mergulho na cultura paraense. Isso porque as músicas falam de personagens, animais, costumes e da culinária local, de uma forma bem humorada e ritmada”, afirma Afonsinho Menino.

O carimbó é um ritmo e uma dança paraense. Nasceu na região do Salgado – no extremo norte do Pará, na face do Estado que é banhada pelo mar. A palavra “carimbó” vem da língua tupi: curi quer dizer pau oco, e m’bó, escavado – praticamente a própria descrição do curimbó – instrumento tradicional feito de um tronco escavado e pele de animal, que marca o ritmo da dança. Tem elementos indígenas, africanos e europeus na sua composição, revelando sua origem bem brasileira. Os instrumentos musicais tradicionais são: curimbó, maracas, banjo e flauta. No Carimbolando, o curimbó é substituído por congas, cajon e caixa, já o saxofone entra no lugar da flauta.

O projeto nasceu há quase três anos, na Vila Buarque de São Paulo, a partir de encontros semanais abertos ao público, comandados por Afonsinho Menino. O grupo, porém, se definiu apenas em 2013, com a união de músicos interessados na pesquisa e difusão de um dos ritmos mais contagiantes do país. A pré-estreia foi no final de setembro no Espaço Cultural Latino Americano (Ecla), no bairro Bela Vista, e a primeira apresentação oficial se deu na Festa do Círio de Nazaré, realizada na Igreja da Imaculada Conceição, no bairro do Ipiranga.

A 27ª edição da Feira de Artes da Vila Pompeia acontecerá no dia 18 de maio, a partir das 9h, no quadrilátero que compreende as ruas Tucuna, Caraibas, Padre Chico, Ministro Ferreira Alves, Xerentes e Maringá.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »